Corinthians pressiona, desperdiça pênalti e perde para Ponte Preta no Paulistão

Equipe da capital ficou com um a mais em grande parte da partida, mas foi surpreendido após contra-ataque fulminante da Ponte, que viu o goleiro Ivan, em noite inspirada, defendendo um pênalti de Jadson

Corinthians pressiona, desperdiça pênalti e perde para Ponte Preta no Paulistão
Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Corinthians
0 1
Ponte Preta
Corinthians: CÁSSIO, FAGNER, BALBUENA, PEDRO HENRIQUE E GUILHERME ROMÃO; GABRIEL; ROMERO, RODRIGUINHO, JADSON E CLAYSON; KAZIM. TÉCNICO: FÁBIO CARILLE
Ponte Preta: IVAN, EMERSON, LUCAS PERES, RENAN FONSECA, JEFERSON; TIAGO REAL, MARQUINHOS, LÉO ARTUR; FELIPE SARAIVA, SILVINHO E FELLIPE CARDOSO. TÉCNICO: EDUARDO BAPTISTA.
ÁRBITRO: ÁRBITRO: RAPHAEL CLAUS. ASSISTENTES: EMERSON AUGUSTO DE CARVALHO E LUIZ CARLOS RAMOS JÚNIOR.
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELO CAMPEONATO PAULISTA 2018. CORINTHIANS E PONTE PRETA SE ENFRENTAM NO ESTÁDIO PAULO MACHADO DE CARVALHO - PACAEMBU. CAPACIDADE DE 38.000 MIL TORCEDORES.

Na noite desta quarta-feira (17), o Corinthians iniciou oficialmente a sua temporada, como de praxe, no Campeonato Paulista 2018. O alvinegro recebeu a Ponte Preta, no Pacaembu, onde perdeu por 1 a 0. O gol da partida foi marcado por Felipe Saraiva, no segundo tempo, quando o Corinthians pressionava no seu campo de ataque.

Agora, o Timão se prepara para seu primeiro jogo como visitante, mas no mesmo Pacaembu da estreia, onde enfrentará o São Caetano, no domingo (21). Já a Macaca recebe o Linense no mesmo dia, pela segunda rodada do campeonato estadual.

Primeiro tempo com vantagem numérica

A primeira etapa se iniciou com as duas equipes se estudando, com a valorização pela posse de bola por parte de ambos os times. A Ponte, trabalhava as suas jogadas pelo lado direito do campo, com uma rápida troca de passes entre Felipe Saraiva e Léo Artur, que chegava à linha de fundo e cruzava para procurar Fellipe Cardoso.

Enquanto a ponte explorava o lado direito, que era ocupado pelo recém-promovido, Guilherme Romão, a equipe alvinegra começou a se soltar mais depois dos 15 minutos iniciais. Jadson, que jogava centralizado no meio de campo, coordenando as jogadas das quais eram investidas ora por Clayson, ora por Romero nas pontas.

Quando começou a se soltar e acertar passes em velocidade, o Timão viu Jadson acertar o travessão, depois de chutar de chapa em bola servida na ponta da área. Em seguida, Gabriel pegou a sobra e finalizou de primeira, com perigo, mas mandando para fora.

Ao final do primeiro tempo, a Macaca ainda viu o atacante Fellipe Cardoso, em sua estréia pela Ponte, ser expulso depois de acertar uma solada no goleiro Cássio dentro da área. O árbitro Raphael Claus não pensou duas vezes e aplicou o segundo cartão e depois, o vermelho, deixando o Corinthians em vantagem numérica, sem maiores pretensões até os 48 minutos, quando foi decretado o intervalo.

(Foto: Divulgação/Corinthians)

Surpreendido na segunda etapa

Mantendo a mesma postura da qual finalizou o primeiro tempo, o Corinthians seguiu dominando as ações ofensivas da Ponte Preta, avançando as linhas defensivas para pressionar a Macaca.

Jadson seguia sendo o principal passador de bolas do time alvinegro, que assustou em um chute de fora da área de Clayson, contudo o Corinthians pecava no último passe, por preciosismo e também, pela falta de ritmo.

Com a pressão para cima do time de Campinas, a jogada pela direita, vista no primeiro tempo, com Felipe Saraiva, deu certo depois de um rápido contra-ataque pela direita, onde o atacante cortou para a esquerda e acertou um chute no ângulo que não deu chances para Cássio. 1 a 0 para a Ponte.

Logo após sofrer o gol, Eduardo Baptista promoveu a entrada de mais um meio-campista para segurar o resultado e promoveu a entrada de Reynaldo. Do lado alvinegro, Marquinhos Gabriel e Lucca entraram para incomodar o ataque, mas pararam em uma atuação segura do goleiro Ivan, que executava boas defesas além de ter defendido um pênalti.

Apesar de estar atrás do placar, Jadson foi derrubado na área e, apesar de ser uma penalidade discutível, Raphael Claus assinalou a marcação. Quando Jadson foi para a bola, o goleiro Ivan estava atento e agarrou, segurando a vantagem no placar.

Faltando quatro minutos para o final da partida, Guilherme Romão chega atrasado em Felipe Saraiva, leva o segundo amarelo e é expulso de campo, deixando ambas as equipes com dez jogadores em campo. 

O Corinthians seguiu na pressão, mas contou com mais uma defesa providencial de Ivan no chute de Marquinhos Gabriel, de fora da área. Depois da defesa, o Timão pouco fez e saiu derrotado na sua estreia, para a decepção dos 19 mil torcedores presentes no Pacaembu. 

Confronto de mais cedo

Mais cedo, a equipe do Novorizontino recebeu o Mirassol, em um jogo protagonizado por quatro gols. Entretanto, o número de gols deu a vitória à equipe de Novo Horizonte, por 3 a 1, destaque para o último gol dos donos da casa, onde Cléo Silva driblou o zagueiro e arrancou cara a cara para vencer o goleiro, Fernando Leal.

Com a vitória de hoje, a equipe volta as suas concentrações para a partida do final de semana, contra o São Paulo no Morumbi. Já o Mirassol, recebe o São Bento, que venceu a equipe tricolor mais cedo nesta quarta.