Invictos, Chapecoense e Santa Cruz medem forças pela liderança

Duelo acontece na Arena Condá, em Chapecó/SC, na noite deste sábado; Tricolor do Arruda ocupa a primeira posição com Grêmio e Internacional; Verdão do Oeste pode assumir topo da tabela com vitória sobre equipe coral

Invictos, Chapecoense e Santa Cruz medem forças pela liderança
(Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)
Chapecoense
Santa Cruz
Chapecoense: Danilo; Cláudio Winck (Gimenez), William Thiego, Marcelo e Dener; Josimar, Gil, Cléber Santana e Lucas Gomes, Silvinho e Kempes (Bruno Rangel). Técnico: Guto Ferreira.
Santa Cruz: Tiago Cardoso; Leonardo Moura, Neris, Danny Morais e Tiago Costa; Uillian Correia, Alex Bolaño e João Paulo; Arthur, Keno e Grafite. Técnico: Milton Mendes.
ÁRBITRO: Rafael Traci (Aspirante FIFA/PR), auxiliado por Pedro Martinelli Christino (PR) e André Luiz Severo (PR)
INCIDENCIAS: Partida a ser realizada na noite deste sábado (28), às 21 horas, na Arena Condá, em Chapecó/SC. Jogo válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2016.

Duas equipes que venceram os campeonatos estaduais e começam embaladas no Campeonato Brasileiro da Série A. Após três rodadas, clubes ainda estão invictos no torneio e almejam manter a boa sequência na competição nacional. Independente de continuar na parte de cima da tabela até a reta final do Brasileiro ou não, a meta é somar pontos importantes para ter tranquilidade no fim da temporada.

Com esse objetivo em mente, os invictos Chapecoense e Santa Cruz medem forças às 21 horas deste sábado (28). O jogo será realizado na Arena Condá, em Chapecó/SC. De um lado, a Chape, na quinta posição, com cinco pontos, busca a vitória para conquistar a liderança de forma temporária. Do outro, o Santa, no topo da tabela de classificação com sete pontos ganhos, tenta manter a invencibilidade para continuar na primeira colocação.

Chapecoense aposta na força da torcida para vencer

A Chapecoense poderia ocupar a liderança junto com o Santa Cruz e a dupla Gre-Nal. Porém, o gol de pênalti marcado aos 50 minutos pelo Flamengo no empate em 2 a 2 da última quarta-feira (24) resultou em um ponto conquistado fora de casa. Embora não tenha sido um mau resultado, deixar a vitória escapar nos lances derradeiros e cercados de muita polêmica conduzem ao elenco o sentimento de frustração.

No entanto, a oportunidade de assumir a primeira posição na tabela de classificação, ainda que de forma temporária, pode acontecer nesta noite, no confronto contra o Tricolor do Arruda. Para isso, embora o desgaste físico dos atletas esteja cada vez mais evidente, a força do torcedor nas arquibancadas da Arena Condá pode ser um fator decisivo para o clube mandante.

Para o confronto, o técnico Guto Ferreira não poderá contar com Ananias, Neto e Martinuccio. As dúvidas para o treinador são na lateral-direita, entre Cláudio Winck e Gimenez, e no ataque, onde Kempes e o artilheiro Bruno Rangel brigam por uma vaga como centroavante. O comandante do Verdão do Oeste deixou bem claro em entrevista coletiva que o time está ciente das dificuldades do confronto, mas o incentivo da torcida pode fazer a diferença.

"Todo mundo sabe que vamos ter dificuldade. Se eu colocar minha estratégia aqui, vou estar dando tudo o que o Milton Mendes quer. Tem que ressaltar que o Santa Cruz está fazendo um trabalho espetacular. A gente tem que estar atento a tudo isso. Contar com o apoio do nosso torcedor vai ser fundamental. Nos momentos cruciais da partida, nosso torcedor nos empurrou e apoiou muito. Nos momentos de dificuldade, nos apoie, nos ajude, nos fortaleça para comemorar um grande resultado no final", afirmou Guto Ferreira.

Ofensividade mesmo com três volantes

O Santa Cruz surpreende com as duas vitórias e um empate conquistado nas três rodadas do Campeonato Brasileiro. Com muitas dificuldades impostas aos adversários no início da competição, a equipe pernambucana tenta dificultar as ações da Chapecoense no jogo a ser disputado nessa noite. O duelo promete ser bem equilibrado, uma vez que os catarinenses também brigam pela liderança.

O técnico Milton Mendes pediu a todos do grupo que mantivessem a calma e controlassem a euforia após a goleada ante o Cruzeiro por 4 a 1 no meio da semana. Não perder o foco é importante, segundo o treinador, para permanecer por mais tempo na parte de cima da tabela de classificação.

Para o confronto, o meia Fernando Gabriel foi barrado e sequer viajou com a delegação. Por não ter jogador com as mesmas características no momento, o treinador coral deve recorrer a uma trinca de volantes para compor o meio de campo: Uillian Correia, Alex Bolaño e João Paulo. Embora sejam três volantes, a tendência é que o Tricolor do Arruda tenha uma postura ofensiva, principalmente pelas características de João Paulo na atual temporada. Além de Fernando Gabriel, Renatinho, Vítor, Lelê e Wellington Cézar estão lesionados e não entram em campo.

Milton Mendes explica a mudança na formação inicial do meio de campo e diz que pensa no melhor para o Santa Cruz conquistar os resultados necessários para manter a tranquilidade no Brasileirão. "Optei por ter um pouco mais de marcação. Coloquei João Paulo como meia para ver se a gente tinha um pouco de agressividade no meio de campo e ganhar algumas bolas como ganhamos no segundo tempo [confronto contra Cruzeiro]. Vai ser minha forma de pensar sempre, no que é melhor para o Santa Cruz. Eu não olho para nomes. Eu penso no grupo", disse.