Sem vencer a cinco rodadas, Ceará recebe Avaí buscando terminar mais uma rodada no G-4

Se vencer, Vozão termina rodada na vice-liderança e fica a um ponto do líder Vasco; Leão busca terceira vitória seguida para mudar de patamar na Série B

Sem vencer a cinco rodadas, Ceará recebe Avaí buscando terminar mais uma rodada no G-4
Foto: Jamira Furlani/Avaí FC
Ceará
Avaí
Ceará: Éverson; Tiago Cametá, Valdo, Charles, Thallyson; Richardson, Diego Felipe, Felipe (Tomás Bastos), Wescley; Rafael Costa, Bill. Técnico: Sérgio Soares
Avaí: Renan; Alemão, Fábio Sanches, Betão, Capa; Luan, João Filipe, Renato, Marquinhos (Jajá); Rômulo, Lucas Coelho. Técnico: Claudinei Oliveira
ÁRBITRO: Marielson Alves Silva, auxiliado por José Carlos Oliveira dos Santos e Adailton José de Jesus Silva, todos da BA
INCIDENCIAS: 23ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, no Estádio Castelão, em Fortaleza, CE; a partida começa às 18h30

Em um horário pouco tradicional para a Série BCeará Avaí encerram a 23ª rodada da competição. Neste domingo (4), às 18h30, o Vozão vai tentar voltar a vencer na competição após cinco jogos para finalizar a rodada na vice-liderança. Já o Leão vai atrás de sua terceira vitória em sequência, para deixar o Z-4 para trás e começar a olhar para a parte alta da tabela.

No primeiro turno, na Ressacada, o Avaí venceu por 4 a 2, com três gols de William - desde então o atacante não balança as redes - e um de Jajá. Bill e Felipe descontaram. Na história, o retrospecto também é favorável para os catarinenses. Em 24 jogos, foram 12 vitórias do Leão, cinco do Ceará e outros sete empates.

Sem 'gordura', Sérgio Soares quer atenção redobrada para voltar a vencer

Após um ótimo primeiro turno, o Ceará vive um momento de jejum na Série B. Nos últimos cinco jogos, foram quatro empates e uma derrota e, quando entrar em campo, o Vozão estará fora do G-4. Nessa sequência de partidas sem vencer, o Alvinegro enfrentou adversários diretos nas últimas rodadas. Na segunda-feira (29), empatou com o Atlético-GO fora de casa por 2 a 2. Antes, havia ficado no empate com CRB e Vasco em Fortaleza.

Apesar da distância para o Avaí na tabela, o técnico Sérgio Soares pregou respeito e salientou o equilíbrio da Série B - até porque o Ceará foi derrotado por 4 a 2 no primeiro turno. "Nessa fase da competição as equipes estão ainda mais niveladas. Precisamos ter atenção redobrada e impor a nossa forma de jogar, sem dar espaço para o adversário nos surpreender", disse.

O volante Richardson ressaltou a importância da vitória para se manter entre os quatro primeiros, mas também destacou que o time precisa ter atenção para sair do Castelão com a vitória.

"A gente tem que respeitar a equipe do Avaí. Venceram a gente no primeiro turno. Temos que ter a cabeça no lugar e ter atenção durante os 90 minutos. Pelo que a gente acha, eles vão vir fechados e jogar no nosso erro, assim como todas as equipes que vêm jogar aqui fazem. A gente tem que fazer um bom jogo no domingo. A gente quer vencer a todo custo", disse.

Em relação a partida anterior, Sérgio Soares terá o desfalque do lateral Eduardo, suspenso. Em seu lugar, Thalysson deve ganhar uma chance como titular. Além disso, o Ceará não pode contar com os meio campistas João Marcos e Guilherme Biteco e o atacante Ciel, machucados.

Claudinei quer terceira vitória em sequência para mudar de patamar

Na estreia do novo técnico, o Avaí bateu o Luverdense por 2 a 1, com gol nos acréscimos, e conseguiu a segunda vitória em sequência - antes tinha vencido o Sampaio Corrêa fora de casa, sob comando interino. No momento o Leão ocupa o 14º lugar, com 29 pontos, mas, se vencer o Ceará e chegar pela primeira vez a três vitórias seguidas na Série B, sobe para a 8ª posição e fica a seis pontos do G-4.

O técnico Claudinei Oliveira, em seu segundo jogo no comando do time, espera que o Avaí consiga essa arrancada para mudar de patamar e se estabelecer em uma boa posição na tabela.

"Quando ganha três jogos em sequência, muda o status dentro da competição. Vencemos duas e temos uma muito difícil agora. Depois tem o clássico em casa (contra o Criciúma). Tem que pensar jogo a jogo, mas sempre quando consegue uma sequência de vitórias, sobe no campeonato. A gente tem que se firmar entre os 10 primeiros, com boa consistência e pontos", afirmou.

A grande dúvida para a partida era o meia Marquinhos, que jogou como titular pela primeira vez após nove meses diante do Luverdense após cirurgia no joelho e ainda não está 100% fisicamente. O capitão do Avaí viajou para Fortaleza, mas sua presença no time titular ainda carece de confirmação. Em relação ao jogo anterior, duas mudanças são garantidas. Lucas Coelho, após cumprir suspensão, entra na vaga de William, que não marca gols desde a partida contra o Ceará no primeiro turno. O volante João Filipe também ganha vaga de titular no lugar do atacante Tatá.