Botafogo empata com Madureira, termina em segundo e enfrenta Flamengo nas semis da Taça GB

Equipe de Felipe Conceição tem atuação abaixo do esperado e não sai de um empate sem gols

Botafogo empata com Madureira, termina em segundo e enfrenta Flamengo nas semis da Taça GB
Foto: Vítor Silva/SS Press/ Botafogo
Botafogo
0 0
Madureira
Botafogo: JEFFERSON; ARNALDO, MARCELO, IGOR RABELLO, GILSON; MATHEUS FERNANDES (DUDU CEARENSE), JOÃO PAULO, LEO VALENCIA (RENATINHO), LUIZ FERNANDO; RODRIGO PIMPÃO, BRENNER (KIEZA).
Madureira: DOUGLAS; FILIPPE FORMIGA, JOÃO CARLOS, EDMÁRIO, RENAN; WILLIAM, THIAGO MEDEIROS, LUCIANO NANINHO (REZENDE), DOUGLAS LIMA (KEVEN); IGOR CATATAU, SOUZA (JOÃO CARLOS).
ÁRBITRO: RODRIGO NUNES DE SÁ (RJ)
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 5ª RODADA DA TAÇA GUANABARA REALIZADA NO ESTÁDIO NILTON SANTOS, NO RIO DE JANEIRO

Em um jogo morno, com poucas chances de gol para ambas as partes, o Botafogo empatou com o Madureira no Estádio Nilton Santos na noite deste sábado (3). Com diversas falhas e dificuldades em todos os setores, o alvinegro não conseguiu criar oportunidades claras que não fossem na bola parada e, após combinação de resultados, terminou na segunda colocação do Grupo C.

Saída de bola errada, poucas chances e jogo morno na primeira etapa

O Botafogo não conseguiu criar boas oportunidades. Com marcação forte do Madureira e falta de jogo coletivo, o alvinegro só conseguiu chances com a cabeçada de Marcelo por cima do gol e chute de Leo Valencia, que o goleiro Douglas defendeu facilmente.

O time também não conseguiu criar boas oportunidades na saída de bola. Era notório o desespero do goleiro Jefferson, que não tinha oportunidades tranquilas para começar o jogo. O time parecia desorganizado após a ida ao ataque, não voltando com total rapidez e cedendo alguns espaços ao time adversário, que também não conseguia criar e o placar se manteve 0 a 0 no primeiro tempo.

Permanência de postura apática por parte das equipes e o jogo termina sem gols

Os erros de saída de bola não cessaram no segundo tempo. Jefferson tentava abrir pelas laterais, porém, era recorrente a saída pelo setor. O time do Botafogo ainda não conseguia criar, e o Madureira mostrava confiança para chegar no ataque, mesmo não criando chances reais de gol.

O Botafogo conseguia criar melhor na bola parada, principalmente com Leo Valencia que obrigou o goleiro Douglas a trabalhar nesse quesito. A chance de maior perigo foi após rebatida do goleiro e o chute de Rodrigo Pimpão, que foi desviado e passou por cima do gol. Mesmo com as entradas de Dudu Cearense, Kieza e Renatinho, a equipe continuou atuando de maneira apática e o zero não saiu do placar.

Boavista vence a Portuguesa, garante a primeira colocação do grupo e Botafogo enfrentará o já classificado Flamengo

Como o Boavista venceu a Portuguesa, o Verdão de Bacaxá ficou com os mesmos 9 pontos do Botafogo, porém, com uma vitória a mais e terminou líder do Grupo C. Com isso, o alvinegro já conhece seu adversário: Flamengo. Já o Boavista espera a definição do segundo colocado no próximo domingo (4) para descobrir seu adversário.