Corinthians atropela Flamengo no segundo tempo e se aproxima da liderança

Aproveitando a insegurança rubro-negra na etapa final, a equipe de Cristóvão Borges aplicou uma goleada sobre o Flamengo com dois gols de Romero

Corinthians atropela Flamengo no segundo tempo e se aproxima da liderança
(Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)
Corinthians
4 0
Flamengo
Corinthians: Cássio, Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Uendel; Bruno Henrique, Rodriguinho, Marquinhos Gabriel (Maycon, min. 37/2ºT) e Giovanni Augusto (Rildo, min. 31/2ºT); Romero e Luciano (Guilherme, min. 23/2ºT).
Flamengo: Alex Muralha, Rodinei, Réver, Rafael Vaz, Jorge, Márcio Araújo, Willian Arão, Alan Patrick, Ederson (Everton, min. 09/2ºT), Marcelo Cirino (Thiago Santos, min. 22/2ºT) e Guerrero.
Placar: 1-0, min. 14/2ºT - Romero. 2-0, min. 32/2ºT - Guilherme. 3-0, min. 34/2ºT - Rildo. 4-0, min. 43/2ºT - Romero.
ÁRBITRO: Heber Roberto Lopes (SC) - advertidos: Ederson (min. 45/1ºT), Márcio Araújo (min. 12/2ºT), Guilherme (min. 25/2ºT), Paolo Guerrero (min. 39/2ºT), Pedro Henrique (39/2ºT)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro, jogada na Arena Corinthians.

Na tarde deste domingo (3), o Corinthians recebeu o Flamengo na Arena Corinthians, em partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Timão venceu a partida de goleada por 4 a 0, com gols de Romero (2x), Guilherme e Rildo, todos no segundo tempo.

Com a vitória, o Corinthians de Cristóvão Borges se manteve na 2ª posição na tabela, somando agora 25 pontos, mesma pontuação que o líder e rival Palmeiras. O time paulista entra em campo novamente pelo Brasileirão no próximo sábado (9), às 16h30, na Arena Condá, contra a Chapecoense.

Para o Rubro-negro a derrota por goleada significou a queda para a 7ª colocação, com 20 pontos conquistados. O time do técnico Zé Ricardo volta a campo pela competição no próximo domingo (10), às 11h, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, recebendo o Atlético Mineiro.

Primeiro tempo sem gols em Itaquera

A partida começou acelerada, com a equipe corinthiana pressionando e assustando o rubro-negro logo no primeiro lance com menos de um minuto. O timão criava a maioria das jogadas pelo lado esquerdo de ataque, onde  Marquinhos Gabriel e Romero levavam vantagem sobre o lateral-direito Rodinei.

O Fla começava a equilibrar a partida, deixando de se limitar a esperar o adversário e levando perigo a defesa Corinthiana, na melhor oportunidade rubro-negra, Cássio salvou o timão por duas vezes no mesmo lance em finalizações de Marcelo Cirino e Rafael Vaz. O time carioca aproveitava da marcação recuada do adversário para controlar a partida.

O Corinthians tinha dificuldades para trocar passes, porém ainda conseguia levar perigo ao goleiro Alex Muralha, que salvou o Flamengo na finalização de Marquinhos Gabriel. No entanto, o rubro-negro seguia mais perigoso e teve a melhor chance do primeiro tempo quando Ederson após fazer boa jogada, finalizou na trave e no rebote Alan Patrick desperdiçou para fora.

No final da primeira etapa, o jogo ficou mais pegado, com entradas mais duras e muita reclamação sobre a arbitragem de Heber Roberto Lopes, pelo lado rubro-negro, que terminou com a expulsão do técnico Zé Ricardo. Com isso, Jayme de Almeida passou a coordenar o Flamengo a beira do campo até o término da primeira parte.

Timão goleia com dois gols de Romero

No segundo tempo, o Corinthians voltou com mais posse de bola, trocando passes no meio-campo, tentando achar um espaço para furar o bloqueio rubro-negro. No entanto, o Flamengo era mais perigoso, chegando a quase abrir o placar na finalização de Willian Arão, que Cássio fez grande defesa, aos 10 minutos.

O Flamengo estava mais bem postado em campo, no entanto foi o Corinthians que abriu o placar aos 14 minutos, após a cobrança de escanteio e bate-rebate na área, a bola sobrou para Romero mandar para as redes. O gol corinthiano mudou todo o desenrolar da partida, com o Flamengo se desorganizando totalmente e dando muito espaço para o adversário.

O rubro-negro sentiu o gol sofrido e não conseguia mais articular jogadas ofensivas, perdendo todo o ritmo e errando muitos passes. Se aproveitando da insegurança ofensiva e também defensiva do adversário, o Timão ampliou o placar aos 32 minutos, com Guilherme e marcou o terceiro gol logo em seguida, aos 34 minutos com Rildo, que havia acabado de entrar.

No final da partida, a torcida corinthiana já gritava olé a cada toque da equipe na bola. E apesar da ampla vantagem no placar, o Corinthains seguia atacando e marcou o quarto gol aos 43 minutos, decretando a goleada com Romero, invadindo a área tocando na saída do goleiro, dando números finais a partida em Itaquera.