Em carta, Bruno Silva agradece ao Botafogo: "Evoluí como atleta"

Volante é reforço do Cruzeiro para 2018

Em carta, Bruno Silva agradece ao Botafogo: "Evoluí como atleta"
Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo

Após uma longa negociação, Bruno Silva finalmente fechou com Cruzeiro para 2018, o que encaminhou o acerto de Rony com o Botafogo. Um dos principais jogadores do clube em 2017, o volante de 31 anos saiu de uma forma um tanto quanto conturbada da equipe de General Severiano, apesar de ter sido idolatrado pela grande parte dos torcedores durante a temporada.

Apesar de tudo, o jogador, por meio de sua assessoria, divulgou uma carta agradecendo aos serviços prestados ao Botafogo e os respectivos dirigentes nos últimos dois anos, falando sobre a oportunidade de defender um grande clube e crescer no cenário do futebol brasileiro. Nessa terça-feira (9), ele foi oficializado como reforço do Cruzeiro, indo jogar em um clube do estado em que nasceu.

“Hoje encerro a minha passagem pelo Botafogo de Futebol e Regatas. Cheguei ao clube no início de 2016 como um dos reforços da equipe e com o aval do Antônio Lopes, que havia sido meu treinador no Avaí e posteriormente dirigente nos tempos de Atlético Paranaense.

Fiz mais de 110 jogos, 14 gols, 10 assistências e participei em mais de 80% dos jogos do Fogão. Saio do clube de cabeça erguida e com a consciência que nunca faltou garra para colocar o time da estrela solitária entre os gigantes do futebol sul-americano. Foram vários momentos de felicidade, como o gol da classificação para a Libertadores, outros de tristeza, que fazem parte da nossa profissão. Sinto que evolui muito como atleta profissional e o Botafogo tem contribuição primordial nisso.

Quero, de coração, agradecer a todos, desde o funcionário mais humilde até o presidente, que estiveram comigo neste período em que vesti a camisa do Botafogo. Amadureci e a aprendi bastante neste período em General Severiano e levarei para sempre o meu carinho e respeito por essa instituição tão forte do futebol brasileiro.”, escreveu.