Após eliminação na Copa do Brasil, Oswaldo de Oliveira afirma que Corinthians ainda pode melhorar

Em seu segundo jogo, treinador é derrotado e Corinthians deu adeus ao torneio mata-mata

Após eliminação na Copa do Brasil, Oswaldo de Oliveira afirma que Corinthians ainda pode melhorar
Foto: Daniel Augusto Jr/ Agência Corinthians

A eliminação do Corinthians para o Cruzeiro na noite de quarta-feira (19) de forma dramática por 4 a 2 no Mineirão, deu fim a caminhada alvinegra dentro da Copa do Brasil 2016.

Tendo apenas o torneio de pontos corridos nesse fim de temporada, o Timão se volta totalmente para a busca de uma vaga no G6 e o comandante da equipe, Oswaldo de Oliveira, conversou com os jornalistas após a partida sobre o que o time ainda pode melhorar. Para ele, há potencial de crescimento no elenco.

"Vamos trabalhar bastante. Vejo potencial para melhorar e vencer a maioria das partidas pela frente. Agora é ter calma, tranquilidade para organizar as coisas.", relatou o comandante. Com apenas duas partidas nessa terceira passagem, Oswaldo ainda não conseguiu dar um padrão na sua defesa e lamentou essa falta de tempo.

"Precisamos trabalhar com intensidade para corrigirmos esses erros. São situações realmente previsíveis que nós alertamos. Infelizmente ainda não conseguimos o tempo para trabalhar com mais intensidade para reparar isso. Não tenho nem uma semana aqui. Estamos identificando tudo. É só ter calma. Claro que a medida que tivermos tempo, vamos intensificar algumas situações para evitar o tipo de falhas que tivemos hoje.", disse.

Ainda que mais uma eliminação tenha abalado a situação corinthiana, Oswaldo espera que essas partidas finais no Brasileirão ainda traga de volta a esperança por uma vaga na Libertadores de 2017. Oswaldo, sobre o que o torcedor pode esperar nestes últimos meses: "É difícil para dizer qualquer coisa ainda. Nós vamos trabalhar bastante. Vejo time com potencial para melhorar, para vencer a maioria das partidas que temos pela frente. A medida que for trabalhando, identificando a melhor forma de jogar, procurando colocar em campo os jogadores em melhores condições, aí sim vamos procurar nestes sete jogos dar mais agressividade. Ainda falta um pouco disso ao Corinthians. Falta ser agressivo na marcação, na chegada na área adversária."

E o próximo desafio não será nada fácil. No domingo (23) às 17h, o Timão faz a reabertura do Maracanã enfrentando o Flamengo, vice-líder do Brasileirão e que terá mais de 60 mil pessoas apoiando. O clássico pode decidir de vez os planos das equipes mais populares do Brasil.