Botafogo vence Juazeirense, mas não elimina jogo de volta na Copa do Brasil

Em partida equilibrada, Botafogo consegue vantagem para o próximo jogo da segunda fase

Botafogo vence Juazeirense, mas não elimina jogo de volta na Copa do Brasil
Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo
Juazeirense
1 2
Botafogo
Juazeirense: Tigre, Alex Travassos, Emerson, Ricardo Braz e Deca; Capone, Diego Teles (Tony Galego), Gian Carlos (Naldo) e Wanderson (Gian Luca); Nino Guerreiro (Ebinho) e Tony (William Carioca) - Técnico: Evandro Guimarães
Botafogo: Jefferson (Helton Leite), Luis Ricardo, Renan Fonseca, Emerson Silva e Victor Luis; Rodrigo Lindoso e Fernandes; Leandrinho, Salgueiro (Marquinho) e Gegê; Sassá (Luis Henrique) - Técnico: Ricardo Gomes.
Placar: Neilton (9'/1ºT), Emerson Silva (3'/2ºT), Alex Travassos (22'/2ºT)
ÁRBITRO: Cartões: Alex Travassos, Deca, Sassá e Nino Guerreiro (Juazeirense); Emerson Silva e Rodrigo Lindoso (Botafogo)
INCIDENCIAS: Primeira partida da segunda fase da Copa do Brasil 2016

Na noite desta quinta feira (12), o Botafogo venceu o Juazeirense no Estádio Adauto Moraes por 2 a 1, com gols de Neilton e Emerson Silva em partida válida pela segunda fase da Copa do Brasil.

Após mais uma chance no time titular, Neilton abriu o placar aos 9 minutos após a zaga adversária se enrolar. Mesmo com boas chances, o Glorioso só voltou a marcar no segundo tempo com Emerson Silva, mas alguns minutos depois viu o time baiano diminuir e acabar com as expectativas de eliminar o jogo de volta.

Logo no início do segundo tempo, Jefferson preocupou ao pedir para ser substituído sentindo um incômodo no braço que começou na hora do aquecimento.

O resultado foi positivo e  por pouco o alvinegro conseguiria eliminar o jogo de volta, desta forma os clubes se enfrentam novamente na próxima quinta feira (19) no Estádio de Los Larios às 21h30.

Bota domina o início do jogo, mas diminui o ritmo depois

O jogo começou animado no lado alvinegro, com bastante entrosamento se manteve no ataque e não dava espaço para o Juazeirense, mas no fim do primeiro tempo o time de General Severiano não conseguia acertar passes no meio de campo e sofria com as marcações do adversário.

Mostrando para o que veio, o Botafogo chegou na área do adversário quatro vezes em 10 minutos. Primeiro com Sassá, depois com Neilton e Salgueiro e aos 4 minutos com Diego.

O primeiro lance que exigiu esforço aconteceu aos 5 minutos, Emerson Silva subiu sozinho em cruzamento de Salgueiro, mas cabeceou nas mãos do goleiro Tigre. O gol veio aos 9 minutos, Sassá desarmou e deixou a bola com Leandrinho que avançou e tocou para Neilton invadir a área e aproveitar a saída do goleiro para mandar no fundo do gol.

Na metade da primeira etapa o time mandante começou a aparecer no jogo, em troca de passes conseguiu chegar ao ataque, onde ganhou uma falta perigosa na entrada da área. Aos 25 minutos, Nino Guerreiro teve a chance de ampliar após cabeçada em escanteio, mas a bola foi para fora.

O Glorioso voltou a atacar aos 36, Neilton entregou ótima bola para o Sassá na área, mas pegou mal e passou à esquerda do gol. Na reta final, a equipe de Juazeiro teve mais uma chance perigosa, em falta cometida pelo zagueiro Emerson, que tomou cartão amarelo pelo lance, Alex Travassos cobrou falta, a bola passou próxima ao gol e por pouco o alvinegro não cede o empate.

Alvinegro marca no começo, mas Juazeirense diminui

Sem alterações, o Botafogo se mostrou mais atento no jogo, com apenas 3 minutos de jogo, Salgueiro bateu falta direto na área, Lindoso desviou para trás e Emerson Silva ampliou o placar marcando o segundo gol, desta forma anularia o jogo de volta.

Dois minutos depois, após cobrança de escanteio na área alvinegra, o autor do gol afastou e a bola caiu nos pés de Everlan, que arriscou de longe e Jefferson caiu no canto direito para linda defesa, no rebote Gian Luca chuta e goleiro defende à queima roupa. Após este lance, o goleiro que já havia sentido dores na hora do aquecimento da etapa inicial, pediu para ser substituído e deu lugar para Hélton Leite.

O goleiro substituto foi surpreendido aos 21 com Tony Galego, ele recebeu na entrada da área, girou e chutou na direção do gol encobrindo o arqueiro e batendo no travessão. Logo após o lance perigoso, houve uma falta próxima a área do Fogão, Alex Travassos cobrou com categoria e mandou a bola fechada direto para o gol, Helton ainda encostou na bola, mas não conseguiu evitar.

Perdido em campo, o Botafogo voltou a oferecer perigo na etapa final, em contra-ataque Leandrinho ajeitou para Sassá que chutou cruzado e Tigre espalmou, mas a zaga logo afastou. Dois minutos depois, Juazeirense respondeu em mais uma cobrança de falta de Alex Travassos com efeito, mas Helton Leite estava atento e fez ótima defesa.

O último lance perigoso foi aos 45, Lindoso cruzou da direita para Luis Henrique, que cabeceou com força, mas foi nas mãos do goleiro. Desta forma, mesmo com vantagem, o time carioca não conseguiu evitar o jogo de volta.