Sobrevivente de acidente aéreo, Follmann se torna embaixador da Chapecoense

Após ter a rescisão de seu contrato como jogador oficial da Chape, ex-goleiro do clube se tornou embaixador, onde exercerá funções extracampo

Sobrevivente de acidente aéreo, Follmann se torna embaixador da Chapecoense
Follmann teve perna amputada após acidente  (Foto: Sirli Freitas / Associação Chapecoense )

Do sonho para a realidade, Jakson Follmann se tornou oficialmente embaixador da Chapecoense. Após ter a rescisão de seu contrato como jogador oficial da Chape, o ex-goleiro do clube, sua função agora é a de embaixador do time, que passará a desempenhar em tempo integral, ou seja, funções extracampo.

Follmann falou sobre o significado de continuar fazendo parte do clube e de como é importante estar representando a Chapecoense. "É muito gratificante estar representando o clube e, em todos os lugares que eu vou, poder levar o nome da Chapecoense de uma forma positiva, porque até então o time só tem me ajudado. Isso me deixa muito feliz e muito seguro em poder continuar aqui", disse.

Jakson é um dos sobreviventes do acidente aéreo em que levava 77 pessoas de Chapecó para a Colômbia, onde o time disputaria a final da Copa Sul-Americana. Ao todo, 71 pessoas morreram (19 jogadores, 20 jornalistas, 14 integrantes da comissão técnica, nove dirigentes, dois convidados e sete tripulantes) e apenas 6 sobreviveram, entre eles o ex-goleiro. 

Desde então, Follmann teve que amputar a perna direita, mas significativamente vem se saindo bem em seu processo de reabilitação da amputação, tanto que passou a utilizar próteses. "Quero poder falar sobre o Clube, sobre a sua fundação. E também poder contar um pouco da minha história de superação", finalizou.


Share on Facebook