Cristóvão reconhece erros mesmo após vitória sobre América-MG: "Não foi no nosso potencial"

Treinador lamentou erros da equipe após primeiro triunfo como visitante comandando o Timão

Cristóvão reconhece erros mesmo após vitória sobre América-MG: "Não foi no nosso potencial"
Foto: Daniel Augusto Jr/ Ag. Corinthians

O Corinthians voltou a vencer fora de casa no Brasileirão 2016 ao bater o América MG na noite da última quarta-feira por 2 a 0. Mesmo ocupando a liderança (nos critérios de desempate perde para o Palmeiras), o desempenho alvinegro ficou abaixo do apresentado recentemente.

E isos foi motivo de preocupação para o novo treinador Cristóvão Borges. O técnico, que conseguiu a primeira vitória fora de casa, lamentou os erros e admitiu que o time não fez boa atuação, deixando o rival dominar a partida.

"A partida não foi dentro do nosso potencial, erramos muitos passes, e isso atrapalhou um rendimento mais regular e consistente. Mesmo assim, a equipe conseguiu se defender bem, controlou o segundo tempo e saiu com a vitória. Não houve displicência porque a equipe não tem esse perfil, eles (jogadores) são muito aplicados, dedicados e têm boa concentração. Tivemos um pouco de precipitação, e consequentemente erramos mais. O erro fez com que o América-MG tivesse controle do jogo em alguns momentos. Depois estabilizamos o jogo."

Ainda sem conseguir impor totalmente sua filosofia, Cristóvão tem esperanças que o time mude sua postura para a próxima partida, domingo, contra o Flamengo.

"Essas coisas a gente vai colocando aos poucos. A coisa do controle do jogo, da troca de passes, isso eu exijo muito deles. Como temos muito pouco tempo entre os jogos, não tivemos quase nada para treinar. Depois do jogo contra o Flamengo, teremos mais tempo."

O treinador também falou sobre a recente polêmica com Guilherme. O meia falou, publicamente, não entender ter ido para a reserva na equipe.

"São todos profissionais, adultos e responsáveis pelas opiniões e posturas. Não há problema algum. Conversamos e tento lidar com todos eles. A hierarquia tem de ser respeitada e será respeitada. Vamos seguir de forma harmônica. Isso não é nada de mais, são coisas que acontecem, a gente resolve e fica tudo certo. Conversamos individualmente e depois com o grupo inteiro. Estou chegando, nem todos me conhecem. Não tem necessidade de repreender, isso é coisa de colégio. Aqui é profissional, falamos direto e claro, mostrando como as coisas vão ter de ser. Sem problemas."

O Timão retorna aos trabalhos nessa sexta-feira. A equipe se prepara para duelo importante contra o Flamengo, podendo valer a liderança do Brasileirão.