Com expectativa de estádio lotado, Ceará recebe Paysandu podendo confirmar acesso

Alvinegro cearense tem matemática simples para garantir o acesso: vencer e torcer por tropeços de Londrina e Oeste, para garantir o retorno a Série A do Campeonato Brasileiro

Com expectativa de estádio lotado, Ceará recebe Paysandu podendo confirmar acesso
Foto:Fernando Torres/Paysandu SC
Ceará
Paysandu
Ceará: Éverson; Pio, Rafael Pereira, Luiz Otávio e Romário; Richardson e Pedro Ken; Ricardinho, Lima, Roberto (Maikon Leite); Elton Técnico: Marcelo Chamusca
Paysandu: Emerson; Ayrton, Perema, Rafael Dumas , Peri; Jhonnatan, Augusto Recife, Rodrigo Andrade e Diogo Oliveira; Caion, Bergson. Técnico: Marquinhos Santos
INCIDENCIAS: Partida válida pela 36ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2017, a ser disputado no Estádio Castelão, em Fortaleza.

Com expectativas de excelente público, o Ceará receberá o Paysandu nesta terça feira (14) às 20h30, horário local, em jogo válido pela 36ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Sem vencer nas últimas três partidas, o Vozão pode garantir o acesso já nessa rodada, desde que ganhe e conte com tropeços do Oeste, que enfrenta o Internacional e do Londrina que encara o Guarani.

Já a luta do Paysandu, ex-time do atual treinador do Ceará, Marcelo Chamusca, ainda tem possibilidades de rebaixamento e caso conquiste os três pontos, poderá praticamente assegurar sua permanência na segundona no ano que vem. No duelo do primeiro turno, importante vitória do Alvinegro jogando fora de casa, pelo placar de 2 a 1.

Segundo informações, cerca de 20 mil ingressos foram vendidos para esse duelo. Ambas as equipes vem de resultados nada agradáveis na última rodada, enquanto o Ceará empatou com o Goiás, em Goiânia. o Paysandu foi derrotado em casa para o Brasil de Pelotas, ou seja, o duelo dessa terça feira servirá como recuperação para as duas equipes. 

Sem Leandro Carvalho, mas com retorno de suspensos, Chamusca fala em jogo do ano para o clube

O Ceará não contará com o atacante Leandro Carvalho, que pertence ao Paysandu e que emprestado ao Ceará, tem uma cláusula em seu contrato que o impede de enfrentar o clube de origem. Com isso, a dupla de ataque deverá ser composta por Roberto e Elton. 

Questionado sobre a matemática do acesso, Chamusca, que treinou o Paysandu no início dessa Série B afirmou:"Não adianta eu fazer análise matemática se não ganharmos os três pontos diante do Paysandu. Este jogo de terça-feira é o das nossas vidas. A expectativa é enorme pelo que representa. Vamos focar nisso, e após acabar a rodada veremos o que vai acontecer."

Em coletiva, após o último treino antes da partida, Richardson foi quem falou sobre as expectativas para a partida e frisou bem no aspecto "manter a postura dentro de casa". 

"Temos que manter nossa postura ofensiva dentro de casa, pois queremos conquistar os três pontos. Temos um bom aproveitamento em casa e vamos contar com o apoio do nosso torcedor. Muito do que vai acontecer na rodada vai depender do que fizermos em campo amanhã."

Com desfalques, Marquinhos Santos fala em mudança de postura diante do Ceará

O Paysandu vem de uma derrota em casa diante do Brasil de Pelotas e após o revés, Marquinhos Santos, que treinou o Fortaleza por duas ocasiões em 2016 e 2017, falou a imprensa antes da viagem do clube paraense a Fortaleza: 

"Conversamos sobre a postura que tivemos diante do Brasil e os motivos pelos quais perdemos. Desconcentração, a falta de foco, foram alguns deles e com isso, voltamos a ligar o alerta. Temos que corrigir os erros do último jogo.O Paysandu tem a melhor campanha fora de casa em sua história jogando Campeonatos Brasileiros e por esse trabalho que vamos buscar os três pontos, pois creditamos que teremos a competência e a tranquilidade de alcançar esse resultado fora de casa."

Caso conquiste a vitória, o Paysandu praticamente sela sua permanência na Série B em 2018. Sobre os desfalques, e jogadores que sentiram problemas musculares nos últimos jogos, o treinador disse: 

"A única certeza que eu tenho é que vou estar no jogo. Não defini o time titular, pois temos três ou quatro atletas com elevado desgaste muscular e o risco de lesão se torna grande. Além disso, temos as lesões dos atletas que saíram do jogo sentindo muitas dores. A gente vai aguardar até o momento de embarque e, lá, vamos aguardar até o período da noite para que a gente possa recuperá-los e colocar aquilo que nós temos de melhor na partida."