Corinthians encara irregular Figueirense visando liderança provisória

Na última partida antes dos Jogos Olímpicos, o Timão tenta vencer para seguir na cola do líder Palmeiras; reestreia de Pato é adiada

Corinthians encara irregular Figueirense visando liderança provisória
Foto: Marcos Ribolli
Corinthians
Figueirense
Corinthians: Cássio; Léo Príncipe, Yago, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique, Rodriguinho, Romero, Giovanni Augusto e Marquinhos Gabriel; André
Figueirense: Thiago Rodrigues; Ayrton, Werley, Bruno Alves e Pará; Elicarlos, Jefferson, Yago e Dodô; Rafael Silva e Rafael Moura
ÁRBITRO: Marielson Alves Silva (BA)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016, a ser disputada na Arena Corinthians, em São Paulo.

Na tarde deste sábado (23), Corinthians e Figueirense medirão forças na abertura da 16ª rodada do Campeonato Brasileira, naquela que será a "despedida" do Timão da Arena Corinthians. Isso por que, durante o mês de Agosto, a casa do alvinegro paulista será utilizada como sede dos Jogos Olímpicos do Rio 2016, recebendo partidas do futebol feminino e masculino. A partida, que acontecerá às 16h, deveria marcar a reestreia de Alexandre Pato, mas segundo Cristóvão Borges, o atacante ainda não tem condições de jogo e não se sente seguro para voltar aos gramados.

Apesar de ter vantagem histórica no confronto, as memórias corinthianas em relação a seus adversários não são das melhores como mandante. Em 2014, na grande abertura da Arena Corinthians, o Figueirense era o último colocado no Campeonato Brasileiro, sem pontos somados ao longo de quatro jogos. A vitória do Corinthians era dada como certa, mas com um gol de Giovanni Augusto (hoje, meia da própria equipe paulista), o Furacão "carimbou" a estréia da arena, tornando-se o primeiro vencedor em jogos oficiais na casa corinthiana.

Mistérios para voltar a vencer

Após empatar com o São Paulo na última semana, deixando a distância para o líder Palmeiras aumentar para três pontos, o Corinthians ainda perdeu o lateral Fágner, suspenso. Para a sua vaga, deve entrar em campo Léo Príncipe, jogador da base do Timão, que estava emprestado mas retornou depois que Edílson foi negociado com o Grêmio. Outra novidade pode ser o retorno de André, que se resuperava de lesão. A escalação ainda não é dada como certa pois, o último treino dos comandados de Cristóvão foi feito a portas fechadas quase o tempo todo.

Apesar de ser visto como favorito no confronto, o técnico alvinegro pede atenção ao Figueirense. "Pode não ser um grande clássico do futebol brasileiro, mas a dificuldade é a mesma. Pelas características do seu treinador, talvez o Figueirense espere um pouco mais e jogue nos contra-ataques" advertiu Cristóvão. "Não tenho a preocupação de o time ter a minha cara, mas é natural que as coisas comecem a acontecer de acordo com o que penso com o passar do tempo" completou.

Mudanças

O Figueirense, por sua vez, não vence uma partida a seis rodadas. Para tentar afastar a crise, o técnico Argel Fucks decidiu por fazer mudanças na equipe. Pará será o substituto do suspenso Marquinhos Pedroso, e no meio de campo Jefferson e Dodô ganham as vagas de Jocinei e Bady. "O Pará é o substituto natural do Pedroso e vai ter a oportunidade para começar jogando a partida. É um jogador rodado e experiente. Jogou no Cruzeiro, Atlético-PR, tem uma saída de bola boa, mas também consegue marcar bem. O time que treina é o que joga. Temos uma formação que já tem alguma consistência, tem a evolução. Trabalhamos bem a semana, conseguimos melhorar alguns aspectos como posse, trabalhamos muito isso, finalização, trabalho defensivo. A semana foi proveitosa para afinar a equipe" analisou o treinador.

Na Arena, o Furacão tenta sua primeira vitória fora de casa na competição este ano. O último triunfo longe de casa do Figueirense foi pela Copa do Brasil, contra o Sampaio Corrêa, no dia 11 de maio. Depois disso foram sete jogos com cinco derrotas e dois empates.