Caio Júnior aponta mérito do Santos e discorda de placar: "Não é a realidade"

Técnico da Chapecoense também afirmou que o time finalizou mais vezes; comentou também que chegou a hora do time fazer a Arena Condá um caldeirão

Caio Júnior aponta mérito do Santos e discorda de placar: "Não é a realidade"
Foto: Divulgação/Chapecoense

A Chapecoense viajou até o litoral paulista para enfrentar o Santos neste domingo (3). No segundo jogo de Caio Júnior no comando técnico da equipe catarinense, o resultado não foi dos melhores: 3 a 0 para os paulistas. Todos os gols do alvinegro sa[iram na segunda etapa, com Rodrigão, Copete e Yuri. A Chape permanece com 18 pontos e na 11° posição no Campeonato Brasileiro.

Após o duelo em entrevista coletiva, o comandante da Chapecoense reiterou que o time poderia ter vencido, não concordando com o placar final. "Jogamos uma boa partida até os 60 minutos, que tivemos possibilidade real até de sair na frente. Mas o futebol se define no gol. Fiquei satisfeito até aí. Perder de 3 a 0 não é a realidade do jogo. Tivemos mais finalizações. Só que não fizemos o gol.", analisou, enfatizando em seguida que tentou contratar Copete, autor do segundo gol, quando trabalhava no Botafogo.

Apesar de se desfazer do 3 a 0, Caio Júnior afirmou que o Santos teve mérito na vitória, sem desmerecer ou direcionar o jogo para um erro específico de sua equipe. O treinador espera também que o time melhor no setor defensivo, apostando em muito trabalho. "Isso é um fato. Trabalhar em cima disso. Mostrar o que aconteceu. É confiança, dar sequência para jogar como foi contra o Cruzeiro. É difícil atingir a perfeição. Estou contente com a dedicação desse time. Para sonhar com algo mais no campeonato é o fator campo. A gente tem que fazer da Arena Condá um caldeirão."

Para a próxima partida, Caio contará com o retorno de Dener, que foi citado na coletiva. "O Dener pode voltar no próximo jogo. É um jogador da posição. Gostei muito do Sérgio Manoel. Um jogador muito versátil. Amanhã (segunda) vamos fazer um jogo-treino para aproveitar os jogadores de fora. Analisar o coletivo.", afirmou.

O time catarinense terá a semana inteira para trabalhar. O time só voltará a campo no sábado que vem (9), contra o atual vice-líder, o Corinthians. Duelo será válido pela 14° rodada do Campeonato Brasileiro e ocorrerá às 16h no horário de Brasília.