Buscando se distanciar da degola, Oeste enfrenta embalado Bahia

Time paulista é o primeiro fora da zona de rebaixamento; tricolor quer vitória para entrar de vez no G-4

Buscando se distanciar da degola, Oeste enfrenta embalado Bahia
Foto: Divulgação/Oeste
Oeste
Bahia
Oeste: Felipe Alves; Bruno Silva, André Castro, Betinho; Danielzinho, Rodolfo, Daniel Simões, Léo Arthur; Marquinho, João pedro, Matheus Vargas. Fernando Diniz.
Bahia: Muriel, Eduardo, Tiago, Jackson, Tinga; Juninho, Luiz Antônio, Renato Cajá, Régis; Edigar Junio, Hernane. Guto Ferreira
ÁRBITRO: Rodrigo D Alonso Ferreira (SP)
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 32° rodada da Série B, que será realizado na Arena Barueri

Em continuação da 32° rodada da Série B, um duelo de opostos ocorrerá em São Paulo. Na Arena Barueri às 16h30 deste sábado (22) no horário de Brasília, o Oeste, brigando contra o rebaixmento, receberá o Bahia, atualmente na sexta colocação e sonhando com o acesso.

No primeiro turno, o tricolor não tomou conhecimento da equipe interiorana paulista e bateu por 2 a 0 jogando na Arena Fonte Nova. Naquela situação, o Oeste também almejava um possível acesso, momento diferente do atual que vem encarando.

Nas rodadas anteriores, o time rubro negro empatou com o Ceará e o Sampaio Corrêa, não conseguindo se afastar da zona de rebaixamento. Comandado por Guto Ferreira, o Bahia devolveu a vitória contra o Brasil de Pelotas por 1 a 0 e conseguiu encostar no G-4. Com a derrota do Naútico na sexta-feira (21), a equipe, se vencer, entra entre os quatro primeiros.

Mini pré-temporada serviu para melhorar o trabalho do Oeste

Após os empates das rodadas passadas, o time do Oeste teve onze dias para trabalahr de forma mais tranquila visando o confronto contra o Bahia. A equipe jogou pela última vez no dia 11 de outubro. Os comandados de Fernando Diniz também puderam gozar de dois dias de folgas nesse período.

O técnico sabe do momento do Bahia  e demonstrou respeito ao falar sobre o rival. "É uma das equipes mais fortes da Série B. Tem orçamento, grandes jogadores, torcida, um grande presidente e um grande técnico, é um pacote completo. Nós temos que nos entregar e corrigir os erros que tivemos ao máximo pra ter uma melhor sorte no jogo ", confirmou.

O time conta com nove atletas pendurados, mas não deverá ser empecilho para que Fernando Diniz monte o esquema tático necessário. Para o atacante Matheus Vargas, vencer sdependerá de muito trabalho. "Temos que trabalhar bastante, colocamos o time em uma situação complicada e depende de nós sair dessa sequência ruim. Precisamos trabalhar ainda mais e mudar nossa postura para começar a ganhar jogos."

Trabalho tático de Guto foi último teste antes de duelo

Desde quinta-feira (20) em São Paulo, o time do Bahia não cessou os preparativos para enfrentar o Oeste em Salvador. Na capital paulista, Guto Ferreira comandou dois treinamentos para aprimorar fundamentos. Todos os teste aconteceram no centro de treinamentos do Palmeiras.

Nesta sexta, Guto Ferreira comandou um trabalho tático, focado no posicionamento da equipe considerada titular. A sessão realizada em São Paulo foi encerrada com jogadas ensaiadas, entre faltas, escanteios, pênaltis e laterais. A equipe se retirou e ficou concentrada já em Barueri para o duelo.

Foto: Divulgação/Bahia

Guto Ferreira também pregou responsabilidade para falar do rival de sábado. "O time do Oeste em questões táticas é uma das mais difícil de ser enfrentadas. Fernando Diniz é um bom treinador e estrategista. Maneira que a equipe dele joga cria inúmeras dificuldades. Agora, só temos um caminho: vencer. Pra depender só da gente. Temos de acreidtar em nosso poder de fogo."