Corinthians adianta planos e anuncia Oswaldo de Oliveira

Má fase da equipe paulista acabou forçando a chegada do novo técnico antes do previsto

Corinthians adianta planos e anuncia Oswaldo de Oliveira
(Foto: Robson Ventura/Folhapress)

O mau momento vivido pelo Corinthians no Campeonato Brasileiro acabou fazendo com que Roberto de Andrade antecipasse uma das grandes novidades do clube para 2017. Sob o comando do técnico interino Fábio Carille desde a saída conturbada de Cristóvão Borges do alvinegro paulista, o Corinthians vinha mantendo conversas com Oswaldo de Oliveira há alguns dias. O, até então, treinador do Sport desejava assumir o Timão apenas no início do próximo ano, mas as circunstâncias fizeram com que o presidente corintiano pressionasse o técnico por um acordo de início imediato.

Na última quarta-feira (12), Oswaldo fez seu último jogo como técnico do Sport, contra a equipe da Chapecoense, na Arena Condá. O treinador deixou o time pernambucana próximo à zona de rebaixamento, na 16ª colocação, com apróximadamente 39% de aproveitamento na competição. Assumirá um Corinthians que teve a pior campanha do returno do Brasileirão, e terá a missão de, com um elenco limitado e sem muito brilho, chegar ao G-6 para conquistar uma vaga  na Libertadores do ano que vem e/ou o título da Copa do Brasil, para assegurar seu lugar no clube em 2017.

Aos 65 anos, essa não é a primeira passagem de Oswaldo pelo clube do Parque São Jorge. Assumiu pela primeira vez o comando do clube em 1999, no lugar de Vanderlei Luxemburgo, fazendo sua estréia como técnico. Na época, conquistou o título de campeão paulista e brasileiro, e levou o alvinegro à conquista do primeiro Mundial de Clubes da FIFA, em 2000, diante do Vasco da Gama. Quatro anos depois, Oswaldo retornou ao clube paulista, mas não teve o mesmo sucesso de seus primeiros anos de carreira, sendo demitido no mesmo ano.

Bancado por Roberto de Andrade, Oswaldo de Oliveira não era o nome preferido para assumir o clube por boa parte da diretoria, em especial Andrés Sanchez, ex-presidente do clube, mas que segue tendo certo poder dentro do mesmo. O nome de Eduardo Baptista, que tem acordo firmado com a Ponte Preta já para o próximo ano, chegou a ser um nome debatido para o cargo, foi até mesmo contatado, mas optou por seguir com seu projeto na equipe de Campinas.