Tragédia com avião da Chapecoense deixa 76 mortos

Notícia confirma pior desastre da história da aviação em termos esportivos, dizem autoridades colombianas

Tragédia com avião da Chapecoense deixa 76 mortos
Tragédia com avião da Chapecoense deixa 76 mortos (Foto: Polícia de Antioquia/Colômbia)

É difícil de acreditar. A queda do avião que transportava a delegação da Chapecoense, de matrícula CP2933, que saiu de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, com 81 pessoas a bordo, sendo 72 passageiros e 9 tripulantes, tendo Medellin como destino, caiu apenas 30km do aeroporto, vitimando 76 pessoas entre delegação do clube, tripulação, jornalistas e convidados. Apenas os jogadores Danilo, Follmann e Alan Ruschel, além de uma comissária de bordo e um jornalista, Rafael Henzel, sobreviveram. Uma pessoa morreu a caminho do hospital.

Outros desastres aéreos já envolveram times de futebol na América do Sul

As notícias eram desencontradas. O acesso complicado, o horário, o tempo e o efeito surpresa fez com muitas informações aparecessem à todo momento. No começo, as primeiras informações eram de muitos sobreviventes, mas aos poucos a realidade foi aparecendo. No começo da manhã aqui no Brasil, o general José Acevedo Ossa, comandante da Polícia Metropolitana do Valle de Aburrá, confirmou a morte de 76 dos 81 passageiros, segundo o jornal El Colombiano, de Medellín.

A aeronave declarou problemas elétricos cerca das 22h no horário local e havia expectativa de que fosse falta de combustível, mas a realidade é que o piloto se desfez da gasolina do avião e isso evitou uma possível explosão. Autoridades colombianas falam que a aeronave se partiu em dois no momento da queda.

CBF adia decisão da Copa do Brasil após tragédia com avião da Chapecoense

Alan Ruschel foi o primeiro a chegar no hospital La Ceja e passa por cirúrgia, assim como Rafael Henzel. O local é de difícil acesso e a chuva forte aliada ao frio pioram ainda mais as condições. Um voo fretado foi recusado pela ANAC e a delegação precisou mudar os planos. A equipe se dirigia para Medellin para o primeiro jogo da decisão da Sul-Americana contra o Nacional, a primeira da história do clube e tinha o carinho e apoio de todo o Brasil. Agora, leva o sentimento de todos para sempre.

Segue a lista das vítimas nesse desastre aéreo:

Jornalistas:
Victorino Chermont - FOX
Rodrigo Santana Gonçalves - FOX
Devair Paschoalon - FOX
Lilacio Pereira Jr. - FOX
Paulo Clement - FOX
Mário Sérgio - FOX
Guilherme Marques - Globo
Ari de Araújo Jr. - Globo
Guilherme Laars - Globo
Giovane Klein Victória - RBS (repórter da RBS TV de Chapecó)
Bruno Mauri da Silva - RBS
Djalma Araújo Neto - RBS (cinegrafista da RBS TV de Florianópolis)
André Podiacki - RBS (repórter do Diário Catarinense)
Laion Espíndola - Globo Esporte
Renan Agnolin
Fernando Schardong
Edson Ebeliny
Gelson Galiotto
Douglas Dorneles
Jacir Biavatti
Ivan Agnoletto

Lista da tripulação:
Miguel Quiroga
Ovar Goytia
Sisy Arias
Romel Vacaflores
Alex Quispe
Gustavo Encina
Erwin Tumiri
Angel Lugo

Lista da delegação da Chapecoense:

Ananias Monteiro
Arthur Maia
Bruno Rangel
Aiton Cesar
Cleber Santana
Marcos Padilha
Dener Assunção
Filipe Machado
José Paiva
Guilherme de Souza
Everton Kempes
Lucas da Silva
Matheus Btencourt
Hélio Zampier
Sérgio Manoel Barbosa
William Thiego
Tiago da Rocha
Josimar
Marcelo Augusto
Mateus Lucena dos Santos
Luiz Saroli
Eduardo Filho
Anderson Araújo
Anderson Martins
Marcio Koury
Rafael Gobbato
Luiz Cunha
Luiz Grohs
Sérgio de Jesus
Anderson Donizette
Andriano Bitencourt
Cleberson Fernando da Silva
Emersson Domenico
Eduardo Preuss
Mauro Stumpf
Sandro Pallaoro
Plinio Filho
Luciano Buligon
Gelson Merísio
Nilson Jr.
Decio Filho
Jandir Bordignon
Gilberto Thomaz
Mauro Bello
Edir De Marco
Daví Barela Dávi
Ricardo Porto
Delfim Pádua Peixoto Filho

A VAVEL Brasil se solidariza com todos os familiares das vítimas dessa tragédia. Que tenham força e muita luz para superar.