Abatido por acidente aéreo com a Chape, Camilo desabafa: "Pior dor do mundo"

Atualmente no Botafogo, o meia se destacou na equipe durante as temporadas de 2014 e 2015 e perdeu muitos amigos na tragédia

Abatido por acidente aéreo com a Chape, Camilo desabafa: "Pior dor do mundo"
Foto: Reprodução/Instagram

Um dos destaques do time e ídolo da torcida da Chapecoense, Camilo fez parte da equipe por dois e ajudou na ascensão do clube. Visivelmente muito abalado com a tragédia, o atleta chorou durante a coletiva que concedeu em seu prédio, no Recreio dos Bandeirantes.

O jogador comentou que ainda mantinha contato com muitos dos que estavam no voo, falou da amizade com um dos sobreviventes Neto e de toda equipe: 

"É um amigo e desde que eu saí a gente se comunicava em grupos do celular, também com atletas que até estão em outros clubes, mas mantinhamos o contato, o Neto é um amigo querido. Também joguei com o Dener, Danilo, Ananias, Gil, Cleber Santana, Diego, Thiego, Caramelo e os outros profissionais, roupeiro Cocada, massagista Serginho, assessoria de imprensa toda Chapecoense Cleberson, diretor Cadu, Sandro Palaoro, Maurinho e a diretoria toda. São pessoas que vão ficar na minha memória das suas alegrias compartilhadas naquele local"

No treino desta terça-feira (29), o jogador esteve presente em General Severiano e participou da oração feita pelos companheiros antes do treino ser cancelado. 

"Eu fiquei em choque, em pânico, sem saber o que fazer. Fui escutando os noticiários, fiquei bastante abalado. Cheguei no clube e avisei que não teria condições de treinar. Foi realmente um dia muito difícil"

Camilo fez 66 partidas e marcou nove gols, nas temporadas de 2014 e 2015. Depois o meia foi contratado pelo Al-Shabab, da Arábia Saudita, mas foi na Chapecoense que despertou o interesse de clubes grandes do país. Na volta ao Brasil, chegou a assinar um retorno para o clube que se destacou, mas acabou sendo contratado pelo Botafogo. 

"Devo muito à Chapecoense e a dor neste momento é a pior do mundo. Você fica sem saber o que vai acontecer daqui pra frente".