Caio Júnior se inspira na festa do Palmeiras para ir atrás do título na Sul-Americana

Após derrota em São Paulo para o Palmeiras, que garantiu o título para o clube paulista, o treinador quer fazer o mesmo com a Chape na Sul-Americana

Caio Júnior se inspira na festa do Palmeiras para ir atrás do título na Sul-Americana
Caio Júnior quer foco total dos jogadores na final da Sul-Americana (Foto: Divulgação/Chapecoense)

A derrota para o Palmeiras não abalou as expectativas da Chapecoense nesse final de temporada. Após o final de partida no Allianz Arena, que culminou com a confirmação do título brasileiro para a equipe palmeirense, o treinador da Chape, Caio Júnior, assistiu a festa e diz que isso deve servir de inspiração para ele e seus jogadores na decisão da Copa Sul-Americana.

Com a vaga na final e prestes a viajar para Medellín para o primeiro jogo da decisão da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional, Caio Júnior não esconde a empolgação com a final e diz que o foco é total na decisão continental.

"No Brasileiro podemos chegar em oitavo lugar (no máximo), mas agora o foco é o titulo, entender bem o adversário. vou me concentrar nisso. Sem dúvida, é atual campeão da Libertadores, melhor time da América do Sul, essa é realidade, mas temos condições de suporta a pressão, como já provamos contra Independiente, Junior Barranquilla, e San Lorenzo... Mais um grande desafio para nós. Temos que trazer jogo para cá em condições de buscar o titulo, esse é o grande objetivo", afirmou Caio Júnior.

O treinador também comentou sobre a partida desse domingo, que terminou com a vitória do Palmeiras por 1 a 0 em cima da Chapecoense:  "Jogamos de igual par igual, ele fizeram aquele gol, em bola parada, com o jogador de costas, e tivemos uma chance com Sergio Manoel, então talvez o 1 a 1 seria mais justo e levaríamos um ponto. Importante que a estratégia foi correta, coloquei um time pensando em quarta-feira, e esse time está zerado, e isso e o mais importante".

Questionado sobre a final ser longe da cidade de Chapecó, o treinador lamentou o fato, mas espera que a torcida vá em peso para Curitiba e lote o Couto Pereira na tentativa de conquistar do título sul-americano. "Peço para os torcedores se programem, sei que não é tão simples ir a Curitiba, mas seria muito legal ter peso de torcida. porque é uma final internacional, um momento fantástico, o auge do clube, não sabemos se teremos outra oportunidade dessa. Vale a pena o esforço. Precisamos mostrar força em Curitiba", completou.

Chapecoense e Atlético Nacional se enfrentam na primeira partida da final da Sul-Americana nessa quarta-feira (30), às 21h45, em Medellín na Colômbia. O jogo de volta será na próxima quarta-feira (07), no mesmo horário, em Curitiba. A conquista desse título colocaria a equipe na Libertadores da América de 2017.