Recordar é viver: em 2013, Botafogo surpreende, bate Fla e estraga a festa para Zico

Alvinegro venceu por 2x0 o Flamengo na semi-final da Taça Guanabara no dia de homenagens a Zico pelos seus 60 anos

Recordar é viver: em 2013, Botafogo surpreende, bate Fla e estraga a festa para Zico
Foto: Fernando Soutello/AGIF
Flamengo
0 2
Botafogo
Flamengo: FELIPE; LÉO MOURA, WALLACE REIS, MARCOS GONZÁLEZ, JOÃO PAULO; VÍCTOR CÁCERES (GABRIEL), ELIAS (RODOLFO), IBSON, CARLOS EDUARDO (RENATO ABREU), RAFINHA, HERNANE
Botafogo: JEFFERSON; LUCAS, BOLÍVAR, DÓRIA. JÚLIO CÉSAR (ANDRÉ BAHIA); MARCELO MATTOS, FELLYPE GABRIEL, SEEDORF, ANDREZINHO (GABRIEL), LODEIRO (VITINHO), RAFAEL MARQUES
Placar: JÚLIO CÉSAR, AOS 1 MINUTO DO PRIMEIRO TEMPO; VITINHO, AOS 48 DO SEGUNDO TEMPO.
INCIDENCIAS: Partida válida pela semi-final da Taça Guanabara, no Engenhão

Há quase 5 anos, a trama parecia ser feita com um final favorável na semi-final da Taça Guanabara entre Flamengo e Botafogo. Aniversário de Zico com direito a homenagem, Flamengo com a vantagem. Porém, como o futebol é uma caixinha de surpresas e clássico é clássico, o alvinegro surpreendeu o rubro-negro com um gol no primeiro minuto de jogo e um no último, para estragar a festa no Engenhão.

A partida

Logo no primeiro minuto de jogo, o lateral Júlio César abriu o placar para o alvinegro, recebendo passe de Seedorf e driblando dois marcadores para bater no canto esquerdo em um chute indefensável para o goleiro Felipe. 1 a 0 veloz e controle de jogo alvinegro.

O primeiro tempo foi de completo domínio alvinegro, com Seedorf e Lodeiro criando jogadas importantes e de perigo. O Flamengo, acuado, nada conseguia fazer e nenhuma chance criou nos 45 minutos da primeira etapa. O jogo se encaminhava para a classificação sem riscos do alvinegro, que faltavam detalhes para ampliar o placar e estragar ainda mais a festa rubro-negra.

No segunda etapa, modificações foram feitas no Flamengo. Dorival Júnior colocou Renato Abreu e Rodolfo para tentar cadenciar melhor e dar mais ritmo a um time apático na primeira etapa e, por hora, surtiu efeito. Logo aos 4 minutos uma cabeçada de João Paulo obrigou Jefferson a fazer sua primeira defesa, e fazendo crer que o Flamengo voltaria ao jogo.

O Flamengo ainda criou algumas chances mesmo com erros de passe e saída de bola lenta atrapalharam o time da Gávea a conseguir ritmo para buscar ao menos um empate. Nas poucas chances criadas, Jefferson fez boas defesas e garantiu a vantagem alvinegra.

No final da partida, o goleiro Felipe, em desespero, foi para a área adversária na busca do gol de empate, porém, sem sucesso. Com caminho livre ao gol, Jefferson lançou para Vitinho que não teve dificuldades para marcar no final da partida e sacramentar a ida do Botafogo a final da Taça Guanabara de 2013.