Em confronto direto da parte de baixo, Chapecoense vence e mantém São Paulo no Z-4

Na Arena Condá, Chapecoense e São Paulo realizaram um embate direto e equipe alviverde levou a melhor

Em confronto direto da parte de baixo, Chapecoense vence e mantém São Paulo no Z-4
Foto: Sirli Freitas/Chapecoense
Chapecoense
2 0
São Paulo
Chapecoense : ​Jandrei, Apodi, Douglas Grolli, Luiz Otávio e Diego Renan; Andrei Girotto, Luiz Antônio, Lucas Mineiro, Seijas; Lourency e Perotti. Técnico: Vinícius Eutrópio
São Paulo : Renan Ribeiro; Bruno, Arboleda, Rodrigo Caio e Junior Tavares; Jucilei e Petros; Wellington Nem, Cueva e Jonatan Gomez; Lucas Pratto. Técnico: Dorival Jr

Chapecoense e São Paulo realizaram na tarde deste domingo (16) um típico confronto direto pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ainda muito cedo para grande desespero, na Arena Condá, alviverdes e tricolores buscavam, entretanto, o alívio na parte inferior da tabela da competição nacional. E, em um confronto equilibrado, o Verdão do Oeste levou a melhor e vencu a partida por 2 a 0 com gols de Túlio de Melo e Lucas Marques, ambos no segundo tempo. Com a derrota, o clube do Morumbi acumula incíveis nove jogos consecutivos sem vitórias e o sinal de alerta é cada vez mais forte no Tricolor Paulista. 

Em primeiro tempo equilibrado em Chapecó, placar não sai do zero 

Na primeira etapa do embate, a equipe do recém-contratado Dorival Júnior teve muito mais posse de bola, todavia criava pouquíssimas chances de perigo à meta defendida por Jandrei. Do outro lado, a Chapecoense fazia valer seu mando de campo. Melhor no jogo, logo aos 15 minutos Seijas levou perigo ao gol tricolor em cobrança de falta que carimbou a trave de Renan. Entretanto, com ambas as equipes precisando da vitória, o São Paulo respondeu cinco minutos depois com Pratto. O atacante arriscou bom chute de fora da área, obrigando Jandrei a fazer grande defesa. 

Com maior tempo de domínio de bola, o São Paulo buscou novamente com Pratto o primeiro gol da partida. Dessa vez, o centroavante teve a chance de abrir o placar após cabeçada venenosa. Nada que assustasse os donos da casa que, aos 39 minutos do primeiro tempo, levaram, em outra cobrança de falta, perigo à meta tricolor. Desta vez, Luiz Antônio chutou de longe, obrigando o goleiro tricolor a defender em dois tempos. Sem maiores sustos, a primeira etapa da partida chegou ao fim com o placar ainda zerado. 

Partida ganha emoção no segundo tempo e Chape vence o Tricolor Paulista 

O segundo tempo do confronto seguia mais do mesmo com o São Paulo possuindo maior posse de bola e a Chapecoense levando maior perigo ao gol tricolor. Até que Vinícius Eutrópio apostou na experiência, fazendo com que o jovem Perotti desse lugar ao veterano Túlio de Melo. E, menos de dois minutos após sair do banco de reservas, aos 17, o atacante completou de cabeça a falta cobrada por Diego Renan e abriu o placar: 1 a 0.

A partir de então, os donos da casa tiveram mais tranquilidade, e, pressionado, o São Paulo passou a errar muitos passes, dificultando ainda mais a pouca quantidade de chances de perigo criadas. À beira do campo, Dorival tentou mudar o que acontecia dentro das quatro linhas. Colocou Marcinho, Lucas Fernandes e Denílson nos lugares de Wellington Nem, Cueva e Petros. Entretanto, as substituições não surtiram o efeito desejado e o marcador seguia apontando vitória catarinense, causando cada vez mais pressão na equipe paulista. 

Ainda melhor no jogo, a Chapecoense seguia tendo muitas oportunidades de ampliar o placar. Aos 42 minutos, Luiz Antônio novamente arriscou de fora da área balançando a rede pelo lado de fora. Já nos acréscimos, a insistência dos donos da casa teve resultado. Lucas Marques aproveitou bobeada de Júnior Tavares e chutou de longe, fazendo belo gol e pondo números finais ao embate: 2 a o para a Chapecoense. 

Com o resultado, o São Paulo fica com 12 pontos, provisoriamente na 17ª posição, perdendo a oportunidade de sair da temida zona de rebaixamento.  Os catarinenses, por sua vez, vão a 18 tentos somados, respirando aliviados fora da degola, ocupando a 11ª colocação na competição. Na próxima rodada, o Verdão do Oeste enfrenta o Santos, fora de casa. Paradoxalmente, como mandante, o São Paulo recebe o Vasco visando pôr fim a fase ruim vivida no Brasileirão. 


Share on Facebook