Tite afirma pressão pelo desempenho da equipe: "Necessitávamos o resultado"

Após cinco jogos sem vencer, treinador mudou o esquema tático e conquistou um resultado positivo diante da Ponte Preta

Tite afirma pressão pelo desempenho da equipe: "Necessitávamos o resultado"
Técnico alvinegro completou 55 anos nesta quarta-feira. (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)

Após a vitória do Corinthians diante da Ponte Preta, por 3 a 0, na Arena Corinthians, o técnico Tite em entrevista coletiva afirmou que estava incomodado com o jejum da equipe. A última vitória tinha sido contra o Cobresal no dia 20 de abril, pela Taça Libertadores da América. 

"Um grande clube exige desempenho e resultado. O mais importante foi não abrir mão de jogar. Eu estava pressionado sim, pela necessidade do desempenho e do resultado", afirmou o técnico na coletiva.

Nesta quarta-feira (24) o técnico completou 55 anos e em entrevista coletiva pediu respeito e apoio ao torcedor. "O verdadeiro torcedor apoia no momento difícil", afirmou o treinador que completou dizendo: "Digo para o torcedor que se tivesse algum vagabundo aqui dentro, a direção e o técnico colocariam o dedo na ferida porque toda a dignidade que temos. Respeito e apoio é o que precisamos. Quando vem de forma diferente, traz prejuízo. Se eu fosse acomodado com conquistas não teria voltado ao Corinthians".

Após a vitória nesta quinta-feira, sobre a volta de Cristian, o técnico afirmou que ele está em sua forma física e que os méritos são todos dele (do jogador), junto com outros membros do clube. "O Cristian tem muita qualidade de passe, e o sistema permite essa transição ao ataque. Ele readquiriu a forma física, está apto para voltar. Eu não dei nada para ele, ele construiu isso com nutricionista, fisiologistas, treinamento em rotação alta. Nesta formação, precisa ter qualidade de passe."

Para voltar a vencer o técnico teve que mudar a forma de jogar da equipe, então optou por um 4-2-3-1, com Cristian mais preso na marcação, dando maior liberdade para o Bruno Henrique chegar ao ataque, fazndo seu primeiro gol no ano. Outras mudanças foi a saída de André para a entrada de Luciano e Walter seguindo como titular no lugar de Cássio"Se você é campeão, tem um esquema montado, dá ajuste. Foi a equipe com o melhor futebol do Paulista, mas não bateu campeã. Aí você busca reajustes para se reinventar. A partida de hoje passa por isso", finalizou o técnico.