Pressão da torcida e incertezas após derrota diante da Ponte: a segunda-feira do Corinthians

Sequencia de resultados ruins e time apresentando dificuldade em melhorar deixaram o torcedor na bronca com o técnico e jogadores

Pressão da torcida e incertezas após derrota diante da Ponte: a segunda-feira do Corinthians
(Foto: Agência Corinthians)

Nesta segunda-feira (29), o Corinthians retornou aos treinos em clima estranho. A derrota amarga pra Ponte Preta é mostra da atual situação do Timão: desconfiança.

O clube alvinegro vem tendo poucas atuações boas, levando um 3 a 0 do Grêmio, fora de casa, tendo dificuldades para virar contra o Vitória, em casa, e agora a derrota em Campinas. Nos últimos oito jogos, o time venceu apenas dois, empatou três e perdendo outras três. A torcida tem ficado com o pé atrás com o time.

O destaque do treino de reapresentação foi o centroavante Gustavo, recém-contratado do Criciúma, que chegou e marcou um gol, além de dar duas assistências e ter participação em outro gol. O atacante, junto com Balbuena, Léo Principe, Danilo, Willians, Marquinhos Gabriel e Bruno Paulo, venceu por 6 a 2 no jogo-treino. Como já atuou pelo seu ex-clube, o atleta não pode jogar a Copa do Brasil. Mesma situação acontece com o volante Jean, que atuava no Paraná Clube.

Quem enfrentou a Macaca, em Campinas, foi à campo apenas para aquecer. Fagner será o desfalque mais importante para o próximo jogo, pois estará com a seleção brasileira. Outros como: Rildo, Romero, Léo Santos e Guilherme Arana também estarão de fora. O Corinthians tem pela frente agora a Copa do Brasil, contra o Fluminense. O primeiro jogo será no Rio de Janeiro. A equipe busca a volta por cima e o bom resultado visto que o jogo da volta será na Arena Corinthians e o torcedor ainda teme com o azar e as constantes eliminações em competições mata-mata.

A provável escalação desta quarta-feira (31) terá: Cássio, Léo Príncipe, Yago, Balbuena e Uendel; Cristian e Elias; Marquinhos Gabriel, Rodriguinho e Marlone; Guilherme. A hora da partida será às 21h45 (Brasília).