Guto Ferreira celebra primeiro triunfo do Bahia no ano: "A gente soube aproveitar oportunidades"

Apesar de não convencer torcida, Esquadrão de Aço conquistou vitória sobre Jacuipense; treinador destacou primeiro tempo e lamentou desgaste físico causado pelo curto intervalo entre as partidas no início da temporada

Guto Ferreira celebra primeiro triunfo do Bahia no ano: "A gente soube aproveitar oportunidades"
Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Longe de ser um resultado que animasse o exigente torcedor tricolor, mas a vitória do Bahia serviu para dar mais tranquilidade depois dos dois reveses consecutivos nos dois primeiros jogos do ano. O triunfo diante do Jacuipense na Arena Fonte Nova por 2 a 1 deu ao Tricolor da Boa Terra os primeiros três pontos na temporada, que fez a equipe sair do zero no Campeonato Baiano.

Após o jogo, o técnico Guto Ferreira concedeu entrevista coletiva e falou sobre alguns pontos do jogo e dos seus comandados. Inicialmente, o treinador deu um panorama de como foi a partida segundo seu ponto de vista e destacou o bom primeiro tempo feito pelo time.

“Acho que nós começamos bem o primeiro tempo. E todos os times que enfrentamos não foram times que se propuseram a jogar. Os outros dois (Botafogo-PB e Bahia de Feira) se propuseram a jogar no erro do Bahia. A Jacuipense não, veio para jogar futebol. A gente soube marcar, jogar e soube aproveitar as oportunidades, pelo menos para garantir um triunfo. Fizemos um primeiro tempo muito bom. Ainda assim, tivemos o erro, a penalidade, o atraso na saída de bola. Eles praticamente não tinham chutado. Depois chutaram uma bola no segundo tempo. Tivemos oportunidades, fizemos dois gols, tivemos outras oportunidades para matar o jogo. É tudo um processo”, explicou.

O comandante do Esquadrão de Aço comentou também sobre a alta quantidade de jogos. Com praticamente dez dias de temporada, seus comandados irão para o quarto jogo no ano, na partida a ser disputada contra o Fluminense de Feira. Por causa disso, Guto Ferreira lamentou mais uma vez o calendário apertado e principalmente o desgaste físico dos atletas, evidenciado já na noite da quarta-feira (24).

“Teríamos que ter 72 horas para recuperar e zerar. Não para encher o tanque, mas para zerar. Está no negativo. Para zerar e encher o tanque para a partida seguinte. Não estamos nem zerando. Sábado vamos entrar com talvez 60 horas de descanso. São seis horas a menos de recuperação. Parece que não, mas faz diferença. Depois vamos para uma viagem, que tem escala, vai durar cinco horas, mais ou menos. Outro local, outro tipo de piso, deslocamento, uma série de situações, dificuldades, vamos jogar e teremos na sequência um jogo em Jacobina. Por isso, estamos rodando, buscando jogadores para o momento, mais vigorosos, nem sempre os mais talentosos, para suportar a situação. Teve queda de rendimento do meio para o final. Normal. O mais importante é que seguramos o resultado e conquistamos o primeiro triunfo do ano”, continuou.

Ainda ao citar o pouco tempo de descanso entre as partidas e também para trabalhar com os atletas, Guto Ferreira concluiu a entrevista coletiva e reiterou a necessidade de ter tempo para jogar com a intensidade desejada, além de colocar todos do grupo no mesmo nível, principalmente com prática nos treinamentos.

“Precisamos de tempo e resultado para nos dar tranquilidade para que possamos chegar no estágio que buscamos. Para chegar nesse estágio, precisa trabalhar e, para trabalhar, precisa de tempo. Quando jogamos, fazemos trabalho didático, de mais explicação na lousa, em vídeo. A execução do ritmo de jogo não existe. Precisamos qualificar as valências físicas para jogar na intensidade que a gente quer, que a gente tinha ano passado, por 90 minutos. Ainda não estamos jogando 45 nessa intensidade. Estamos em uma distância muito grande. Só o tempo vai nos conduzir até lá. Temos a ideia de como chegar até lá. Temos que trabalhar, além de criar estratégias para que isso aconteça. Precisamos fazer isso para elevar todos do plantel e buscar lá na frente um grupo consistente. Que saia um e entre outro e a equipe não perca qualidade”, concluiu Guto Ferreira.

Com os três pontos conquistados diante do Jacuipense no meio da semana, o Bahia subiu para a sétima posição na tabela de classificação do Campeonato Baiano. Na próxima rodada, o Esquadrão de Aço entra em campo às 17 horas do sábado (27), quando encara o Fluminense de Feira em Pituaçu.