Tite critica arbitragem no jogo diante do Palmeiras: "Problemas de critério"

Treinador do Timão reconheceu inferioridade diante do rival. Porém, último lance da partida foi motivo de polêmica

Tite critica arbitragem no jogo diante do Palmeiras: "Problemas de critério"
Foto: Divulgação/Corinthians

Foi notório para todos que assistiram ao clássico desta tarde que o Palmeiras foi superior. Jogando em casa, com a força da sua torcida, conseguiu derrotar o Corinthians, que começou a rodada como líder da competição. Após o revés, despencou para a quarta colocação. Com a vitória, a equipe alviverde chegou à vice liderança do campeonato.

Mesmo reconhecendo a inferioridade de sua equipe durante os 90 minutos, o técnico Tite não poupou críticas ao árbitro da p\rtida, Raphael Claus. Segundo o comandante alvinegro, no início da partida houve problemas de critério por parte do juiz: "A jogada do Giovanni Augusto, que abriu o braço para proteger a bola."

Sem deixar passar o lance mais polêmico do jogo e que determinou o resultado do clássico, a jogada do último lance também foi citada pelo técnico: "Ele estava atrapalhado hoje, e esse atrapalhar tirou o gol legítimo do Corinthians." Essa referência foi feita em relação ao lance que foi parado com falta, depois de um choque do próprio zagueiro palmeirense com o goleiro Fernando Prass.

Apesar da derrota, Tite não desmereceu a atuação do rival e fez menção à merecida vitória em um clássico da dimensão que representa um Corinthians x Palmeiras: "Jogo digno das tradições do Palmeiras, parabéns pela vitória, porque foi efetivo, saiu na frente de um jogo que tinha situações iguais com ideias de futebol diferentes. Tem uma equipe muito veloz, de transição. Em clássicos com componente emocional, sair na frente faz a diferença. É aprender para que no outro clássico seja melhor.", completou.

Ao final da entrevista, tornou a criticar o árbitro depois de citar mais algumas vezes o erro no lance capital da partida: "Não pode, em alto nível... O Claus... Vocês são exigidos nas suas empresas, eu também... Não pode um árbitro como ele errar dessa maneira.", finalizou o treinador corintiano em tom de desabafo.