Folgado na liderança, Corinthians busca aumentar vantagem no topo diante do Atlético-PR

Isolado na liderança do campeonato, Timão quer aumentar ainda mais diferença de pontos para segundo colocado; Furacão entra em campo sob novo comando e visa quebrar a invencibilidade do adversário

Folgado na liderança, Corinthians busca aumentar vantagem no topo diante do Atlético-PR
Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Corinthians
Atlético-PR
Corinthians: CÁSSIO, FAGNER, BALBUENA, PEDRO HENRIQUE E MOISÉS; GABRIEL, MAYCON E MARQUINHOS GABRIEL; JADSON E ROMERO; JÔ. TÉCNICO: FÁBIO CARILLE
Atlético-PR: WEVERTON, JONATHAN, PAULO ANDRÉ, WANDERSON E SIDCLEY; OTÁVIO E EDUARDO HENRIQUE; LUCHO GONZÁLEZ; NIKÃO, PABLO (DOUGLAS COUTINHO) E EDERSON. TÉCNICO: FABIANO SOARES.
ÁRBITRO: SANDRO MEIRA RICCI (SC - FIFA), AUXILIARES: EMERSON AUGUSTO DE CARVALHO (SP-FIFA) E MARCELO CARVALHO VAN GASSE (SP-FIFA).
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 14ª RODADA DO BRASILEIRÃO, DISPUTADA NA ARENA CORINTHIANS, ÀS 19H DESTE SÁBADO (15).

Neste sábado (15) o atual líder, Corinthians, e o Atlético-PR se encontrarão na Arena Corinthians em partida válida pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, o paulista querendo aumentar sua vantagem de pontos para o vice-líder, Grêmio, e o paranaense visando se afastar de vez da zona de rebaixamento.

Com desfalque na defesa, o Corinthians espera manter boa fase e vencer em casa

A defesa do Corinthians vem ganhando destaque após 7 jogos sem levar gols no Brasileirão, mas sem Pablo e Guilherme Arana, peças importantes no sistema o time busca manter sequência positiva para os donos da casa. 

Após grande vitória fora de casa contra o maior rival, o Corinthians enfrenta um adversário complicado, que já empatou por 0 a 0 em casa, e perdeu por 2 a 0 em Curitiba. Mesmo com a sequência de jogos invictos do Timão, o elenco adota a filosofia do treinador Fábio Carille de "jogo a jogo", sempre descartando favoritismo de sua equipe, e que num campeonato como o Brasileirão, não há adversário fraco mesmo passando por problemas, como o Atlético-PR atualmente.

“É um jogo de paciência, precisa rodar a bola, saber infiltrar bem, achar os espaços. Vamos precisar de muita paciência. Amanhã vamos fazer um belíssimo jogo. Tem que manter os pés no chão, tem dado certo, não tem por que mudar. É assim que a gente vai seguir até o final do campeonato, jogando bem, com boas atuações. É seguir esse caminho que tem dado certo”, declarou o meia Marquinhos Gabriel que será titular na partida.

Em período de crise, Fabiano Soares garante motivação para o duelo

O rubro-negro vem passando por uma árdua fase, onde após derrotas o técnico Eduardo Baptista foi demitido e de Paulo Autuori, que deixou o comando do time para trabalhar na gestão, e que solicitou deixar o clube. O problema não se encontra apenas na diretoria, mas também em campo, com rescisões de contrato dos jogadores Grafite e Carlos Alberto.

Há cinco jogos sem vencer, o Atlético-PR entra em campo motivado, e dependendo do resultado, pode motivar jogadores e torcedores para os próximos jogos, entre eles um de grande importância contra o Santos, válido pela Libertadores, do qual foi derrotado por 3 a 2 em Curitiba.

"O que temos que fazer é em campo. Falar aqui é bonito, mas em campo temos que mostrar porque jogamos no Atlético-PR. Todas as equipes têm seus pontos fracos, o Corinthians também tem e vamos tentar explorar e surpreendê-los. Temos que mostrar aos torcedores que podem confiar na gente, e tentar ganhar o jogo que seguramente eles encherão o campo", disse o novo treinador do Atlético-PR, Fabiano Soares, que comanda o Furacão pela primeira vez neste sábado (15).

Desfalques e novidades de Corinthians e Atlético-PR para o confronto

O Timão não contará com jogadores de grande importância como Pablo, Guilherme Arana e Rodriguinho, substituídos por Pedro Henrique, Moisés e Marquinhos Gabriel. Já o Furacão não terá a presença do jogador Thiago Heleno, suspenso após cartão amarelo contra o Cruzeiro, mas os paranaenses terão retorno de quarteto, sendo eles o zagueiro Paulo André, o meia Lucho González e os atacantes Douglas Coutinho e Pablo.


Share on Facebook