Botafogo aproveita erros defensivos do Sport para vencer e entrar no G-6

Alvinegros oscilaram durante a partida, mas conseguiram ser mais eficientes para sair de campo com a vitória e acabar com a invencibilidade do Leão

Botafogo aproveita erros defensivos do Sport para vencer e entrar no G-6
Foto: Divulgação/Botafogo
Botafogo
2 1
Sport
Botafogo: Jefferson; Arnaldo (Luís Ricardo, min 17), Joel Carli, Igor Rabello e Gilson; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Rodrigo Pimpão, João Paulo e Marcos Vinícius (Guilherme, min 63); Roger (Leandro, min 83). Técnico: Jair Ventura.
Sport: Agenor; Samuel Xavier, Henriquez, Durval e Sander; Patrick (Thallyson, min 72), Rithely, Everton Felipe (Juninho, min 84), Diego Souza e Mena (Lenis, intervalo); André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.
Placar: 1-0, Rodrigo Lindoso, min 1; 1-1, Rithely, min 9; 2-1, Guilherme, min 69;
ÁRBITRO: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG), auxiliado por Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Pablo Almeida da Costa (MG). Cartões amarelos: Gilson, Leandro, Roger e Rodrigo Pimpão (Botafogo); Sander, Samuel Xavier e Mena (Sport).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 14ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, disputada no Nilton Santos, no Rio de Janeiro. Público: 17.313. Renda: R$ 381.865,00.

O Botafogo conseguiu parar a ascensão do Sport. Não foi das atuações mais primorosas do alvinegro carioca na noite desta segunda-feira (17), no Nilton Santos, pela 14ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, mas a equipe conseguiu aproveitar bem os erros defensivos do Leão, mesmo com os altos e baixos, para sair de campo com uma vitória por 2 a 1 e somar a terceira partida sem derrota. Rodrigo Lindoso e Guilherme fizeram para os botafoguenses, enquanto Rithely descontou para os rubro-negros.

Com o resultado desta noite, o Botafogo sobe na tabela e passa a ocupar o G-6 da competição, ficando na sexta colocação, com 22 pontos. Já o Sport deixa o seleto grupo que garante uma vaga na Libertadores e vai para a oitava posição, com 21 pontos, mas ficando a apenas três pontos do terceiro colocado, o Santos, que tem 24 pontos.

A 15ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro será realizada no meio da semana. O Botafogo vai entrar em campo na próxima quinta-feira (20), às 21h00, para fazer um duelo com o Atlético-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba, Paraná. Já o Sport terá pela frente, no mesmo dia, às 20h00, um confronto diante do Atlético-GO, na Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata, Pernambuco.

Fogão consegue gol relâmpago irregular, mas Leão apresenta postura ofensiva e empata

O confronto começou com as duas equipes se estudando bastante, mas com os donos da casa partindo para cima na tentativa de buscar logo o primeiro gol. Não demorou muito para conseguir isso, que veio já com um minuto de partida. Gilson levantou a bola na área em cobrança de falta, Joel Carli desviou para o meio e Rodrigo Lindoso, sozinho no meio da área, cabeceou para o fundo das redes para delírio do torcedor alvinegro. O detalhe ficou por conta da participação do atacante Roger, que estava completamente impedido, mas a arbitragem nada marcou.

Mesmo sofrendo um gol tão cedo, o Sport não quis saber de baixar a cabeça e colocou a bola no chão para trabalhar até a meta botafoguense. Assim, conseguiu chegar ao empate aos nove minutos, quando Everton Felipe cobrou falta jogando na área, Durval aproveitou e chutou para Jefferson espalmar para frente, mas Rithely apareceu para deixar tudo igual para delírio da torcida rubro-negra. Se já estava ruim, aos 16 minutos o técnico Jair Ventura precisou fazer a primeira alteração, pois Arnaldo sentiu uma lesão e deixou o campo para entrada de Luís Ricardo.

Pressionando desde o empate, o Sport não deixava o adversário respirar na partida, sempre trabalhando no setor ofensivo, enquanto o Botafogo tinha muita dificuldade para dominar as ações. Aos 30 minutos, o Sport ficou bem próximo de virar, quando Everton Felipe cruzou rasteiro pela direita, Diego Souza deixou passar com qualidade e André chutou com perigo para fora, assustando a defensiva alvinegra. Os botafoguenses responderam na boa jogada de João Paulo pela direita, cruzando para Rodrigo Pimpão chutar e contar com desvio em Durval, mas Agenor mostrou atenção para fazer uma boa defesa.

Diante da ótima postura do Sport, as opções de criação de jogada para o Botafogo foram ficando cada vez mais raras. Aos 43 minutos, entretanto, Rodrigo Pimpão puxou contra-ataque pela esquerda e tocou para Roger, que deixou Marcos Vinícius de frente para a meta, mas o meia acabou chutando por cima da meta defendida por Agenor, sem perigo. Com isso, o primeiro tempo acabou sendo encerrado no 1 a 1 ruim para os mandantes.

Botafogo volta com superioridade diante do Sport, Guilherme marca e garante vitória

Para o segundo tempo, o técnico Jair Ventura resolveu manter a mesma formação da primeira etapa, enquanto o técnico Vanderlei Luxemburgo preferiu tirar Mena para colocar o atacante Lenis. Com a bola rolando, o Sport voltou com a mesma postura, marcando no campo de ataque e visando passar a maior parte do tempo buscando pressionar. Já o Botafogo, mesmo sendo o dono da casa, se fechava para buscar o contra-ataque. Foi a bola parada, entretanto, que deixou o alvinegro carioca perto de marcar aos nove minutos, com João Paulo cobrando por cima da barreira, mas contando com desvio que foi para fora e o goleiro Agenor nada pôde fazer.

Aos poucos o Botafogo foi conseguindo espaços para chegar com perigo. Assim como no primeiro gol, Joel Carli apareceu livre na esquerda da área aos 17 minutos em cobrança de falta e cruzou de primeira para Rodrigo Pimpão, que não conseguiu alcançar. Precisando melhorar ofensivamente, o técnico Jair Ventura resolveu tirar Marcos Vinícius para colocar o atacante Guilherme.  Aos 21 minutos, o Fogão chegou perigosamente novamente, quando Luís Ricardo cruzou com qualidade pela direita para Rodrigo Pimpão cabecear e Agenor fazer uma grande defesa.

Superior durante toda etapa, os donos da casa conseguiram chegar ao segundo gol. Aos 24 minutos Roger dominou pelo meio e tocou para Guilherme entrar com liberdade pela esquerda, chutando cruzado para delírio da torcida alvinegra. Para retomar a qualidade, o técnico Vanderlei Luxemburgo tirou o volante Patrick para colocar Thallyson. João Paulo, entretanto, foi quem levou perigo para os rubro-negro, quando girou bem dentro da área e chutou forte na trave defendida pelo goleiro Agenor, com muito perigo. 

Com a vantagem, restou ao Botafogo se fechar para buscar os contra-ataques e tentar aumentar, mas os erros individuais nos momentos do último passe acabaram prejudicando isso. Já o Sport ainda tentou chegar ao empate de todas as maneiras, mas faltou força ofensiva para criar boas situações. Desta maneira, o confronto acabou sendo encerrado no 2 a 1 em favor dos mandantes.