Dener Assunção: titularidade e carinho das arquibancadas

Vivendo seu melhor momento da carreira, Dener deixou as laterais chapecoenses para fazer parte de um campo de estrelas

Dener Assunção: titularidade e carinho das arquibancadas
Dener Assunção: titularidade e carinho das arquibancadas

Dener Assunção, lateral de apenas 25 anos que atuava pela Chapecoense, foi uma das vítimas da queda do avião que levava a delegação do time para Medellín, na Colômbia. O jogador faleceu junto com vários companheiros de equipe em uma tragédia que abalou todo o mundo.

Dener era um dos jogadores titulares da equipe e também mais um dos vários atletas da Chapecoense que estavam empolgados para disputar a final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional. Um título que seria inédito na história do clube foi manchado por um desastre comovente e doloroso.

Início de tudo

Dener Assunção nasceu em Bagé, no Rio Grande do Sul, em 1991. Começou a jogar futebol na base do Grêmio em 2009 e ficou até 2012, quando subiu para o profissional da equipe gaúcha. Atuou apenas em cinco partidas no primeiro ano como jogador da equipe principal e foi emprestado para alguns clubes como Veranópolis, atuando quatro vezes, e o Vitória, jogando em dois.

Em 2013, Dener foi contratado pelo Caxias e começou a se empenhar em sua carreira. Atuou em 16 jogos naquela temporada e chamou a atenção do Ituano em 2014, clube no qual jogou 18 partidas e participou da brilhante campanha que levou o clube de Itu ao título paulista da primeira divisão.

No mesmo ano, após o fim do Paulista, Dener foi contratado pelo Coritiba para a disputa do Brasileirão, marcando seu primeiro gol na carreira e atuando em 15 jogos. 

Chegada na Chapecoense

A campanha no Coxa chamou a atenção da Chapecoense, que o contratou em 2015. Dener atuou no Campeonato Catarinense e no Brasileiro daquele ano. A Chape manteve o jogador para 2016 e foi lá que ele conseguiu o segundo título de sua carreira: o de campeão catarinense.

No Brasileiro e na Sul-Americana, Dener se tornou um titular absoluto da equipe de Caio Júnior até o fatídico dia 29 de novembro, quando veio a falecer. Dener Assunção atuou em 102 partidas com a camisa da Chapecoense e marcou dois gols.

A melhor temporada de Dener

Em 2016, Dener Assunção viveu o melhor momento de sua carreira. Teve atuações de alto brilhantismo e chamou a atenção de vários clubes brasileiros, entre eles, Botafogo e Flamengo

A irmã de Dener, Daniela Assunção, lamentou a morte do irmão e destacando que o que ele mais queria era jogar futebol. Dener também tinha planos para casar na próxima quinta-feira e tinha um filho de apenas dois anos. 

Nei Ferraz, o primeiro treinador de Dener Assunção antes do jogador conseguir uma vaga no Grêmio, ficou muito emocionado e disse: "Final do ano passado fui na casa dele e ele me deu essa camisa (da Chapecoense). E eu guardei com muito orgulho, para mim isso aqui é um troféu".