Chapecoense recebe São Paulo sonhando com algo a mais na Série A

Equipe catarinense ainda tem chances matemáticas de G-6, além de brigar pelo título da Sul-Americana; São Paulo apenas cumpre tabela

Chapecoense recebe São Paulo sonhando com algo a mais na Série A
Chapecoense e São Paulo se enfrentam nesse domingo na reta final da Série A. (Foto: Divulgação/São Paulo FC)
Chapecoense
São Paulo
Chapecoense: Danilo; Caramelo, Thiego, Neto, Dener Assunção; Matheus Biteco, Sérgio Manoel e Cleber Santana; Tiaguinho, Kempes e Lucas Gomes. Técnico: Caio Júnior
São Paulo: Dênis; Buffarini, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Thiago Mendes, João Schimidt; David Neres, Cueva e Robson; Pedro. Técnico: Ricardo Gomes
ÁRBITRO: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS) apita a partida, auxiliado por Leirson Martins (RS) e Maurício Coelho Pena (RS)
INCIDENCIAS: 36ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2016, na Arena Condá, em Chapecó (SC)

Após conseguir uma vitória surpreendente em cima do Botafogo fora de casa e estar bastante empolgada para as semifinais da Copa Sul-Americana contra o San Lorenzo no meio da semana, a Chapecoense enfrenta o São Paulo na Arena Condá, nesse domingo (20), ás 19h30, pela 36ª rodada do Brasileirão. 

Enquanto a equipe de Santa Catarina ainda sonha com um possível G-6 na competição, a equipe paulista apenas cumpre tabela nesse fim de campeonato, já que as chances de rebaixamento já estão praticamente nulas. A Chape é a 10ª colocada com 49 pontos, e o São Paulo é 13º colocado com 46 pontos.

Chapecoense dividida entre duas competições

Perto de garantir pela primeira vez uma classificação para a decisão da Copa Sul-Americana, os jogadores e a torcida da Chapecoense não escondem a empolgação com o jogo de quarta-feira (23), mas o foco é total na partida contra o São Paulo, nesse domingo. 

Vivendo um grande momento de sua história, a Chapecoense se destaca pelo grupo unido e forte nessa temporada. É o que disse o volante Sérgio Manoel: "Não tem vaidade no elenco. O grupo é muito forte. A gente sabe que só vão jogar 11 e outros três vão entrar durante o jogo. E todo mundo vai torcer pelo resultado. E quanto a outros jogadores ocorreu da mesma maneira. O campeonato é muito duro, são muitos jogos. A gente conseguiu montar um grupo muito forte. Somos mais de 30 ali e a gente consegue manter a harmonia dentro do grupo", disse o volante em entrevista.

Outro jogador feliz com a harmonia vivenciada na Chapecoense, é o lateral Matheus Caramelo, que irá enfrentar o São Paulo, clube que detém seu passe, nesse domingo. O jogador destaca a importância da partida para ele: "Será um duelo especial para mim. Comecei o ano no São Paulo, tive algumas oportunidades de atuar lá. Mas futebol é assim e agora estou defendendo a camisa do Chapecoense e tenho de dar meu melhor aqui. Nosso objetivo é manter esse bom momento no Brasileiro para poder chegar bem na Sul-Americana. E nada melhor que uma vitória no fim de semana", completou.

Caio Júnior não deve fazer mudanças para o confronto desse domingo na Arena Condá, a equipe deve ser a mesma que enfrentou o Botafogo na última rodada. Em último caso, pode ser que o treinador do Verdão poupe algum jogador por questões fisicas para a partida contra o San Lorenzo na próxima quarta-feira (23).

São Paulo quer a vitória, mas já pensa em 2017

Sem grandes objetivos nessa reta final de campeonato, o São Paulo vai a Chapecó com a cabeça já na próxima temporada. A diretoria já começou o planejamento para o próximo ano, tanto que anunciou à poucos dias a contratação do atacante Wellington Nem, além de estar cogitando vários outros nomes.

Mas vencer nunca é demais. Com uma reação positiva nessa reta final, o São Paulo quer atrapalhar os planos da Chape nesse domingo, e para isso, terá alguns retornos. Thiago Mendes saiu do Departamento Médico e seguiu para Santa Catarina com a delegação. Carlinhos não foi relacionado e deve ser dispensado pelo São Paulo na próxima temporada.

Os desfalques são numerosos para a partida: Chavez e Luis Araujo estão suspensos, e Wesley, Kelvin, Breno, Ytalo e Lucas Fernandes, estão lesionados. A equipe de Ricardo Gomes terá de se superar para sair com os três pontos.

Apesar de estar livre do rebaixamento, a campanha do São Paulo foi muito abaixo da esperada. Descontentes com as atuações do time na temporada, Rodrigo Caio não perdoou o elenco e disse que falta comprometimento de alguns atletas: "Falta de comprometimento. A gente treina, o técnico pede para nos ajudarmos. No momento do jogo entendemos que o desgaste é muito grande, mas cada um tem de ter reflexão para um time vencer. Todos têm que correr e se dedicar. Em muitos jogos isso não aconteceu. A equipe não recompõe e por isso vivemos essa fase", disse o zagueiro.