Com foco no G-6, Corinthians recebe desfalcado Atlético-MG

Após praticamente desistir do título brasileiro, Timão ganha sobrevida com o aumento de vagas para a Libertadores 2017

Com foco no G-6, Corinthians recebe desfalcado Atlético-MG
Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG
Corinthians
Atlético-MG
Corinthians: Walter; Léo Príncipe, Yago, Balbuena e Guilherme Arana; Camacho; Rodriguinho, Giovanni Augusto, Marquinhos Gabriel e Marlone; Gustavo. Técnico: Fábio Carille
Atlético-MG: Victor; Carlos César, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Lucas Cândido e Leandro Donizete; Dátolo, Clayton, Robinho e Fred. Técnico: Marcelo Oliveira
ÁRBITRO: Rodolpho Toski Marques (PR). Auxiliares: Bruno Boschilia (Fifa-PR) e Ivan Carlos Bohn (PR)
INCIDENCIAS: 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Partida será na Arena Corinthians, em SP.

Nesta quarta-feira (5), um dos maiores clássicos do futebol brasileiro pede passagem para mais uma rodada do Brasileirão. Corinthians e Atlético-MG entrarão em campo, na Arena Corinthians, às 21h, em partida válida pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro

O momento do Corinthians não é dos mais agradáveis. O time corintiano treinado por Fábio Carille acumula quatro derrotas e apenas um empate nos últimos jogos. Com tão expressiva queda no Campeonato Brasileiro, há quem imaginasse um fracasso no restante do Brasileirão. No entanto, com a mudança de G-4 para G-6, devido à alteração no regulamento da Libertadores, o Timão ganhou uma nova motivação e deverá brigar por uma vitória diante do Galo, além de contar com um tropeço do Atlético-PR

Convivendo com seguidos desfalques, seja por lesão ou por convocações para seleções nacionais, o Atlético-MG entrará na Arena Corinthians sem vários de seus principais jogadores. Confiando no elenco, o técnico Marcelo Oliveira promoverá alterações no time. Uma vitória deixará o Galo na vice-liderança do Brasileirão, já que o Flamengo só jogará no domingo (9). 

Sem Cássio, mas com duas voltas, Carille confirma Timão

Desde que assumiu o Corinthians, o técnico Fabio Carille ainda não conseguiu colocar o Timão nos eixos, e os resultados negativos comprovam que o momento corintiano não é dos melhores. Após perder para o Botafogo, a vitória contra o Atlético-MG tornou-se de fundamental importância para o futuro da equipe. 

Para o jogo diante do Galo, o Corinthians tem três desfalques confirmados. O lateral-direito Fagner e o atacante Angel Romero estão servindo as seleções brasileira e paraguaia, respectivamente. O goleiro Cássio segue no departamento médico com dores no ombro esquerdo. 

Na montagem do time, Walter segue em baixo das traves. Léo Príncipe e Gustavo compõem a formação inicial. Para completar, os meias Rodriguinho e Giovanni Augusto, que não jogaram contra o Botafogo cumprindo suspensão, retornam a equipe titular. O técnico Fábio Carille deixou bem claro que a meta é a vaga entre os seis primeiros. 

"Com 59 pontos, hoje, estaremos no G-6. Olhando a classificação nos últimos anos, houve vezes em que o sexto colocado terminou com 61, outros com 56. Hoje estamos trabalhando com essa pontuação, 59. Dependendo da próxima rodada, pode ser que mude", declarou.

Com quase um time inteiro de desfalques, Marcelo Oliveira faz mistério

Se quando algum jogador entra no departamento médico, é motivo para acender o sinal de alerta, fica ainda pior quando quase meio time é chamado para defender as seleções nacionais. Este é o dilema do técnico Marcelo Oliveira, que faz mistério quanto ao time que entrará em campo contra o Corinthians.

Só de convocados, Marcelo Oliveira perdeu cinco. Rafael Carioca (Brasil), Lucas Pratto (Argentina), Erazo e Cazares (Equador) e Otero (Venezuela). Completa a lista de desfalques o volante Júnior Urso, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e o meia Maicosuel, que entraria no jogo contra o Corinthians, mas retornou ao departamento médico. 

O provável time é mantido a sete chaves por Marcelo Oliveira. Mas um dos prováveis confirmados é o volante Leandro Donizete. Um dos principais nomes do grupo atleticano declarou que se o Galo quiser ser campeão brasileiro, precisa somar pontos fora de casa.

"Se quiser ser campeão tem que ganhar. Perdemos muitos pontos no primeiro turno. O Corinthians é uma grande equipe, mas temos que voltar com os três pontos porque Flamengo e Palmeiras estão difíceis de perder", explicou.