Avião que transportava Chapecoense foi utilizado por seleções da Argentina e Bolívia

Aeronave do modelo BAe 146 (RJ-85), de origem britânica, era especializada em conduzir equipes e jornalistas em vôos fretados

Avião que transportava Chapecoense foi utilizado por seleções da Argentina e Bolívia
Avião, da matrícula CP-2933, tinha 17 anos e era o único da companhia aérea boliviana Lamia (Foto: Reuters)

O avião que se envolveu em um acidente com a delegação da Chapecoense, na madrugada desta terça-feira (29), em Medellín, era constantemente utilizado por times e seleções. No último mês, por exemplo, a aeronave do modelo BAe 146 (RJ-85), além de carregar a própria Chape pela primeira vez, transportou, também, as seleções da Argentina e Bolívia.

A Chapecoense utilizou a aeronave quando se deslocou também para a Colômbia, para enfrentar o Junior Barranquilla, nas quartas de final da Copa Sul-Americana. Na ocasião, o Verdão saiu de Belo Horizonte, onde enfrentou o Cruzeiro, pelo Campeonato Brasileiro, e passou a noite em Corumbá/MS. No dia seguinte, o avião levou a delegação até Barranquilla.

Foto: Mauro Stumpf / Divulgação
Foto: Mauro Stumpf / Divulgação

O Jumbolino, como é conhecido no meio da aviação, também transportou a seleção da Bolívia, no início do mês de outubro, para Natal, já que os bolivianos enfrentariam o Brasil, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo 2018. Na época, a empresa LaMia não solicitou, de forma antecipada, autorização para o desembarque em Brasília, onde faria uma escala antes de chegar ao seu destino final. A aeronave passou por revista da Polícia Federal e os jogadores tiveram que passar por controles de imigração.

Foto: Paulo Apaza/Prensa LFPB
Foto: Paulo Apaza/Prensa LFPB

A Argentina, assim como a Bolívia, usufruiu da aeronave. A albiceleste, que foi derrotada pelo Brasil, por 3 a 0, em Belo Horizonte, também pelas Eliminatórias da Copa do Mundo 2018, se locomoveu da capital mineira a Buenos Aires através do avião acidentado nesta madrugada.

Foto: Reprodução/Instagram
Foto: Reprodução/Instagram