Pedro Henrique exalta confiança de Oswaldo para retomar boa fase da zaga do Corinthians

Jovem revelou que treinador tem conversado com defensores para melhorar desempenho da zaga alvinegra

Pedro Henrique exalta confiança de Oswaldo para retomar boa fase da zaga do Corinthians
Foto: Diego Luz/VAVEL Brasil

O Corinthians tem seu quarto treinador no mesmo ano e a tradicional estrutura defensiva formada na época dos técnicos Tite e Mano Menezes parece perder força com a chegada de Oswaldo de Oliveira. Nos últimos dois jogos foram seis gols tomados e isso foi um dos assuntos comentados pelo jovem zagueiro Pedro Henrique, que subiu da base e que deve começar o jogo contra a Chapecoense no sábado, em Itaquera.

Pedro revelou que Oswaldo de Oliveira tem conversado muito com os zagueiros e passado confiança ao elenco, que sofre instabilidades durante o ano: "O professor Oswaldo conversa com a gente e está ajustando para a equipe não tomar mais esses gols. Ele motiva bastante, passa muita tranquilidade para fazer um bom papel em campo."

Após cobranças da torcida sobre uso da base, o garoto exaltou o trabalho do comandante da categoria inferior, Osmar Loss:  "Contamos com bastante garotos agora. Graças à Deus esse aproveitamento vem do trabalho do Osmar Loss e o professor de cima traz a gente pra atuar no time fazendo a transição. Qualquer hora todos podem atuar."

Agora com novo diretor de futebol (Corinthians confirmou Flávio Adauto), o elenco terá novamente um homem-forte no futebol, mas que ainda não conhece pessoalmente: "Ainda não foi apresentado pra gente. Creio que daqui uns dias ele vai ser apresentado. Será bem-vindo e fará um grande trabalho."

Questionado sobre o sentimento de um jogador da base na transição para o profissional, Pedro Henrique confirmou que nem sempre é tão fácil: "Quando eu entrei com Cristóvão Borges, estávamos num momento bom, era primeiro colocado e tivemos uma sequência boa. Essa transição é difícil e quem vem da base pensa mil coisas. Mas tanto diretoria, quanto atletas e torcida acolheu bem e superei os problemas. É trabalhar bem que a oportunidade aparece. Focado, forte e pronto, porque quando a chance aparecer, temos de agarrar", disse o jovem zagueiro.

O próximo rival será a Chapecoense, equipe que está na semifinal da Copa Sul-Americana, mas que deve ter time misto em Itaquera. Mas Pedro não quis saber de facilidades, mesmo com adversário sem sua força máxima: "Esperamos uma Chape forte e competitiva. Eles vêm dando trabalho durante o campeonato. Tem jogadores de qualidade e é muito difícil jogar contra eles. Vem fechadinho e precisamos trabalhar bem. Quem jogar tem qualidade, já que há jogadores de qualidade também no banco, como Bruno Rangel, Hyoran,... Sempre respeitando, mas focado na vitória."

Atual campeão do Brasileiro, mas na sexta colocação e sem chances de título, o zagueiro demonstrou foco na busca por uma vaga na Libertadores do ano que vem e exaltou a força do elenco: "Oswaldo vem dando confiança e o grupo tá fechado, focado. Sabemos que precisamos classificar pra Libertadores e temos de nos doar ao máximo nesses seis jogos restantes."

A sequência alvinegra após o confronto contra a Chape será com clássico no Morumbi contra o São Paulo, recebe o Atlético-PR, viaja para duelo contra o Figueirense, recebe o Internacional e fecha o ano contra o Cruzeiro no Mineirão.