Botafogo e Grêmio duelam pela ida das quartas da Libertadores com suspense e casa cheia

Fogão recupera lesionados e conta com estádio Nilton Santos lotado para o confronto de ida entre brasileiros nas quartas de final da Copa Libertadores

Botafogo e Grêmio duelam pela ida das quartas da Libertadores com suspense e casa cheia
Botafogo e Grêmio começam a decidir vaga à semifinal no Nilton Santos (Foto: Vitor Silva / Botafogo FR)
Botafogo
Grêmio
Botafogo: Gatito Fernández, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Gilson; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Bruno Silva, João Paulo (Valencia); Rodrigo Pimpão e Roger.
Grêmio: Marcelo Grohe; Edilson, Bressan (Geromel), Kannemann e Bruno Cortez; Jailson, Arthur, Ramiro, Léo Moura, Fernandinho e Lucas Barrios.
ÁRBITRO: José Argote (Venezuela)
INCIDENCIAS: Partida de ida da fase de quartas de final da Libertadores da América 2017, disputada no estádio Nilton Santos, às 21h45 da quarta-feira (13/09)

Botafogo e Grêmio iniciam o duelo valendo vaga nas semifinais da Copa Libertadores da América. O torneio afunila de vez e essas duas equipes brasileiras mantém o sonho da conquista na temporada. Além deles, o Santos enfrenta o Barcelona do Equador nas permanências de clubes do país no torneio continental mais importante. A partir das 21h45 desta quarta-feira (13), o Botafogo de Jair Ventura e o Grêmio de Renato Portaluppi ficam frente a frente. O jogo de ida ocorre no Rio de Janeiro, no estádio Nilton Santos, o Engenhão. A partida de volta ocorre na quarta seguinte (20), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

No ano, botafoguenses e gremistas travaram dois duelos válidos pelo Campeonato Brasileiro. Os mandantes levaram a melhor. Na capital gaúcha, 2 a 0 para o Grêmio. Na capital carioca, 1 a 0 para o Botafogo, quando ambas as equipes pouparam seus titulares na abertura do returno. Os dois times poderiam se enfrentar mais duas vezes, caso tivessem passado à final da Copa do Brasil. Porém, eliminações na fase semifinal fazem as energias de setembro estarem focadas na disputa da Libertadores da América.

No histórico pela competição, Grêmio e Botafogo se cruzaram na fase de oitavas de final em 1996. O Fogão era o atual campeão brasileiro e o Tricolor havia vencido a Libertadores em 1995. No Rio de Janeiro, placar de 1 a 1 e vitória gremista por 2 a 0 em Porto Alegre para selar a classificação gaúcha. E dessa vez, quem leva a melhor? Um duelo de estádios lotados e dois grandes times brasileiros na presente temporada.

Embalado por vitória em clássico, Fogão conta com a torcida

O Botafogo do técnico Jair Ventura venceu o Flamengo por 2 a 0 no domingo. Dois gols do atacante Roger, que chegou a 16 na temporada e oito deles em clássicos regionais contra as equipes do Rio de Janeiro. Em ótima fase, é preciso desencantar e abrir vantagem nos minutos diante da torcida.

O clima ficou mais contagiante em bom sentido. Além do resultado positivo que coloca o Fogão firme na briga pela próxima classificação à Libertadores, sendo o 7º com os mesmos 34 pontos do Cruzeiro, Jair Ventura conta com reforços para relacionar ao jogo. Mantém o mistério se voltam ao time titular. O zagueiro Joel Carli e os meias João Paulo, Lindoso e Marcos Vinicius estão concentrados para o duelo de ida da Libertadores.

Marcelo passou segurança diante do Flamengo. Leo Valencia propôs algumas das melhores jogadas botafoguenses no clássico, então o chileno luta por seu espaço na equipe. "Mais um jogo decisivo no ano. Essa pausa foi benéfica por conta da situação dos lesionados. Seria melhor ter contado com todos nesse período. Os quatro (antes lesionados) estão relacionados para o jogo. Mas quem inicia ou não, vai ser surpresa", avaliou o filho do ex-atacante Jairzinho.

O lateral-esquerdo Victor Luís está suspenso. Foi expulso na vitória por 2 a 0 sobre o Nacional do Uruguai, no mesmo Engenhão. Ex-Grêmio, Gilson deve iniciar pelo setor. O provável Botafogo tem: Gatito Fernández, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Gilson; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Bruno Silva, João Paulo (Valencia); Rodrigo Pimpão e Roger.

Para o jogo, do lado de fora das quatro linhas, promessa de apoio e incentivo nas arquibancadas, como tem sido durante a Libertadores. O público foi pequeno no final de semana pelo Brasileiro, mas são mais de 33 mil ingressos vendidos para enfrentar o Grêmio, segundo o próprio Botafogo. Restam apenas bilhetes de inteira nos setores Oeste Inferior e Oeste Superior do estádio Nilton Santos.

Roger no treinamento antes da ida; Atacante fez dois gols ante Flamengo
Foto: Divulgação / Botafogo FR

Escalação do Grêmio só na hora do jogo

O Grêmio apresenta problemas para o jogo de ida. O técnico Renato Portaluppi comandou treinamentos na Gávea e no estádio Nilton Santos pensando na partida. Em nenhum dos treinos com bola, o atacante Luan e o zagueiro Pedro Geromel puderam participar. Ambos estão lesionados. Geromel não atua desde o dia 16 de agosto, quando se lesionou ao final do jogo de ida contra o Cruzeiro, pela Copa do Brasil. Seu substituto desde então é Bressan. Geromito, como é chamado pelos gremistas, apenas correu em volta do gramado na última atividade. É dúvida para ser ou não o parceiro do argentino Walter Kannemann.

Luan, por sua vez, retornou da seleção brasileira e sentiu um problema muscular na coxa direita em treinamento em Porto Alegre. Em exame, foi constatado um edema muscular e o jogador ficou de fora da partida diante do Vasco da Gama. Ainda no Rio de Janeiro, a expectativa é que não atue nesta quarta-feira contra o Botafogo. A dúvida de seu suplente permanece. Com Léo Moura no meio de campo em São Januário, o Grêmio foi pouco agressivo e perdeu a partida por 1 a 0.

Na ocasião da rodada anterior do Brasileiro, o Grêmio de Renato atuou com Ramiro, Léo Moura, Fernandinho aberto na esquerda e Lucas Barrios no comando de ataque. Outra possibilidade seria começar a partida com Everton ou o equatoriano Michael Arroyo para auxiliar a produção ofensiva gremista. Sobre o meio de campo, além da baixa de Luan, o volante Michel está suspenso por cartão amarelo. Jailson pode figurar na equipe para jogar com Arthur na saída de bola e contenção dos ataques botafoguenses.

Com indefinições, Renato não confirma o time, mas um possível Grêmio com: Marcelo Grohe; Edilson, Bressan (Geromel), Kannemann e Bruno Cortez; Jailson, Arthur, Ramiro, Léo Moura, Fernandinho e Lucas Barrios.

Grêmio treinou no Engenhão na véspera do jogo (Foto: Divulgação / Grêmio)