Capitão do hepta, Cássio destaca objetivos para 2018: "Estar bem e disputar Copa do Mundo"

Sendo capitão nas duas conquistas do Corinthians nesse ano e convocado para a seleção brasileira, o camisa 12 já traça metas para a próxima temporada

Capitão do hepta, Cássio destaca objetivos para 2018: "Estar bem e disputar Copa do Mundo"
Momento em que Cássio comemora o segundo título da temporada, após o jogo contra o Fluminense (Foto: Divulgação/Agência Corinthians)

O responsável por erguer a taça do Campeonato Brasileiro nesse domingo (23), contra o Atlético-MG, será o goleiro Cássio, assim como ocorreu no Campeonato Paulista. O camisa 12 será o primeiro goleiro a erguer um troféu nacional pelo Corinthians. Feliz com mais uma oportunidade, ele ressalta a importância de todos os atletas, comissão técnica e diretoria do clube pelos títulos conquistados nesta temporada.

Em 2015 após o título brasileiro, o Corinthians sofreu com a saída de seis jogadores titulares. Tendo o mesmo cenário positivo, começam especulações sobre o futuro dos destaques do clube. Questionado sobre a provável saída de Guilherme Arana para o Sevilha, o goleiro fugiu da possível negociação, explicando o momento de comemoração e as brincadeiras com o lateral esquerdo. “A gente tinha combinado que no final do ano, na reta final, nós íamos amarrar ele e dar um banho nele. Porque é um cara que tá sempre brincando e zoando com todo mundo”, disse.

Apesar de ter conquistado o Mundial de Clubes e a Libertadores em 2012, o camisa 12 ressalta que esta temporada foi o melhor ano da sua carreira. Levando em conta a experiência, o foco, a regularidade e as convocações para a seleção brasileira. “Foi o melhor, em termos de regularidade. De uma nova maneira e de novos hábitos. Estar mais focado e também ter mais experiência, é a minha sexta temporada aqui. Então a cada ano a gente vai evoluindo e crescendo. Esta temporada foi muito boa, agora vamos terminar essas duas últimas partidas para terminar um ano muito bom”, continuou.

Visando a Copa do Mundo na Rússia e a disputa da Libertadores, o atleta almeja um 2018 ainda melhor. Por conta disso, destaca que o cuidado com o físico nas férias e uma excelente preparação na pré-temporada farão diferença para começar o ano bem na Florida Cup e continuar sendo escolhido pelo técnico Tite. “Eu tenho que estar bem no meu clube. Eu acho que eu cheguei esse ano na seleção, por estar bem no meu clube. Então, começar bem o ano que vem, começar ajudando a minha equipe e de repente quem sabe disputar uma Copa do Mundo”, declarou.

Segundo Cássio, o jogo mais especial do Corinthians neste ano foi o Derby disputado no Paulistão. Naquela ocasião, o Timão vivia incertezas diante do desempenho da equipe. Entretanto, saiu vitorioso por 1 a 0. “Ali mostrou a nossa força, a nossa união e mostrou que a torcida do Corinthians ia abraçar o time até o final. Então, ali na minha opinião foi um jogo bem especial, onde a gente mostrou a nossa cara”, destacou o jogo contra o arquirrival Palmeiras.

Faltando dois jogos para acabar a temporada, o elenco corinthiano ainda possui algumas metas a serem alcançadas. Logo, erguer a taça do sétimo brasileiro não é o último objetivo de Cássio. Com 27 gols sofridos até a 36ª rodada, o Corinthians ainda pode terminar como a melhor a defesa do Campeonato Brasileiro. Além disso, o atacante busca a artilharia isolada do Brasileirão para concluir a sua meta pessoal e, consequentemente se tornaria o primeiro jogador da história do clube a conseguir tal feito.