Jair Ventura analisa duelo e projeta jogo de volta: "Vamos fazer de tudo para ter final feliz"

Treinador falou sobre o jogo, tirou lições de outras decisões mata-mata, explicou opções no time titular e relembrou jogos positivos contra o Grêmio

Jair Ventura analisa duelo e projeta jogo de volta: "Vamos fazer de tudo para ter final feliz"
(Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Após o empate em 0 a 0 pelo jogo de ida das quartas de final da Conmebol Bridgestone Libertadores diante do Grêmio na noite da última quarta-feira (13), o comandante do Botafogo, Jair Ventura, falou com a imprensa no Nilton Santos

O técnico alvinegro falou dos últimos jogos contra o Flamengo, relembrou as lições que devem ser tiradas da partida, analisou e justificou as mudanças na escalação além de relembrar coisas boas para o duelo de semana que vem, na Arena do adversário. 

Jair Ventura começou falando sobre a questão do gol fora de casa e analisou que o Grêmio queria também decidir em casa, mas que agora o Botafogo tem à vantagem do empate. O treinador ainda relembrou a situação semelhante contra o Flamengo pela Copa do Brasil, e afirmou querer mudar o fim.

"Agora só tem gol qualificado para o Botafogo. Ficou claro que o Grêmio queria levar a decisão pra casa deles, mas eles tem que ter em mente que a vantagem do gol fora é nossa. Dá para comparar com o jogo do Flamengo, qual também empatamos em casa. Agora é a hora de decidir se a gente quer o final triste de novo ou se queremos o final feliz. Vamos fazer de tudo para ter um final feliz", disse. 

Perguntado sobre o duelo diante do Flamengo, em relação à atuação, Jair teve memória um pouco mais animadora e negou pessimismo dentro do clube: "O mais importante é a vitória ou então o empate por 1 a 1, pois com o gol qualificado podemos vencer a partida. O próprio empate, como contra o Colo-Colo, pode nos classificar. A gente tá vivo e vamoa buscar a vaga lá", afirmou. 

Jair falou muito sobre a compactação do time na primeira etapa, analisou as melhorias no decorrer do jogo e elogiou a melhoria do time na etapa complementar. 

"Nosso grande dificultador no primeiro tempo era que o nosso time tava espaçado. Compactação parece coisa bonita mas é muito eficiente, pois quando você tá compactado você tira o espaço do adversário. Eles estavam criando muito entre as nossas linhas e a gente perdia a segunda bola. A gente tava com praticamente dois times, tava distante. A gente melhorou isso, jogamos mais próximos e criamos algumas oportunidades. Tivemos chances boas mas o jogo foi equilibrado. Agora é descansar e focar no Santos e depois no próximo jogo contra o Grêmio", analisou. 

Após a partida, o técnico Renato Gaúcho disse que o Grêmio merecia vencer o jogo. O técnico alvinegro foi direto quanto a declaração do adversário: "O Renato tem que defender o pão de cada dia dele, né. Eu não gosto de falar de outras equipes e muito menos comentar sobre algo dito por um companheiro de profissão. A gente trabalha e vive num país livre. Eu não tô aqui pra discordar e nem pra concordar com ele", afirmou. 

Outros trechos da coletiva: 

- Opção por Léo Valência 

"O Léo Valência não tinha condição de jogar no outro mata-mata, na Copa do Brasil. Os nossos meias de ofício são o Léo Valência e o Marcos Vinicius, e nenhum deles podia jogar. A gente adaptou o João Paulo para o meia. Hoje eu não precisei pois tinha um jogador da posição. Eu não comecei com o João e o Lindoso porque eu teria duas substituições certas, pois estão voltando de lesão. O João não aguentou o jogo, por exemplo. Isso não mudou nossos sistema. Por isso a opção pelo Valência." 

- Cobrança por melhorias 

"Eu acho que não só nesse jogo mas nos outros todos nós nos cobramos bastante, a gente quer sempre mais, mesmo jogando bem e vencendo. Lógico que teríamos que fazer o dever de casa, mas nem sempre é possível. Mas estamos vivos, temos o gol qualificado e vamos buscar a classificação."

- Lições do duelo diante do Flamengo 

"Primeiro que não jogamos igual contra o Flamengo. A partida hoje foi disputada, contra o Flamengo foi amarrada. Hoje teve duelos, oportunidades. Nossa performance hoje foi melhor que naquela partida. Agora é o que falei. Se pensarmos que vamos perder a gente nem viaja e dá a classificação para o Grêmio. Não é isso. Vamos vender caro nossos jogos. Não duvidem muito dessa equipe do Botafogo porque podem se surpreender." 

- Jair exemplificou momentos importantes contra o Grêmio 

"Vocês só levam para o final triste. Por que não falar do jogo do Grêmio em que conseguimos a classificação lá? Teve o jogo aqui que o Camilo fez um golaço de bicicleta. Vocês tão levando para o lado ruim. Se for falar de estádio, fala do jogo lá com o gol do Bruno em que nos classificamos para a Libertadores. Vamos falar de coisa boa. Quem sabe 1 a 0 com gol do Bruno de novo? Agora a gente pode ir para a semifinal. Tudo depende para qual lado queremos levar. Eu quero levar para exemplo feliz."