Chapecoense bate Vitória no Barradão e se afasta da zona de rebaixamento

Chape conquista a segunda vitória em três jogos com Eutrópio; ainda sem treinador, clube baiano não vence em casa há oito jogos e se complica ainda mais no Z-4

Chapecoense bate Vitória no Barradão e se afasta da zona de rebaixamento
Foto: Divulgação/ ECV
Vitória
1 2
Chapecoense
Vitória : Caíque; Caíque Sá, Kanu, Wallace e Geferson (Patric, Min. 02/2ºT); Fillipe Soutto, Uillian Correia (André Lima, Min. 21/2ºT) e Carlos Eduardo (Jhemerson, Min. 40/2ºT); Yago, Santiago Tréllez e Neílton. Treinador (interino): Flávio Tanajura.
Chapecoense : Jandrei; Apodi, Grolli, Victor Ramos e Reinaldo; Andrei Girotto e Moisés Gaúcho (Moisés Ribeiro, Min. 31/2ºT); Lucas Marques, Luiz Antônio (Wellington Paulista, Min. 23/2ºT) e Seijas (Lourency, Min. 14/2ºT); Arthur Caíke. Treinador: Vinicius Eutrópio.
Placar: 0-1, Reinaldo, MIN. 27 ||| 1-1, Neílton, Min. 16/2ºT ||| 1-2, Lourency, Min. 18/2ºT.
ÁRBITRO: Marcelo de Lima Henrique. Assistentes: Dibert Pedrosa Moises e Michael Correia; trio do Rio de Janeiro. Cartões amarelos: Caíque (VIT); Apodi, Douglas Grolli, Andrei Girotto, Moisés Ribeiro e Lourency (CHA).
INCIDENCIAS: JOGO VÁLIDO PELA 15ª RODADA DA SÉRIE A DO CAMPEONATO BRASILEIRO, SENDO DISPUTADO NO ESTÁDIO BARRADÃO, EM SALVADOR (BA). PÚBLICO PAGANTE: 5.433 RENDA: R$ 58.201,00.

Abrindo a 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, Vitória e Chapecoense se enfrentaram na tarde deste sábado (22), no Estádio Barradão, em Salvador. Com gols de Reinaldo e Lourency, o Verdão derrotou o time baiano e conquistou o segundo triunfo fora de casa. Já o Leão, sem técnico, sofreu a quarta derrota seguida na competição. Neílton descontou para o Rubro-Negro.

Com o resultado, a Chapecoense, provisoriamente, ocupa a nona colocação, com 21 pontos. O salto foi de seis posições. Após mais um resultado negativo em casa, o Vitória, pior mandante da competição, segue na vice-lanterna da competição, com 12 pontos.

Sem descanso, a Chapecoense 'vira a chave' e volta as atenções para a Copa Sul-Americana. Pelo jogo de volta da segunda fase, o Verdão do Oeste recebe o Defensa y Justicia na próxima terça-feira (25), às 19h15, na Arena Condá, precisando reverter a vantagem dos argentinos

Já no domingo (30), pelo Brasileirão, o adversário será o Atlético-GO, também em Chapecó. O Vitória, por sua vez, terá a semana cheia para se preparar para o duelo diante do Cruzeiro, no Mineirão, no dia 30 de julho.

Com o dobro de finalizações do Leão, Chape abre vantagem em Salvador 

Os primeiros minutos do jogo no Barradão foram dignos de equipes que estão brigando contra o descenso. Com muitos passes errados e chutões, baianos e catarinenses não conseguiam trabalhar a bola no meio-campo, proporcionando poucas emoções aos seus torcedores. A Chapecoense até cobrou duas faltas próximas à área, mas nenhuma delas levou perigo.                       

Vendo o time visitante com certa liberdade, os donos da casa, pressionados pela torcida, cresceram na partida. Ainda com dificuldades, o Leão conseguiu espaços para trabalhar jogadas no campo de ataque. Primeiro, Uillian Correia arriscou de fora da área e viu a bola desviar na zaga catarinense. No minuto seguinte, em cobrança de escanteio de Carlos Eduardo, Kanu aproveitou o rebote do goleiro Jandrei e mandou para o fundo da rede, mas a arbitragem assinalou o impedimento no lance.

Após o momento de pressão do Vitória, a Chape contou com uma trapalhada de dois jogadores rubro-negros para abrir o placar. Aos 26 minutos, Geferson recuou com a cabeça para o goleiro Caíque, que por sua vez,  não conseguiu segurar a bola e acabou derrubando Seijas dentro da área. Pênalti marcado pela arbitragem e convertido por Reinaldo, abrindo o placar em Salvador.

O gol deu mais confiança ao time visitante, que continuou em cima e teve mais três chances para ampliar o marcador ainda no primeiro tempo. Duas das oportunidades saíram em cabeceios de Arthur Caíke. Já na terceira chance, a zaga baiana cortou em cima da linha a bola chutada por Seijas, que driblou o arqueiro do Leão no lance.

Vitória empata, mas oportunismo de Lourency dá vitória aos visitantes 

Perdendo o jogo em casa, não restou outra alternativa ao Vitória que não fosse correr atrás do prejuízo. Mesmo desorganizado, o time da casa adiantou sua marcação e voltou a pressionar a Chapecoense. Aos sete minutos, Wallace aproveitou o levantamento feito na área e cabeceou. Providencialmente Douglas Grolli apareceu para livrar a Chape do empate.

O zagueiro do Verdão do Oeste, no entanto, não teve a mesma sorte seis minutos depois. Na marcação do atacante colombiano Tréllez, o capitão alviverde desviou a bola com o braço  dentro da área e, com atraso, o árbitro Marcelo de Lima Henrique assinalou a infração. Apagado no jogo, Neílton fez a cobrança e empatou a partida.                       

A comemoração dos baianos, porém, durou pouco. Dois minutos depois, Lourency, que havia entrado no lugar de Seijas pouco tempo antes, devolveu a vantagem à Chapecoense. O atacante recebeu um belo lançamento de Arthur Caíke, avançou com a bola dominada e chutou no alto, com categoria.

O técnico interino do Vitória, Flávio Tanajura, fez algumas mudanças na equipe, com o objetivo de torná-la mais ofensiva. O Rubro-Negro cresceu no fim, não faltou vontade, mas com muitos erros, amargou a quinta derrota em casa na temporada – no Campeonato Brasileiro o time perdeu ainda para Santos, Vasco, Grêmio e Chapecoense.