Assim como em 2009, Corinthians encara Fluminense pela Copa do Brasil 2016

Confronto sorteado nesta terça-feira definiu dois velhos conhecidos pelo torneio

Assim como em 2009, Corinthians encara Fluminense pela Copa do Brasil 2016
Foto: Getty Images

A Copa do Brasil 2016 finalmente chega na sua parte mais forte com a adição dos clubes que participaram da Libertadores. E o Corinthians entra nas oitavas de final mais uma vez e terá um complicado rival pela frente: o Fluminense. Rival tricolor é um velho conhecido dentro do torneio e a promessa é de dois grandes jogos.

Dono de três títulos da Copa do Brasil, todos intercalados num período de sete anos (1995, 2002 e 2009), o Corinthians cresce na expectativa dessa curiosidade ao ter em 2016 essa diferença de tempo. Além disso, aos corinthianos mais supersticiosos, o Fluminense esteve no caminho alvinegro na conquista de 2009, mas nas quartas de final.

Naquele ano, ambas equipes eram muito diferentes. De um lado, a base campeã de tudo futuramente no Corinthians: Alessandro, Chicão, Jorge Henrique... Com o grande apoio do genial Ronaldo Fenômeno. Do lado carioca, Thiago Neves, Conca, Fred e Mariano eram as referências. 

No primeiro jogo, no Pacaembu, o Timão logo abriu o placar com Dentinho, após lançamento de Cristian. Pouco depois, o mesmo Dentinho quase ampliou, com chute cruzado que pegou no pé da trave e andou por toda a linha do gol. O jogo era todo corinthiano e a dupla Jorge Henrique e R9 perderam dois gols de frente. O Flu se salvou com boa defesa de Fernando Henrique.

O placar mínimo ainda dava esperanças ao time carioca, que lotou o Maracanã para o jogo da volta. Com uma noite chuvosa na capital do Rio de Janeiro, o Flu foi surpreendido novamente no começo do jogo. Chicão, em linda batida de falta, meteu na gaveta de Fernando Henrique.

A vantagem era grande e se ampliou ainda mais com um contra ataque gigante finalizado de forma maestral por Jorge Henrique, com um toque de joelho por cima do goleiro. Com a vaga praticamente garantida, o Timão tentou garantir a vaga, mas sofreu o empate com Alan e Thiago Neves, deixando o torcedor ainda com esperanças, mas o tempo era pouco e o Timão avançou de fase.

Na sequência do torneio, o alvinegro passou pelo Vasco e venceu a decisão contra o Internacional, levantando a terceira taça da competição. A Fiel fica na expectativa para que os números e as coincidências joguem a favor novamente.