Torcida do Botafogo invade treino e faz cobrança aos dirigentes e jogadores

Joel Carli, Luís Ricardo e Renan Fonseca ouviram torcedores; Presidente do clube manifesta insatisfação com a invasão

Torcida do Botafogo invade treino e faz cobrança aos dirigentes e jogadores
(Foto: Divulgação / Botafogo FR)

Durante o treino desta manhã de terça-feira (07), alguns representantes de uma torcida organizada do Botafogo pularam as catracas de General Severiano para protestarem contra a atual situação que o clube passa. Com apenas quatro pontos, o alvinegro ocupa a lanterna do Campeonato Brasileiro, após derrota para o Santos por 3 a 0 no último domingo (05).

No momento da invasão, o responsável pelo departamento médico concedia entrevista para informar da situação de Canales, que exames detectaram uma lesão no pé direito. Por conta disso, o jogador precisa de um mês para recuperação e para comunicar que Airton, Diogo Barbosa e Luis Ricardo já estão à disposição de Ricardo Gomes. Os torcedores foram conversar com o vice de futebol Cacá Azeredo, já que os jogadores estavam no campo anexo. 

O principal alvo de cobranças foram os jogadores Octávio, Dierson e Damian Lizio, além de dois jogadores que já estão afastados Lucas Zen e Jean, foi pedida a saída dos cinco atletas devido à pouca produtividade e ainda a substituição do goleiro Helton Leite. A conversa foi no próprio campo e durou cerca de 20 minutos. Após muito bate boca entre a torcida e os seguranças, foi permitida a entrada para encontro aos jogadores.

Joel Carli, Luis Ricardo e Renan Fonseca tomaram a frente do grupo e ouviram calmamente as reclamações. A polícia chegou a ser acionada, mas não precisou tomar medidas drásticas, apenas tentou controlar a exaltação dos torcedores. Cacá não quis se pronunciar, mas o presidente Carlos Eduardo Pereira não está no Rio de Janeiro e comentou o ocorrido:

"É absolutamente inaceitável essa forma de agir. Não ajuda em nada o clube nesse momento. Não estive presente no local, ainda não tive maiores detalhes.  Vi pela internet. Só posso lamentar e repudiar o que aconteceu"

O Glorioso enfrenta o Vitória no próximo domingo (12), no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, às 11h, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro.