Roberto de Andrade garante Corinthians forte em 2017, mas ressalta menos investimento

Presidente concedeu entrevista nessa terça-feira e reforçou planos e metas da equipe para a próxima temporada

Roberto de Andrade garante Corinthians forte em 2017, mas ressalta menos investimento
Foto: Getty Images

O momento conturbado do Corinthians nessa reta final de 2016 tem preocupado a Fiel torcida já em relação ao ano que vem. Mas o presidente do Timão, Roberto de Andrade, comentou sobre o futturo em coletiva concedida após os treinos dessa terça-feira.

Com foco principal na contenção de gastos, Roberto diminuiu mais de 100 milhões em dívidas, mas acabou com o time que foi hexa Brasileiro em 2015 encantando a todos com um ótimo futebol. Sem treinador e ainda brigando por Libertadores tanto no Brasileiro quanto na Copa do Brasil, o comandante falou que o planejamento para a próxima temporada já está sendo realizada. Mas ressaltou que não fará loucuras financeiras, mesmo trazendo reforços com mais impacto.

"Não sei o que vocês chamam de jogadores badalados. Em um planejamento com ou sem Libertadores, você pensa em ter um time forte.E um time forte nem sempre precisa ter jogador badalado. Nosso propósito é ter um time forte e não vamos poupar esforços dentro da nossa realidade. O que não pode é fazer qualquer tipo de loucura e deixar uma conta gigante."

Roberto falou sobre a montagem da base e como o tempo tratou de montar a equipe que venceu tudo recentemente. Para ele, não há como ter certeza de como será no futuro já que o futebol não certeza de imediato.

"Essa é a mesma diretoria e comissão técnica que montou esse time montou o campeão de 2011, campeão de Libertadores, Mundial, Paulista, Recopa e Brasileiro. Não dá para falar que não sabemos o que estamos fazendo. O futebol não é uma ciência exata. Às vezes você traz as peças certas, mas não dá liga."

Andrade também falou que essa instabilidade sofrida pela equipe durante a temporada é normal, já que muitos jogadores chegaram e saíram do plantel alvinegro.

"O fato do time não estar melhor é pela oscilação, são jogadores novos, o peso é grande, nem todos estão preparados. Nós não desaprendemos. Estamos trabalhando bastante, não estamos desanimados por isso. O propósito é sempre ter o time grande, forte. Também sou torcedor, mas às vezes as coisas não saem como planejado. Muitos clubes grandes estão sem títulos há 15, 20 anos. Nós somos os atuais campeões brasileiros."

Enquanto Roberto garante um time forte, nomes são especulados. Jô, Diego Tardelli, Jádson e Marcelo Moreno, todos no futebol chinês, são alguns jogadores ventilados para 2017. Nenhum negócio ainda surgiu, mas o presidente confirmou que o garoto Luydi, vindo do CRB, será o primeiro reforço para a próxima temporada.