Jorginho analisa derrota do Bahia no Pacaembu: "Não condiz com o que foi o jogo"

Treinador comentou também sobre as pretensões do Tricolor no Campeonato Brasileiro

Jorginho analisa derrota do Bahia no Pacaembu: "Não condiz com o que foi o jogo"
Foto: Divulgação/ Esporte Clube Bahia

A sequência de bons resultados do Bahia em jogos fora de casa foi interrompida na manhã deste domingo (23). Jogando no Pacaembu, o time da boa terra foi superado por 3 a 0 para o Santos, voltando a ser derrotado longe de Salvador após um mês. Neste período, o Esquadrão de Aço conquistou sete pontos de nove possíveis: empate com o Vitória, e triunfos sobre a Ponte Preta e Atlético-MG.

O técnico Jorginho avaliou a partida deste domingo e afirmou que o resultado do jogo não refletiu o que se viu em campo. Para o comandante, a equipe sofreu maior pressão no jogo anterior, contra o Atlético-MG no Independência.

“Eu acho que a gente não jogou mal. A gente, na realidade, foi muito mais pressionado pelo Atlético-MG do que nesse jogo. Nós tomamos um gol num momento em que a gente estava muito bem na partida. Não consigo enxergar realmente, os 3 a 0 não condizem com aquilo que foi o jogo”, declarou.

Jorginho defendeu que seu time fazia uma boa partida quando sofreu o primeiro gol, e que isso de certa forma desestabilizou os jogadores. O treinador contou também qual foi a estratégia utilizada na segunda etapa na busca pelo empate.  

“Tomamos o segundo gol no finalzinho do primeiro tempo. Isso foi um baque muito forte, porque a equipe estava se recuperando do gol tomado, a equipe estava organizada. Voltamos no segundo tempo com uma proposta diferente.

Colocamos o Éder no lado direito, o Edu estava com cartão e, por pouco, ele não toma o amarelo e vermelho. Então a gente tinha essa preocupação. E o Éder foi muito bem naquele lado. Tivemos uma movimentação muito boa desses três homens de frente. Fizeram uma troca constante, que dificultou bastante. E, por final, tentamos ainda ali o Brumado”, disse.

Com o resultado, o Bahia pode perder até duas posições ao final da 15ª rodada, e ver a diferença para a zona de rebaixamento diminuir. O técnico tricolor falou sobre a situação, revelando qual o objetivo da equipe baiana no campeonato.

“Primeiro, a gente tem que realmente entender que hoje o nosso campeonato é justamente fugir o mais rápido possível da zona perigosa. Mas acho que dá para pensar um pouquinho mais. Se a gente conquistar os nossos pontos em casa e fizer as partidas que vínhamos fazendo fora de casa, mesmo tomando 3 a 0. O volume do jogo que tivemos, as transições ofensivas, as oportunidades, não condizem com o que foi o jogo”, comentou Jorginho.  

O Bahia terá a semana cheia para se preparar para o duelo da próxima rodada do Brasileirão. Em reedição da final da Copa do Nordeste, o Tricolor recebe o Sport na Arena Fonte Nova, no próximo domingo (30), às 16h (de Brasília).