Goleado na Arena Condá em 2015, Palmeiras busca retomar liderança diante da Chapecoense

Com lembrança de 5 a 1 do Brasileirão passado, Chape tenta manter sequência invicta, enquanto os paulistas quer voltar a ponta do campeonato

Goleado na Arena Condá em 2015, Palmeiras busca retomar liderança diante da Chapecoense
Foto: César Greco/Agência Palmeiras
Chapecoense
Palmeiras
Chapecoense: Danilo; Gimenez, Thiego, Filipe Machado, Dener; Gil, Josimar, Cleber Santana; Hyoran, Tiaguinho (Mateus Biteco), Kempes. Técnico: Caio Júnior
Palmeiras: Vagner; Jean, Thiago Martins, Vitor Hugo, Zé Roberto; Thiago Santos (Cleiton Xavier), Tchê Tchê, Moisés; Róger Guedes, Dudu, Erik. Técnico: Cuca
ÁRBITRO: Wilton Pereira Sampaio (GO), auxiliado por Bruno Raphael Pires (GO) e Fabiano da Silva Ramires (ES)
INCIDENCIAS: 18ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro 2016, na Arena Condá, em Chapecó, SC; a partida começa às 21h30

Tentando voltar para a ponta do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras visita um local extremamente hostil e de lembranças ruins. Na casa da Chapecoense, o time paulista jogou três vezes na história e perdeu todas: marcou um gol e sofreu oito. Visando a liderança, porém, só a vitória no interior catarinense interessa nesta quinta-feira (4).

Em seis confrontos na história, a vantagem da Chapecoense: três vitórias, contra duas do Palmeiras e um empate. Do último confronto, a lembrança saborosa é da Chape: goleada por 5 a 1, em 4 de outubro de 2015.

Caio Júnior mexe o mínimo possível para manter tranquilidade

A Chapecoense esteve perto de conseguir uma grande vitória na rodada passada, fora de casa, mas, após abrir 2 a 0 no Morumbi, acabou sofrendo o empate do São Paulo. Apesar disso, o time valorizou o ponto conquistado em um local difícil. A Chape, com 23 pontos, está em 11º lugar, e, uma vitória contra o Palmeiras deixa o time com uma vantagem de até oito pontos para a zona de rebaixamento.

O técnico Caio Júnior esperava manter a mesma escalação do empate com o São Paulo, mas perdeu o meia atacante Martinuccio por conta de um problema muscular. Tiaguinho e Mateus Biteco disputam a vaga do argentino, que deve ser a única alteração em relação à útlima partida. Mesmo assim, o treinador acredita que o modelo de jogo não sofrerá muitas perdas.

"Soube ontem (terça-feira, 3) no final da tarde. Ele fez exame e perdi o Martinuccio. Eu ia repetir a equipe pela primeira vez, era a minha ideia, mas vou ter que mudar. Vou ter que colocar um jogador que não começou o jogo passado, mas acho que as cosias estão bem encaminhadas. Não é algo absurdo, mas acho que a ideia está implantada e eles estão assimilando bem", disse.

Martinuccio se junta à uma lista extensa de desfalques da Chapecoense. Os zagueiros Neto e Marcelo, o lateral Alan Ruschel, os volantes Sérgio Manoel e Moisés, o meia Artur Maia e os meia atacantes Lucas Gomes e Ananias também estão no DM do time de Chapecó.

Cuca ameniza fase ruim, mas quer deixar para trás sequência de derrotas

Após liderar boa parte do campeonato, o Palmeiras sentiu a ausência de alguns de seus principais jogadores e perdeu dois jogos seguidos, saindo também da primeira colocação. Na rodada passada, o time foi derrotado de forma categórica pelo Botafogo por 3 a 1, no Rio de Janeiro. Apesar disso, o Verdão, que no momento é o 3º, com 32 pontos, volta à liderança se vencer em Chapecó.

O técnico Cuca destacou que é normal os times oscilarem durante o Campeonato Brasileiro, mas espera uma mudança de atitude do grupo para voltar a vencer. 

"Agora é o momento de equilíbrio e, mais do que isso, de superação. Temos de fazer deste momento o mais breve possível. É raro uma equipe não ter um momento ruim no campeonato, e esse é o nosso, mas temos de fazer ser o mais breve possível. Do mesmo jeito que perdemos duas, podemos buscar duas vitórias e retomar a liderança do turno. Mas, para isso, temos de ter uma mudança geral na atitude, todos, inclusive eu", admitiu.

Em relação à derrota para o Botafogo, Cuca terá de volta o meio-campo Tchê Tchê, que cumpriu suspensão e deve entrar na vaga de Cleiton Xavier. Além de Gabriel Jesus, Fernando Prass e Mina, que já estavam fora, o Palmeiras também não poderá contar com Edu Dracena, que saiu contundido na rodada passada.