Sampaio Corrêa surpreende e aumenta série sem vitórias do Ceará

Equipe maranhense segue na quase impossível briga para sair do G-4 e chega a sua primeira vitória fora de casa nesta Série B; Vozão chega a oito jogos sem vitória no campeonato, mas segue na briga pelo acesso

Sampaio Corrêa surpreende e aumenta série sem vitórias do Ceará
Foto: Christian Alekson/Ceará SC
Ceará
0 1
Sampaio Corrêa
Ceará: Éverson; Eduardo (Tiago Cametá, Min. 54), Valdo, Charles e Thallyson; Baraka (Serginho, Min. 59) e Richardson; Felipe Menezes (Rafael Costa, Min. 74), Felipe e Wescley; Bill. técnico: Sérgio Soares
Sampaio Corrêa: Rodrigo Ramos; Guilherme Lucena (Éder Sciola, intervalo), Luiz Otávio, Wagner e Héverton; Diogo Orlando, Diego Lorenzi (Tássio Paixão, Min. 84), Renan Luis e Gustavo Marmentini (Enercino, Min. 63); Pimentinha e Jean Carlos. técnico: Flávio Araújo
Placar: 0-1, Gustavo Marmentini, Min. 45+1
ÁRBITRO: Gleidson Santos Oliveira
INCIDENCIAS: partida válida pela 25ª rodada da série B do campeonato brasileiro 2016, realizada na arena castelão, em fortaleza-CE

A situação do Ceará vai de mal a pior na Série B do Campeonato Brasileiro 2016. Nesta terça-feira (13), a equipe alvinegra enfrentou e foi derrotada pelo lanterna Sampaio Corrêa por 1 a 0, em plena Arena Castelão, com um gol do meia Gustavo Marmentini. O Vozão chega a oito jogos sem vitória no campeonato.

Com o resultado, o Ceará perdeu a chance de retornar ao G-4, tendo em vista que as equipes que brigam com ele não venceram suas partidas - CRBLondrina Bahia. Porém, a equipe segue com 38 pontos, na sexta colocação, e mais que vivo na briga pelo acesso, com a mesma pontuação do CRB, quarto colocado. O Sampaio, como já dito, segue na zona e com dez pontos atrás do primeiro fora do Z-4.

Na próxima rodada, 26ª do campeonato, o Ceará terá um duelo crucial na briga pelo acesso, quando vai até o Estádio do Café no sábado (17), às 16h30, encarar o Londrina, que é o quinto. No mesmo dia, só que às 16h, o Sampaio também enfrenta uma equipe que briga forte pelo acesso, o CRB, no Castelão, em Maranhão.

Ceará começa melhor, mas Gustavo Marmentini deixa Sampaio na frente no final do primeiro tempo

Ambas as equipes precisavam do resultado. O Ceará, pressionado pelos sete jogos sem vencer e pelos outros resultados da rodada que o favoreceram, foi para o ataque desde o ínicio, buscando o gol logo cedo. O Sampaio, lanterna da competição, se fechava nos primeiros minutos, tentando chegar apenas na base dos contra-ataques.

O alvinegro era mais incisivo. Logo cedo chegou bem duas vezes. A primeira foi com o zagueiro Charles, que aproveitou o escanteio cobrado por Felipe e cabeceou, mas a bola foi para fora. Minutos depois foi a vez do lateral-direito Eduardo receber, cortar para o meio e arriscar de canhota, mas a bola passou ao lado do gol de Rodrigo Ramos.

Porém, depois dessas duas chegadas, o Sampaio melhorou e chegou com bem mais perigo. Aos 30', Jean Carlos recebeu ótimo passe em profundidade pela esquerda, invadiu, mas chutou com muita força, por cima do gol de Éverson. A sgeunda chance veio aos 37', quando Gustavo Marmentini cobrou falta direita, a bola passou por toda a área, até chegar em Diego Lorenzi na segunda trave, que dominou no susto e finalizou em cima de Éverson, que saiu muito bem.

E a pressão da equipe maranhense surtiu efeito no último lance da primeira etapa. Após lançamento da direita, Jean Carlos deu ótimo corta-luz e a bola chegou na esquerda para Gustavo Marmentini. O camisa do Sampaio dominou e finalizou cruzado, mandando a bola para o fundo do gol e deixando os visitantes na frente na Arena Castelão: 1 a 0 Sampaio.

Alvinegro domina, mas Sampaio se segura e garante triunfo

Atrás no marcador, o Ceará se lançou com tudo para o ataque no segundo tempo, mas de maneira desorganizada, errando muitos passes. O Sampaio, vendo o ótimo resultado nas mãos, se abdicou de jogar e ficava totalmente na defesa, tentando achar, quem sabe, um contra-ataque para matar de vez a partida em Fortaleza.

O jogo era feio na segunda etapa, tanto que a primeira boa chance de gol se aconteceu aos 21', quando o Ceará trocou bem passes pela esquerda, até que a bola chegou para Wescley, que deu um lindo passe por cima da marcação para Serginho na área. O meia do Ceará finalizou de primeira, cruzado, rasteiro e Rodrigo Ramos fez ótima defesa.

No final da partida, o Ceará foi só pressão em busca do empate que o colocaria no G-4. Aos 34', após falha da defesa da equipe boliviana, Bill acionou Rafael Costa, que ficou cara a cara com Rodrigo Ramos, mas o arqueiro do Sampaio saiu bem e fez a defesa. E no último lance de perigo do jogo, Thallyson cruzou, Bill escorou e Rafael Costa finalizou rasteiro, rente à trave da equipe maranhense, que garantiu uma importantíssima vitória.