Corinthians vence Ponte Preta e acaba com jejum de vitórias

Timão domina jogo e consegue vitória tranquila sobre Macaca, que sofreu primeira derrota no campeonato

Corinthians vence Ponte Preta e acaba com jejum de vitórias
(Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)
Corinthians
3 0
Ponte Preta
Corinthians: Walter; Fágner, Felipe, Vilson e Uendel (Guilherme Arana - 36'/2ºT); Cristian, Bruno Henrique, Marquinhos Gabriel, Guilherme e Giovanni Augusto (Marlone - 30'/2ºT); Luciano (André - 33'/2ºT). Técnico: Tite.
Ponte Preta: João Carlos; Jeferson, Douglas Grolli, Kadu e Reinaldo; Matheus Jesus (Renê Júnior - 37'/1ºT), João Vítor e Ravanelli (Cristian - 19'/2ºT); Felipe Azevedo, Clayson (Thiago Galhardo - intervalo) e Wellington Paulista. Técnico: Eduardo Baptista.
Placar: 1-0, Kadu (contra), 14'/1ºT. 2-0, Bruno Henrique, 21'/1ºT. 3-0, Guilherme, 34'/2ºT.
ÁRBITRO: Elmo Alves Resende Cunha (GO), auxiliado por Fábio Rogério Baesteiro (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP) | Cartões amarelos: João Carlos (PPR - 02'/1ºT), Renê Júnior (PPR - 02'/2ºT), Vilson (COR - 04'/2ºT), Bruno Henrique (COR - 12'/2ºT), Cristian (COR - 16'/2ºT), Cristian (PPR - 39'/2ºT).
INCIDENCIAS: Partida realizada na manhã desta quinta-feira (26), na Arena Corinthians, em São Paulo/SP. Confronto válido pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2016.

Na manhã desta quinta-feira (26), o Corinthians recebeu a Ponte Preta na Arena Corinthians, em Itaquera. O jogo foi válido pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro da Série A, e era de fundamental importância para o Timão. Após muita pressão antes da bola rolar e o início de crise, o time de Parque São Jorge venceu por 3 a 0. Kadu (contra), Bruno Henrique e Guilherme marcaram os tentos alvinegros.

Com o resultado, o Corinthians conquistou a primeira vitória no torneio nacional e subiu temporariamente para o quarto lugar, com quatro pontos ganhos. Com a mesma pontuação, a Ponte sofreu a primeira derrota e ocupa o 15º lugar, por causa dos critérios de desempate.

A próxima rodada será realizada neste fim de semana e as equipes voltam a entrar em campo no mesmo dia e horário. A Ponte Preta encara o Flamengo no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. O Corinthians mede forças contra o Sport na Ilha do Retiro, em Recife. As duas partidas serão realizadas às 11 da manhã do domingo (29).

Corinthians domina primeiro tempo e abre vantagem

A grande novidade do Corinthians para o confronto foi a modificação do esquema tático. Tite deixou de lado o 4-1-4-1 que consagrou a equipe rumo ao hexacampeonato brasileiro e adotou o 4-2-3-1. A intensidade do jogo foi evidenciada desde os primeiros minutos. Empurrado por mais de 35 mil pessoas, a equipe partiu para cima do adversário e controlou as principais ações da partida no primeiro tempo.

A Ponte Preta tentava tirar a velocidade do Corinthians com a marcação alta, mas encontrava dificuldades em armar jogadas. Por isso, os comandados de Eduardo Baptista focaram em neutralizar as jogadas alvinegras. O confronto era travado. Aos 13 minutos, Bruno Henrique recebeu dentro da área, ajeitou e bateu. Kadu bloqueou a finalização. No minuto seguinte, porém, Kadu foi determinante para o primeiro gol do Corinthians. Marquinhos Gabriel insistiu na jogada pelo lado esquerdo, evitou a saída de bola na linha de fundo e cruzou. O zagueiro da Ponte tentou afastar, mas mandou a bola para as redes e marcou gol contra.

Embalados pela abertura do placar, os donos da casa avançaram ainda mais e continuaram a encurralar o adversário no campo de defesa. Quando os mandantes atacavam, a zaga pontepretana tentav bloquear de todas as formas. O que não foi possível aos 21 minutos, quando Uendel cruzou, Matheus Jesus afastou provisoriamente para a entrada da área e Bruno Henrique ficou com a sobra para emendar um forte chute. O goleiro João Carlos nada pôde fazer. Era o segundo gol corinthiano e um pouco mais de tranquilidade para o meia, criticado constantemente desde o início da temporada.

Com a vantagem de 2 a 0 no marcador, o Timão continuou a mostrar variação. Os jogadores de ataque alternaram posições, trocavam passes e boas jogadas. A Ponte Preta não conseguia criar uma jogada de ataque que assustasse o goleiro Walter, cada vez mais isolado em sua meta.

Corinthians administra vantagem e sela boa vitória

A Ponte Preta começou o segundo tempo determinada a diminuir o resultado e buscar uma reação importante para a sequência do campeonato. E conseguiu o primeiro ataque perigoso aos três minutos, quando Galhardo foi acionado em velocidade no arremesso lateral cobrado por Jeferson, entrou na área e finalizou para a defesa de Walter. Aos cinco, nova oportunidade. Ravanelli cobrou falta curta e Felipe Azevedo desviou de cabeça. A bola foi para fora.

O Corinthians respondeu e equilibrou o jogo. Aos 15 minutos, depois de cobrança de falta executada por Fágner, a zaga afastou e Cristian recuperou. O volante tocou para o lateral, que cruzou na área para a defesa tirar de novo. Os mandantes recuperaram a posse da bola com Guilherme, e o camisa 10 bateu colocado na tentativa de encobrir o goleiro. Mas João Carlos deu um tapa e evitou o terceiro gol. Aos 17, nova chance corinthiana. Luciano fez boa jogada e bateu rasteiro no canto esquerdo. A bola passou perto da trave.

O Corinthians continuou a pressionar e mostrar que hoje era dia de conquistar a primeira vitória no Campeonato Brasileiro. Aos 26 minutos, Giovanni Augusto chutou no canto esquerdo e João Carlos espalmou. No rebote, Luciano ficou com a sobra e bateu travado com a defesa da Macaca. Aos 29, Uendel cruzou, Luciano dividiu com a zaga do clube de Campinas e a bola saiu.

Depois de tantas finalizações, o Timão sacramentou a vitória com um golaço. Fágner tocou para Guilherme na intermediária. O camisa 10 dominou, ajeitou e bateu colocado. A bola caprichosamente acertou o ângulo de João Carlos, que tentou defender, mas não conseguiu. Com o terceiro gol, a equipe cadenciou o jogo, aproveitou a qualidade individual dos jogadores em campo para trocar passes e encaminhar com tranquilidade a partida ao seu final e conquistar o primeiro triunfo.