Chapecoense bate Paraná e avança pela primeira vez à terceira fase da Copa do Brasil

Vitória por 2 a 0 na Arena Condá já garante melhor participação do Verdão na sua sexta participação na competição

Chapecoense bate Paraná e avança pela primeira vez à terceira fase da Copa do Brasil
Chape enfrenta Atlético-PR na próxima fase (Foto: Giba Pace Thomaz/Chapecoense)
Chapecoense
2 0
Paraná
Chapecoense: Marcelo Boeck; Cláudio Winck, Rafael Lima, Thiego, Dener; Josimar, Gil, Cleber Santana; Ananias, Lucas Gomes (Hyoran, min. 20/2ºt), Kempes (Bruno Rangel, min. 20/2ºt). Técnico: Guto Ferreira
Paraná: Marcos; Diego Tavares, Pitty, João Paulo, Rafael Carioca; Lucas Otávio (Murilo, intervalo), Anderson Uchôa, Nadson, Válber; Robson, Lúcio Flávio (Marcelinho, min. 8/2ºt). Técnico: Claudinei Oliveira
Placar: 1-0, min. 2/1ºt, Kempes. 2-0, min. 35/2ºt, Cleber Santana
ÁRBITRO: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ), auxiliado por Leirson Peng Martins (RS) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS). Amarelos: Josimar (CHA); Pitty, Basso, Válber (PAR). Vermelho: Dener (CHA)
INCIDENCIAS: Jogo de volta da segunda fase da Copa do Brasil 2016, na Arena Condá, em Chapecó, SC. Público total: 4.472 torcedores; Renda: R$ 45.670,00

Após perder por 2 a 1 na ida, a Chapecoense reverteu a vantagem do Paraná vencendo por 2 a 0 na Arena Condá e avançou pela primeira vez para a terceira fase da Copa do Brasil, em sua sexta participação. Kempes e Cleber Santana marcaram os gols. Na próxima fase, a Chape enfrentará o Atlético-PR.

No próximo domingo (22), a Chapecoense recebe o América-MG, às 16h, na segunda rodada da Série A. Já o Paraná, na Série B, recebe o Bahia, no sábado (21), às 16h30.

Chape consegue importante gol logo no início

Precisando de no mínimo uma vitória por 1 a 0, a Chape conseguiu esse objetivo logo com menos de dois minutos. Gil avançou pela direita e encontrou Kempes, que, de cabeça, abriu o placar na Arena Condá. Abalado, o Paraná demorou a assimilar o golpe rápido dos mandantes, e teve dificuldades para criar.

Aos 22, a primeira chegada realmente perigosa dos paranistas. Robson chutou forte da entrada da área e Marcelo Boeck se atrapalhou, mas conseguiu mandar a bola para fora. Três minutos depois, Diego Tavares fez jogada pela direita, cruzou para a área e a zaga da Chape afastou. No rebote, Rafael Carioca finalizou e acertou a trave. Enquanto o Paraná passava a subir o time para o ataque, a Chape tentava aumentar sua vantagem no contra-ataque.

Aos 36, em jogada de velocidade dos mandantes, Cleber Santana recebeu pela esquerda e bateu colocado, mandando com perigo contra o gol de Marcos. Três minutos depois, em nova chegada pela direita, Diego Tavares arriscou já dentro da área, e Marcelo Boeck espalmou. Aos 42, a Chape teve a grande chance que queria para ampliar. Ananias cruzou da direita e encontrou Kempes, mas dessa vez o centro-avante não pegou bem de cabeça e desperdiçou a última oportunidade da primeira etapa.

Verdão amplia vantagem e avança

O Paraná veio para o segundo tempo com uma alteração tentando aumentar o poder de fogo do time, com a entrada de Murilo no lugar de Lucas Otávio, mas o time teve mais dificuldades para criar, pela postura defensiva bem arquitetada da Chapecoense.

Mesmo com a vantagem, a Chape teve as melhores chances da segunda etapa. Aos 4, Lucas Gomes arriscou chute forte e exigiu boa defesa de Marcos. Aos 15, foi a vez de Cleber Santana finalizar e fazer o goleiro paranista trabalhar.

Assim, a Chapecoense conseguiu levar o jogo sem muitos sustos. Para melhorar sua situação, aos 35, Anderson Uchôa saiu jogando mal, Hyoran puxou o contra-ataque e cruzou para Cleber Santana ampliar para os mandantes. Pouco tempo depois, Cleber teve outra chance após grande jogada de Ananias, mas Marcos salvou.

Já nos acréscimos, o lateral-esquerdo Dener, da Chape, foi expulso, e o Paraná tentou pressionar, mas, nervoso, desperdiçou as poucas chances que teve. Assim, a Chapecoense conseguiu garantir sua inédita vaga na terceira fase da Copa do Brasil