Há três jogos sem vencer, Chapecoense recebe Internacional do reestreante Celso Roth

Objetivo da Chape é melhorar o sistema defensivo; enquanto Colorados buscam a reabilitação

Há três jogos sem vencer, Chapecoense recebe Internacional do reestreante Celso Roth
(Foto: Ricardo Duarte/SC Internacional)
CHAPECOENSE
INTERNACIONAL
CHAPECOENSE: DANILO; GIMENEZ, THIEGO, FELIPE MACHADO E DENER; JOSIMAR, GIL, CLEBER SANTANA, MARTINUCCIO (SÉRGIO MANOEL) E HYORAN; KEMPES.
INTERNACIONAL: MARCELO LOMBA; EDUARDO, PAULÃO, ERNANDO E ARTUR; FERNANDO BOB, FABINHO, SEIJAS, VALDÍVIA E EDUARDO SASHA; VITINHO.
ÁRBITRO: JOÃO BATISTA DE ARRUDA (RJ), AUXILIADO POR MICHAEL CORREIA (RJ) E JOÃO LUIZ COELHO DE ALBUQUERQUE (RJ).
INCIDENCIAS: O JOGO SERÁ DISPUTADO NA ARENA CONDÁ E É VALIDO PELA 20ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

A Chapecoense vai receber o Internacional às 20h, na Arena Condá, em jogo isolado do Campeonato Brasileiro na noite desta segunda-feira (15). O objetivo da Chape é acertar sua defesa, já o Colorado busca reabilitação dentro da competição. O jogo é a estreia das equipes no returno do Brasileirão.

Como chegam os donos da casa

Atualmente a Chapecoense é a 12ª colocada dentro do Campeonato Brasileiro com 24 pontos, mas o dado que mais preocupa o time catarinense são os gols sofridos dentro da competição. Já são 33 gols que a equipe sofreu, a Chapecoense tem a defesa mais vazada da competição. O treinador da equipe, Caio Júnior, comentou sobre o sistema defensivo do clube:

“Nós, realmente, tomamos um pouco mais de gols do que o normal. Foram jogos atípicos que nos prejudicaram. Mas os zagueiros fizeram bons jogos. Tenho jogadores de alto nível que a qualquer momento podem jogar”, disse o treinador.

Na manhã desse domingo (14), a Chape realizou o último treino antes da partida que na visão de Caio Júnior é fundamental para as pretensões do Verdão do Oeste no segundo turno do Brasileirão. Com ênfase em jogadas de bola parada, o treinador evitou dar pistas do time que entrará em campo diante dos gaúchos. Durante a semana Caio já havia testado diferentes jogadores em cada posição. O certo é que o volante Sérgio Manoel estará à disposição do treinador após ser liberado pelo departamento médico.

Assim o provável time da Chapecoense terá: Danilo; Gimenez, Thiego, Felipe Machado e Dener; Josimar, Gil, Cleber Santana, Martinuccio (Sérgio Manoel) e Hyoran; Kempes.

Como chegam os visitantes

O Internacional vive o seu pior momento na história do Brasileirão. Já são 11 jogos sem vitória, nesse período foram três empates e oito derrotas. O jogo será marcado pela volta de Celso Roth ao comando técnico do clube. Com a intenção de reverter da maneira mais rápida possível a atual situação, Roth trabalhou forte a semana inteira. Fazendo testes em algumas posições e realizando algumas trocas no time que vinha sendo titular. As principais jogadas trabalhados por Roth foram a marcação, a recuperação e a saída rápida de bola. Antes de viajar para Chapecó, o Internacional treinou na manhã deste domingo (14). O Inter é o 15º colocado no Brasileirão com 22 pontos ganhos. O lateral esquerdo Artur falou sobre o trabalho do novo treinador:

"O trabalho do professor Celso está sendo muito bom. Ele é bastante detalhista, e isso dá tranquilidade maior para nós. Podemos ter um time mais compacto, marcando forte e trabalhando a bola na hora de buscar o gol", falou Artur.

O provável time colorado será: Marcelo Lomba; Eduardo, Paulão, Ernando e Artur; Fernando Bob, Fabinho, Seijas, Valdívia e Eduardo Sasha; Vitinho.

O retrospecto

Desde a chegada da Chapecoense na elite do futebol brasileiro o Internacional encontra dificuldades ao enfrentar a equipe Catarinense. Até o momento as equipes já se enfrentaram cinco vezes, sendo duas vitórias da Chape e uma do Inter, além de dois empates. Em 2014 a Chapecoense aplicou uma goleada de 5 a 0 no Internacional. Esse jogo, disputado na Arena Condá, terminou com Rafael Moura – atacante do Inter na época - no gol. Ainda nesse histórico, a Chape marcou seis gols enquanto os Colorados marcaram apenas dois.

O árbitro da partida será João Batista de Arruda (RJ), auxiliado por Michael Correia (RJ) e João Luiz Coelho de Albuquerque (RJ).