Bragantino busca frear boa fase do embalado Náutico para evitar rebaixamento

Ocupante do Z-4, o Massa Bruta tenta voltar a vencer após quatro jogos, enquanto Timbu está invicto com Givanildo Oliveira e visa seguir próximo ao G-4

Bragantino busca frear boa fase do embalado Náutico para evitar rebaixamento
Foto: Ney Gusmão/VAVEL Brasil
Bragantino
Náutico
Bragantino: Renan Rocha; André Rocha, Lucas, Diego Sacoman e Bruno Pacheco; Gabriel Dias, Daniel Pereira, Watson e Alan Mineiro; Léo Jaime (Claudinho) e Rafael Grampola. Técnico: Marcelo Veiga
Náutico: Júlio César; Joazi, Rafael Pereira, Igor Rabello e Gastón Filgueira; João Ananias, Rodrigo Souza, Marco Antônio e Vinícius; Rony e Bérgson. Técnico: Givanildo Oliveira
ÁRBITRO: Felipe Duarte Varejão (ES)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, a ser disputada no Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, São Paulo

Os momentos são opostos, mas o foco é o mesmo: a vitória. Assim vão se enfrentar pela 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016 na noite desta terça-feira (4), às 19h15, Bragantino Náutico. A partida reserva encontro de uma equipe que briga para se afastar do Z-4 contra uma na luta por aproximação do G-4.

Na degola e sem vencer há quatro jogos, o Massa Bruta vive fase bem complicada, mesmo por não conseguir sair da zona de rebaixamento se quebrar a série negativa. No final de semana, dentro de casa, caiu para o CRB e foi derrotado de virada, por 2 a 1, ficando na 17ª posição e com 27 pontos, quatro a menos que o Oeste, primeiro time fora.

Já o Timbu está mais tranquilo na competição, por estar próximo aos primeiros colocados na classificação e estar há cinco partidas sem ser batido, todos sob o comando de Givanildo. A última vítima foi o líder Vasco, em confronto disputado na Arena de Pernambuco, com vitória alvirrubra por 3 a 1, deixando-o na 8ª colocação, somando 42 pontos.

Veiga faz mistério para confirmar Bragantino

A situação é complicada, já que está no Z-4, mas o Bragantino vai com força máxima. Sem baixas em relação à equipe derrotada pelo CRB, o Massa Bruta ainda não está confirmado devido ao mistério do técnico Marcelo Veiga, uma vez que teve boa atuação, apesar de não vencer o Galo da Pajuçara.

Renan Rocha, vindo do São Paulo por empréstimo, segue na meta dos alvinegros no lugar de Felipe, dispensado. A linha defensiva, por sua vez, fica com André Rocha, Lucas, Diego Sacoman e Bruno Pacheco. A cabeça de área com Gabriel Dias e Daniel Pereira, enquanto que Alan Mineiro e Watson formam a zona de armação.

Volante Edson Sitta segue de fora da equipe (Foto: Fernando Torres/Paysandu)
Volante Edson Sitta segue de fora da equipe alvinegra (Foto: Fernando Torres/Paysandu)

Na frente, todavia, a única indefinição para que os paulistas tenham os 11 definidos. Rafael Grampola tem espaço praticamente garantido, porém Léo Jaime e Claudinho disputam a outra vaga. Claudinho, que ainda não é certeza, reconhece o momento conturbado do time nessa Série B e pede empenho para seguir vivo na briga contra a degola.

"Temos que continuar trabalhando forte para buscar sair do Z-4. Não tem time fraco nessa briga, todavia todo jogo é como uma decisão para nós. Vamos encarar esta partida como uma final e seguir lutando para sairmos dessa situação, que é muito incômoda e nos faz ficar bastante preocupados", declarou o atacante.

Mesmo com uma baixa, Náutico vai definido

Acumulando série invicta de cinco partidas com Givanildo, o Náutico não terá força máxima diante do Massa Bruta, pois tem somente uma baixa. Trata-se do zagueiro Adalberto, que sofreu fissura entre duas vértebras da região lombar, durante o rachão na véspera do jogo com o Vasco, na última rodada, sendo Igor Rabello seu substituto.

Em compensação, o comandante do time pernambucano terá a volta do lateral-esquerdo Gastón Filgueira, que cumpriu suspensão contra o alvinegro carioca. Mateus Müller até foi elogiado pelo técnico, além do elenco como um todo, mas fica como opção entre os suplentes, já que o uruguaio mantém certa regularidade.

Meia Vinícius vem sendo um dos principais nomes desde que estreou (Foto: Léo Lemos/Náutico)
Meia Vinícius vem sendo um dos principais nomes desde que estreou (Foto: Léo Lemos/Náutico)

Uma peça garantida entre os 11 pelo treinador é o meia Vinícius, que vem sendo fundamental nas partidas, seja com gols ou criando lances essenciais no setor ofensivo. Reconhecendo a sequência dura, o meio-campista minimiza a maratona e diz que sua meta principal é ajudar na briga pelo acesso, ainda que o foco seja o adversário de Bragança.

"Vamos procurar nos doar ao máximo e, todo mundo que jogar, vai dar o máximo para depois vermos quem vai ter condições de jogar na sexta (7) diante do Ceará por causa do cansaço. O jogo da nossa vida agora é o da terça-feira (4) com o Bragantino. Brigaremos pela vitória para ver a Arena lotada novamente", afirmou o armador.