Kazim volta a marcar após nove meses e garante vitória do Corinthians contra Avaí

Turco marcou no início do segundo tempo único gol na Arena, que garantiu terceira vitória seguida do Timão

Kazim volta a marcar após nove meses e garante vitória do Corinthians contra Avaí
Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Corinthians
1 0
Avaí
Corinthians: Caíque França; Fagner, Balbuena, Pablo, Guilherme Arana; Gabriel, Camacho (Jadson, intervalo); Romero, Rodriguinho (Maycon, min. 22/2ºt), Clayson (Marquinhos Gabriel, min. 33/2ºt); Kazim. Técnico: Fábio Carille
Avaí: Douglas; Maicon, Alemão, Betão, João Paulo; Judson (Caio César, min. 37/2ºt), Wellington Simião; Rômulo, Marquinhos, Luanzinho (Maurinho, min. 12/2ºt); Júnior Dutra. Técnico: Claudinei Oliveira
Placar: 1-0, min. 4/2ºt, Kazim
ÁRBITRO: Dewson Fernando Freitas da Silva, auxiliado por Helcio Araujo Neves e José Ricardo Guimarães Coimbra, todos do PA. Amarelos: Balbuena, Kazim, Romero (COR); Júnior Dutra, Judson, Maurinho (AVA)
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 34ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro 2017, na Arena Corinthians, em São Paulo, SP. Público total: 43.013 torcedores; Renda: R$ 2.739.920,00

Diante de mais de 43 mil torcedores, o Corinthians bateu o Avaí por 1 a 0, engatou a terceira vitória consecutiva e está cada vez mais perto do título do Campeonato Brasileiro. O turco Kazim voltou a marcar após nove meses, seu primeiro na Série A.

Faltando apenas quatro partidas para o fim da competição, o Coritnhians soma 68 pontos, 11 a mais que o vice-líder Grêmio, que ainda joga na rodada. Já o Avaí permanece na vice-lanterna, com 35 pontos, e seca os rivais para não se afastar ainda mais da saída do Z-4.

Na próxima quarta-feira (15), o Corinthians joga novamente em casa, diante do Fluminense, às 21h45. No mesmo dia, porém às 19h30, o Avaí joga em Belo Horizonte contra o Cruzeiro. Jogos no horário de Brasília.

Avaí segura líder na primeira etapa

A posse de bola de 70% e o número de finalizações, 11 a 1, indica que o Corinthians pressionou na primeira etapa, mas o que se viu foi um Avaí fechado, evitando as jogadas mais trabalhadas do Timão, que teve que usar dos chutes de longa distância para tentar sair na frente em sua Arena.

A única finalização avaiana no primeiro tempo foi aos nove. Depois de cobrança de escanteio, Simião ficou com o rebote na entrada da área e arriscou de primeira, mas Caíque, bem posicionado, segurou. A resposta corintiana veio cinco minutos depois. Após desarmar Luanzinho na esquerda, Romero arriscou de fora da área, a bola desviou, mas Douglas conseguiu defender com os pés.

Apesar da postura defensiva do Avaí, o primeiro tempo teve poucas faltas (oito dos mandantes e cinco dos visitantes), e apenas dois amarelos - um para cada time. O Leão se defendeu bem das infiltrações alvinegras pelo meio e o Corinthians abusou de cruzamentos para a área azurra - foram 21 bolas cruzadas do Timão nos 46 minutos iniciais.

Aos 30, Kazim roubou a bola de Alemão na esquerda, avançou até até a intermediária e arriscou chute, mas mandou à esquerda do gol. Já aos 40, Arana levantou para a área, a zaga afastou para frente e Camacho arriscou de fora no rebote, mas Douglas se esticou e salvou o Avaí, mantendo o zero no placar para o intervalo.

Kazim desencanta e garante vitória

Para a segunda etapa, o técnico Fábio Carille trocou Camacho por Jadson, tentando dar ao Corinthians mais criatividade. Coincidentemente ou não, logo aos 3, Arana levantou da esquerda, Kazim antecipou Alemão e tocou de peito para marcar seu primeiro no Brasileiro e abrir o placar em São Paulo.

O panorama da partida, mesmo após o gol, mudou pouco. O Avaí teve um pouco mais posse de bola - terminou com 32% -, mas teve pouca criatividade para assustar o goleiro Caíque - finalizou cinco vezes, contra 10 dos mandantes. Aos 9, após levantamento de Simião, Pablo cortou e, no rebote, Rômulo arriscou da entrada da área, mas mandou por cima do gol.

Carille reorganizou seu meio-campo com a entrada de Maycon na vaga de Rodriguinho para retomar a marcação no meio-campo. Em vários momentos, o Avaí teve a bola, mas as tomadas de decisão erradas minaram os ataques azurras, inclusive nas bolas paradas, enquanto o Timão valorizava o seu resultado sem muitos problemas, apesar da vantagem pequena.

Aos 33, Rômulo recebeu de Maurinho na entrada da área, girou para cima da defesa e bateu no canto, mas Caíque caiu no canto e segurou. No minuto seguinte, Jadson recebeu de Maycon, cavou por cima da defesa e Gabriel apareceu para finalizar, mas mandou para longe do gol.

Mesmo com pouca criatividade, o Avaí se manteve no jogo até o final, tentando um empate que garantiria ao menos um ponto em sua luta contra o rebaixamento. Já aos 48, Maicon cruzou da direita, Maurinho recebeu livre, mas dominou mal e Fagner conseguiu antecipar para evitar a finalização do atacante avaiano e garantir mais uma vitória na Arena, para a festa do torcedor corintiano.