Invicto na Arena em 2016, Corinthians recebe abalado São Paulo buscando alcançar liderança

Timão venceu todos os quatro clássicos disputados em sua nova casa; Sem Calleri e Kardec, Tricolor agora mantém todo seu foco no Brasileirão

Invicto na Arena em 2016, Corinthians recebe abalado São Paulo buscando alcançar liderança
Lucca e Yago marcaram no último encontro entre as equipes, pelo Paulistão (Foto: Daniel Augusto Jr/ Agência Corinthians)
Corinthians
São Paulo
Corinthians: Cássio; Fagner, Yago, Balbuena, Uendel; Bruno Henrique, Rodriguinho; Romero, Giovanni Augusto, Marquinhos Gabriel; Danilo. Técnico: Cristóvão Borges
São Paulo: Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio; Mena; Hudson, Thiago Mendes; Wesley, Cueva, Michel Bastos; Centurion. Técnico: Edgardo Bauza
ÁRBITRO: Péricles Bassols (RJ)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016. Realizada na Arena Corinthians, em São Paulo.

Este domingo (17) é dia de Majestoso na Arena Corinthians. Corinthians e São Paulo se enfrentam em Itaquera pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, às 16h. O Timão de Cristóvão Borges segue na caça do rival e líder Palmeiras, já o Tricolor, terá a oportunidade ideal de se recuperar após a eliminação pela Libertadores na última quarta-feira (13) para o Atlético Nacional-COL.

Contratriando praticamente todos os especialistas, parece que o Corinthians não têm sofrido com seu período "pós-Tite". Além das boas partidas no comando de Cristóvão Borges, o paraguaio Romero, que não vinha ganhando chances com o agora comandante da amarelinha, já balançou as redes em quatro oportunidades após a saída de Tite, duas delas em uma apresentação de gala diante do Flamengo na Arena. Se muitos esperavam uma equipe com dificuldades, o Timão segue na cola do líder Palmeiras, só esperando um tropeço do rival para assumir a liderança e seguir sonhando com o hepta.

Em seu primeiro clássico pelo Corinthians, Cristovão cita importância da partida; Fágner espera adversário "mordido" após eliminação

Quatro vitórias em cinco jogos. Esse é o retrospecto do contestado Cristóvão Borges no comando da equipe alvinegra. O treinador foi o escolhido para substituir o "ídolo" e multicampeão Tite que assumiu a Seleção Brasileira. Mesmo sob desconfiança, Cristovão manteve o ótimo desempenho do clube, mas afirmou que uma vitória no clássico seria fundamental tanto para a sua afirmação, quanto para o clube.

“É um grande momento, sabemos disso. Independente da situação em que os clubes estejam, é sempre garantia de espetáculo, de grande jogo. Nós nos preparamos muito bem e estamos prontos para enfrentar o São Paulo. Tenho um time definido, mas por conta de alguns jogadores que treinaram mais ou menos, a gente faz avaliações. Então vamos deixar para decidir a equipe amanhã, e até por isso treinamos mais de uma formação. Existe a possibilidade de fazermos uma ou duas mudanças, sim", falou o comandante em coletiva.

Entre as prováveis mudanças, Elias e André devem começar o Majestoso no banco de reservas. Giovanni Augusto e Danilo devem ser os titulares.

Já o lateral direito Fágner, afirmou que eliminação no meio de semana deve mudar completamente a postura da equipe são-paulina em Itaquera.

“O mais importante é a gente entrar no jogo concentrado e procurar fazer o que vem fazendo. Com relação a momento do adversário, Libertadores, números, nada disso interfere no jogo. Eles vão querer dar uma resposta imediata, então temos de nos preocupar com nosso momento e buscar a vitória", revelou.

(Foto: Daniel Augusto Jr/ Agência Corinthians)

"Vapt vupt": em dois dias Gilberto é anunciado, apresentado e deve estrear no Majestoso

A semana do São Paulo não poderia ter sido pior. Se não bastasse ter sido eliminado nas semifinais da competição mais amada pelos torcedores, o clube ainda perdeu Jonathan Calleri, Paulo Henrique Ganso e Alan Kardec em um período de três dias. Contudo, não demorou muito para Edgardo Bauza conhecer seu primeiro reforço.

Se trata de Gilberto. O atacante de 27 anos que estava no Chicago Fire dos Estados Unidos conta com passagens por Internacional e Vasco da Gama, e chega para ser titular da posição que agora conta somente com Ytalo, Luíz Araújo e Pedro Bortoluz - os dois últimos recém promovidos das categorias de base.

Anunciado, apresentado e regularido em praticamente dois dias, Gilberto falou sobre a expectativa de vestir o manto são-paulino e de poder estrear justamente no clássico de domingo (17).

“Quando despertou o interesse do São Paulo por mim, há um tempo, eu já tinha dito sim. Mas as coisas não andaram. Desta vez estava certo que eu daria o sim. Eu tenho muito a agregar, sim, ao clube. O São Paulo provou na Libertadores que é um time forte, que luta bastante, eu venho para somar. Estou feliz com este desafio e pronto para mostrar o meu futebol”, disse em coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (15).

“Estou muito feliz para atuar no São Paulo. Quero jogar no São Paulo, sempre quis. Estrear no domingo é normal. Jogador quando se apresenta em um clube tem que estar preparado, tem que estar dentro do elenco, dar o máximo e ir crescendo aos poucos. Eu estou preparado, se a minha estreia for no domingo, vou fazer um bom jogo e ajudar o São Paulo. Eu estou à disposição, deixo a opção para o treinador. Se for para o clássico, estou a disposição. Estava parado, há um tempo sem jogar, mas estou treinando todos os dias, como todo atleta deve fazer. Não estou 100%, mas estou 80%, os outros 20% eu vou na vontade”, concluiu.

(Foto: Érico Leonan/ Getty Images)