Chapecoense vira no fim, se classifica à Libertadores e decreta rebaixamento do Coritiba

Túlio de Melo marcou aos 49 minutos e garantiu a equipe de Santa Catarina na pré-Libertadores. Atacante também acabou se tornando algoz do time coxa-branca

Chapecoense vira no fim, se classifica à Libertadores e decreta rebaixamento do Coritiba
(Foto: Divulgação/Coritiba)
Chapecoense
2 1
Coritiba
Chapecoense: Jandrei; Apodi, Douglas, Fabrício Bruno e Reinaldo; Elicarlos (min. 29' 2ºT Rodrigo Pelezinho) e Moisés Ribeiro; João Pedro (Min. 13' 2ºT Nadson), Cateros e Arthur Caíke; Wellington Paulista (Min. 31' 2ºT Tulio de Melo).
Coritiba: Wilson; Léo, Thalisson Kelven, Cléber Reis e Thiago Carleto; Jonas e Vitor Carvalho (Min. 17' Anderson); Tiago Real, Daniel (Min. 0' 2ºT Iago) e Rildo (Min. 26' 2ºT Keirrison); Kleber.
Placar: Min. 14' 1ºT Kleber. Min. 38' 1ºT Elicarlos. Min. 49' 2ºT Tulio de Melo.
ÁRBITRO: Luiz Flavio de Oliveira (SP). Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Alex Ang Ribeiro (SP). Cartões amarelos: João Pedro e Fabrício Bruno (Chapecoense) Thiago Carleto e Jonas (Coritiba).
INCIDENCIAS: Partida valida pela 38º rodada do Campeonato Brasileiro 2017. Disputada na Arena Condá, em Santa Catarina (SC).

A tarde deste domingo (3), reservou emoção para a disputa da última rodada do Campeonato Brasileiro 2017. Buscando objetivos finais distintos, Chapecoense e Coritiba mediram forças na Arená Condá. Enquanto a equipe da casa almejava uma vaga na Libertadores, o rival alviverde apenas queria se manter na primeira divisão do torneio nacional. Com desfecho improvável, após virada no último minuto, a Chape saiu de campo classificada para o torneio continental, decretando também o rebaixamento do Coxa para a segunda divisão.

Nona colocada com 51 pontos ganhos, a Chape tinha uma missão difícil pela frente. Além de enfrentar um rival desesperado, não dependia só de si para voltar à Copa Libertadores, mesmo assim, há sete jogos saber o que é derrota, o verdão do oeste confiava no seu desempenho recente. Em 16º lugar com 43 pontos conquistados, o visitante Coritiba dependia só das suas forças para se manter na elite da competição.

Coritiba sai na frente do placar mas vê a Chape empatar ainda na primeira etapa

Com a obrigação do resultado para selar a permanência na série A, o Coritiba iniciou as ações da partida. Apesar de tentar imprimir uma pressão inicial, quem chegou pela primeira vez com perigo no contra-ataque em velocidade foi a equipe de Chapecó. Em cobrança de falta pela direita, o lateral esquerdo Reinaldo obrigou o goleiro Wilson a trabalhar já aos cinco minutos de jogo.

Mais atento, o Coxa não se assustou e permaneceu no campo de ataque, até que aos 14 minutos o time alviverde foi premiado abrindo o placar. Kleber recebeu passe da direita e livre, dominou e emendou um belo chute de fora da área, colocando a bola no ângulo, sem chances para o goleiro Jandrei.

Atrás do placar, a Chapecoense saiu para o jogo em busca do empate. Aos 23 minutos, Arthur Caíke foi derrubado na entrada da área, ele mesmo cobrou com muito perigo e Wilson tirou com a ponta dos dedos, evitando o gol. Com 27 minutos, novamente a Chape no ataque, Reinaldo arriscou chute de fora da área que passou próximo ao gol do arqueiro do Coxa.

Com mais ímpeto a partir do gol sofrido, a Chapecoense igualou o marcador aos 38 minutos de jogo. O volante Elicarlos avançou pela direita e da zona intermediária pareceu tentar o cruzamento para área, a bola pegou uma grande curva e surpreendeu o goleiro Wilson, que nada pode fazer para evitar o empate. 

com o duelo igual no placar, os dois times continuaram com suas propostas de jogo. O Coritiba voltou a ocupar o campo de ataque, mas sem levar grande perigo ao gol de Jandrei. Atuando em casa, a Chapecoense saía com velocidade nos contra-ataques, dentro das características do time de Condá. E assim, ainda dava tempo para mais. Já nos acréscimos, quase a virada. Arthur Caíke avançou pela direita, efetuou o cruzamento na área e Wellington Paulista foi interceptado antes de empurrar para ao fundo da rede.

Túlio de Melo marca no fim, classifica a Chape à pré-Libertadores e decreta rebaixamento do Coritiba

O segundo tempo começou com o Coritiba no campo de ataque. Logo aos cinco minutos, Kleber avançou pela direita, tentou se livrar da marcação mas acabou desarmado. O jogo então passou a ficar nervoso. As duas equipes se lançavam tentando criar oportunidades de perigo ao gol adversário por conta da necessidade de vitória.

Logo aos 11 minutos, o drama do Coritiba aumentou. Com o gol do Sport na partida contra o Corinthians, o alviverde entrou na zona de rebaixamento e a essa altura estava decretando a queda para a segunda divisão.

Apesar das tentativas em cobranças de falta, o Coritiba não conseguia mais pressionar seu adversário. A Chapecoense, por sua vez, sentiu o mal momento do visitante e então se lançou em busca da virada. A equipe de Santa Catarina precisava de apenas um gol, já que o Botafogo estava empatando com o Cruzeiro e o resultado garantiria o verdão do oeste na pré-Libertadores com uma vitória simples.

Com 26 minutos, após o quinto escanteio seguido, Jonas salvou praticamente em cima da linha. Assim, o tempo passou a ser cada vez mais inimigo do coxa. Por isso, já próximo aos acréscimos a equipe foi para o tudo ou nada.

Aos 46, Kleber tentou jogada individual mas isolou na hora da finalização. A resposta da Chape então foi imediata, Apodi arriscou de fora da área e acertou o travessão. Com muita emoção no fim, aos 49, no último minuto de partida, saiu o gol que decretou as pretensões das equipes no torneio. Na jogada pelo meio, após o levantamento na área do volante Canteros, o lateral-direito Apodi tocou por cima na saída de Wilson e Túlio de Melo, livre, cabeceou estufando a rede adversária.

Saindo do banco de reservas, o atacante foi o responsável pela classificação da equipe à Libertadores e se tornou herói, levando a Chape "ao céu". Ao mesmo tempo, Túlio também se tornou algoz, selando a queda do Coritiba à segunda divisão, já que, graças a virada do Flamengo sobre o Vitória, até os 48 minutos o time alviverde iria escapando da degola. No entanto, com o gol do rival, o coxa terminou a partida rebaixado.