Ceará é melhor, mas vê estreante Edno empatar para América na Série B

Igualdade deixa Vovô fora do G-4 mais uma rodada; Coelho, por outro lado, permanece na liderança do certame, mas pode ver Internacional assumir topo

Ceará é melhor, mas vê estreante Edno empatar para América na Série B
Foto: Daniel Hott / América-MG
Ceará
1 1
América-MG
Ceará: Éverson; Cametá, Rafael Pereira, Luiz Otávio, Romário; Richardson, Pedro Ken (Ricardinho 82'); Leandro Carvalho (Cafu 66'), Lima, Rafael Carioca (Pio 72'); Elton.
América-MG: José Ricardo; Ceará, Rafael Lima, Lima, Giovanni (Norberto 64'); Juninho, Zé Ricardo, Renan Oliveira, Matheusinho, Luan (G. Magrão 81'); Hugo Almeida (Edno 73').
Placar: 1-0, min. 43, Elton. 1-1, min. 75, Edno.
ÁRBITRO: Luiz Flavio de Oliveira (SP), auxiliado por Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP). Amarelos: Rafael Pereira 27', Zé Ricardo 31', Pedro Ken 50', Leandro Carvalho 55', Cafu 79', Ricardinho 90+3'.
INCIDENCIAS: partida válida pela -- rodada da série b do campeonato brasileiro 2017, realizado na arena castelão, em fortaleza.

Em jogo na briga pela parte de cima da tabela da Série B do Campeonato Brasileiro 2017, o Ceará recebeu o América-MG nesta sexta-feira (15), pela 24ª rodada da competição. Embora o Vovô tenha saído na frente com Elton, que marcou na primeira etapa, o Coelho conquistou o empate no tempo complementar, com gol do estreante Edno, que havia acabado de entrar.

A igualdade no placar não faz com que o alvinegro retorne ao G-4. Permanecendo na quinta colocação, a equipe agora vai aos 38 pontos, um a menos que o Vila Nova, primeiro dentro da zona de classificação à Série A. Já os mineiros continuam na liderança do certame, agora com 45 pontos ganhos, três a mais que o vice-líder Internacional, que ainda joga na rodada.

Abrindo a próxima rodada, o América-MG irá receber o Vila Nova, na próxima terça-feira (19), às 19h15, enquanto que o Ceará só retorna a campo no sábado (23), frente ao Brasil de Pelotas, às 19h, no Castelão. Ambos os horários pelo de Brasília. 

Primeira etapa é equilibrada, mas Ceará marca no fim com Elton

Inicialmente, o Ceará mostrou no âmbito defensivo que faria linha de cinco atrás, com Richardson e Pedro Ken revezando em relação a quem desceria para ficar no meio dos zagueiros. Quando o relógio se aproximava dos 10 minutos, contudo, o América chegou com perigo pela primeira vez em jogada ensaiada, mas Rafael Lima estava impedido. Ainda assim, não conseguiu concluir em gol. 

A partida tomou uma característica morna depois dos 10 minutos, diminuindo o ritmo em relação ao começo já sem intensidade. As equipes mostraram cautela e buscavam estudar o oponente, tentando aprovietar eventuais chances. Com 17 minutos, Renan recebeu belo cruzamento na área, rasteiro, mas não conseguiu finalizar. A redonda, porém, desviou no caminho e saiu em linha de fundo para escanteio ao Coelho. 

Já aos 20 minutos, Elton tentou ganhar um pênalti na área em um lançamento, mas sem sucesso. Aos 27 minutos, Lima cobrou bem falta quase frontal, mas a bola saiu à direita de Éverson. O perigo foi real, mas não suficiente. Rafael Carioca, três minutos depois, acabou arriscando de longe, mas a bola subiu muito e saiu em linha de fundo. Minutos depois, Matheusinho aproveitou bola sobrada em afastada de Luiz Otávio no meio da área e acabou arriscando, mas a bola não recebeu direção certa. 

Mais para o fim, o Ceará conseguiu levantar a bola na área em duas cobranças de falta, mas toda afastadas. Aos 41, o América teve uma oportunidade em um chute cruzado, mas Rafael Pereira conseguiu desviar e Éverson ficou com o esférico. Aos 43, Romário recebeu na esquerda e conseguiu belo cruzamento na área para Elton, que, livre, cabeceou de cima para baixo e bateu o arqueiro adversário para abrir o placar no Castelão. 

Ceará é melhor, mas estrela de Edno brilha e América empata

O início do segundo tempo foi totalmente diferente em relação ao primeiro: a intensidade estava gigante, e as transições com muita velocidade e vontade por parte das equipes, principalmente do Ceará que aproveitou um belo contra-ataque arrancado desde antes do meio de campo por Leandro Carvalho que, na entrada da área, toca para o também veloz Tiago Cametá. O lateral-direito consegue cruzamento rasteiro para o atacante que puxou a jogada, mas ele não conseguiu a finalização. 

O camisa 35 continuou colocando fogo no contragolpe, logo aos sete minutos, fazendo bela jogada individual passando por dois marcadores. Tocou para Lima pela esquerda, mas o meia não conseguiu concluir o cruzamento, desviado em escanteio. A partir daí, o jogo passou a ser mais físico, tendo muitas disputas de espaço no campo, mas o Ceará conseguiu manter o bom momento do início da etapa complementar. 

Aos 22, Juninho recebeu belo passe dentro da área pela direita, infiltrou e, cara a cara com Éverson, conseguiu o chute para o gol, mas mandou por cima da meta. Aos 28, Cafu apareceu pela direita, fez bela jogada em diagonal e bateu quando achou espaço, mas mandou por cima da meta. Aos 30, Edno aproveita bola recebida na entrada da área e bate com força para empatar tudo em um golaço. A partida foi se encaminhando desta forma para o fim, tendo os anfitriões fazendo uma pressão, mas sem sucesso.