Bahia recebe Tupi para manter-se vivo na luta pelo acesso

Na nona colocação, a equipe baiana recebe o time mineiro visando a vitória para não deixar o escalão de cima abrir grande vantagem

Bahia recebe Tupi para manter-se vivo na luta pelo acesso
Foto: Divulgação/Tupi FC
Bahia
Tupi
Bahia: Muriel; Eduardo, Jackson, Tiago e Tinga (Juninho); Juninho, Luiz Antônio e Renato Cajá; Misael (Wesley Natã), Edigar Junio e Hernane. Guto Ferreira.
Tupi: Rafael Santos; Henrique, Rodolfo, Thiago Sales, Luiz Paulo; Renan Teixeira, Marcos Serrato, Pedrinho, Hiroshi; Jonathan, Giancarlo. Ricardinho.
ÁRBITRO: Luiz César de Oliveira Magalhães, que sera auxiliado po Marcione Mardonio da Silva Ribeiro e Armando Lopes de Sousa, todos do CE
INCIDENCIAS: Partida válida pela 30ª rodada do Brasileirão da Série B, a ser realizada na Arena Fonte Nova, em Salvador, BA; a partida começa às 19h30

O Bahia continua flertando com o G-4 do Brasileirão da Série B. Buscando pontuar para não distanciar do grupo de cima, a equipe baiana recebe os mineiros do Tupi nesse domingo (9) em partida válida pela 30ª rodada da Segundona, às 19h30, na Arena Fonte Nova. O confronto colocará frente a frente o nono, que tem 43 pontos, e 18º colocados da competição nacional, que possui apenas 26 pontos conquistados.

No primeiro turno do torneio, o time mineiro derrotou o tricolor baiano por 2 a 1, em jogo marcado por falhas de Marcelo Lomba, agora goleiro do Internacional. Na última rodada, a 29ª, os comandados de Guto Ferreira foram derrotados pelo Londrina por 1 a 0, com gol marcado por Anderson, no Estádio do Tubarão. Já os mineiros fracassaram em casa e foram vencidos pelo time do Criciúma por 2 a 0, com gols de Roberto e Jheimy.

Em nono, Bahia quer vencer para não se distanciar dos líderes

Com 43 pontos e a cinco pontos do grupo que garante vaga na Série A 2017, a equipe baiana necessita do resultado dentro dos seus domínios para continuar sonhando com o acesso. Depois de derrota para concorrente direto por vaga no G-4, o time recebe o Tupi, que tem apenas 26 pontos e vê a queda para a terceira divisão como algo muito próximo.

Para a partida Guto tem três desfalques: Moisés, por suspensão e João Paulo e Gustavo Blanco, que estão no departamento médico. O treinador também tem uma relativa quantidade de jogadores pendurados com dois cartões amarelos: Juninho, Hernane, Jackson, Renato Cajá, Tinga, Éder, Muriel, Luiz Antônio, Misael e Régis.

Hernane e Renato Cajá são dois dos principais jogadores do Bahia, porém os dois vêm sendo fortemente criticados pela torcida tricolor. Guto Ferreira defendeu seus jogadores e afirmou que os dois farão grande partida diante do Tupi.

“Lógico que pode acontecer de o jogador acabar se desgastando a ponto de ser substituído quando não tem o rendimento adequado. E essa partida do Londrina foi extremamente desgastante. Quando você não está conseguindo triunfos pessoais, existe uma queda no aspecto confiança. Existe um desgaste físico maior do que o normal. Tudo isso a gente tem que levar em consideração. Acho que Hernane e Cajá têm tudo para fazer uma grande partida no domingo”, afirmou.

Já o meio-campista Juninho, peça importante no time de Guto, deu entrevista e disse que o Bahia tem que se preocupar exclusivamente com a vitória e esquecer os jogos dos seus rivais.

“Acho que independente da situação a gente tem que entrar em campo para vencer. A gente sabe que não tem outro resultado para a gente. Então, agora, vamos ter nove finais. E o meu pensamento e o do grupo é de vencer as nove finais. O foco tem que ser esse. A gente vai entrar focado amanhã para sair vencedor”, declarou o meia.

Com 90% de chances de cair, Tupi precisa somar pontos

Segundo matemática, a equipe mineira tem apenas 10% de chances de continuar na segunda divisão do Brasileirão. Com somente 26 pontos conquistados e 15 derrotas em 29 jogos, o time mineiro necessita de pontos para tentar fugir da queda.

Um dos principais problemas dos comandados de Ricardinho é a irregularidade, comentada pelo técnico após o revés diante do Criciúma.

“A gente teve o Octávio em outros jogos e também teve problemas. Também não conseguimos ter essa regularidade. O problema não é só não ser efetivo na parte ofensiva, quando criar chance ter qualidade e tranquilidade para finalizar bem, equilibrado, mas também não proporcionar ao adversário a diferença do jogo. São dois pontos extremos, mas que estão ocorrendo. Não conseguimos com as oportunidades fazer os gols e durante o jogo proporcionamos condições do adversário estar na nossa frente. Aí tomamos o gol, estamos atrás, há o desequilíbrio da equipe, falta de confiança, o erro de passe e consequentemente a qualidade de jogo cai”.

Ricardinho deverá contar com os retornos do atacante Giancarlo, que teve pena reduzida pelo STJD e do zagueiro Gabriel Santos, liberado pelo departamento médico. Já Octávio deve continuar de fora, segundo o fisioterapeuta da equipe: “O Octávio sofreu uma entorse no joelho direito, mas não comprometeu os ligamentos, estão íntegros. O que atrapalha ele é o fato do jogador ter um cisto no joelho, que não é grave, mas gera desconforto. Ele está assintomático, sem limitação de movimento, mas ainda não deve estar à disposição no domingo”.